Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 11 de maio de 2009

Se bolas de cristais fossem artigos consumíveis como celulares, geladeiras e sofás vocês podem ter certeza de que Casas Bahia’s da vida estariam vendendo desses fantásticos utensílios de previsão sem parar neste final de semana. Começou o Campeonato Brasileiro. Começou a temporada oficial brasileira de previsões. Doutores, mestres, professores, alunos, políticos, pacifistas, boleiros, blogueiros, jornalistas, entregadores de pizza, donos de bares, enfim, todos são a partir de hoje especialistas em futebol. Especialistas em palpites para o Brasileirão.

Mas nesse momento peço muita calma à platéia futebolística tupiniquim. As águas, digo, bolas só começaram a rolar neste final de semana. Estamos apenas na PRIMEIRA segunda-feira de Brasileirão. E os palpites não cessam. “Você viu o Internacional? Nem parece tudo isso, hein. Só um golzinho contra os reservas do Corinthians? Esse time nunca me enganou”, diria aquele palpiteiro que acabou de ler sobre a citada partida, vencida pelos gaúchos em pleno Pacaembu.  “Esse São Paulo não vai para a frente, nenhum time consegue ser campeão jogando desse jeito”, diz o amigo sobre o duelo de Tricolores no Rio de Janeiro, vencido pelo Fluminense.

Muita calma nessa hora. Muita calma. Não é hora para pânico e muito menos para êxtase. O Cruzeiro não é o virtual campeão, o Palmeiras não é o time a ser batido, o Vitória não está garantido na Libertadores. O Corinthians e o São Paulo não farão o Majestoso na série B, o Flamengo não é um time medíocre e o Atlético Mineiro não está totalmente ajeitado com Celso Roth. Foram apenas 90 minutos de bola rolando para cada time. Tempo de menos para que avaliações possam ser feitas. 

Temos, é claro, um pequeno parâmetro do que poderá acontecer. Se pedirem meu palpite posso indicar cinco ou seis favoritos ao título, uns seis “favoritos” ao rebaixamente e por assim vamos… Mas são palpites baseados puramente na análise de cada elenco, de cada estrutura e de cada treinador. O futebol, salve o clichê, é uma caixinha de surpresas. E algumas surpresas nem serão tão surpresas assim. 

Se o campeonato terminasse hoje… bem, ele não termina.

Nilmaradona?

Aplaudo de pé o maravilhoso gol de Nilmar pelo Colorado contra o Corinthians. Provavelmente um dos gols que marcarão essa edição do Brasileiro. Obra de arte, coisa de gênio. Devem ter ficado de cabelo em pé os dirigentes do Timão. Pagaram para que o craque jogasse no Inter. As voltas que a vida dá…

Bombonilla?

Nunca fui adepto da teoria de que o Sport é quase invencível em casa. Místicas movem o futebol e essa é mais uma delas. Dificuldades para enfrentar um adversário fora de casa todos os times têm. Aposto no Palmeiras de Luxemburgo para o jogo (jogaço) de terça-feira – espero que a Conmebol não mude de novo a data da partida.

Amendoim duro de engolir…

“Keirrisono” acordou, hein Turma do Amendoim? O garoto é bom, o garoto é bom… não digam que não avisei!

Anúncios

Read Full Post »

Final de primeira rodada do Brasileirão e a Equipe Opina Fute elegeu os onze melhores jogadores e o melhor técnico dentre os que participaram dos dez jogos realizados no último final de semana.

Fábio (Cruzeiro) – Salvou seu time ao defender o pênalti cobrado pelo ala Juan, do Flamengo. No rebote da penalidade ainda fez outra ótima defesa. Responsável direto pelo bom resultado da Raposa.

Rever (Grêmio) – O zagueirão mostrou segurança ao conter as jogadas de ataque do Santos e ainda deixou sua marca, a única do Tricolor no empate com o Peixe.

Wallace (Vitória) – O zagueiro da equipe baiana se destacou pela tranquilidade com a qual comandou sua defesa e também por ser autor de um dos gols do Leão.

Álvaro (Inter)  Muito seguro, não deixou os atacantes do Corinthians se movimentarem e garantiu a vitória apertada sobre os paulistas em pleno Pacamebu.

Ramires (Cruzeiro) – Autor do segundo gol da Raposa sobre o Fla, o volante voltou a ser destaque do time celeste. Versátil, defendeu e atacou com a mesma disposição todo o jogo.

Maurício (Fluminense)  Com um belo chute de longa distância garantiu, aos dois minutos, a vitória do Flu sobre o São Paulo no duelo dos Tricolores.

Molina (Santos) – Vindo da reserva o apoiador colombiano fez um belo gol que garantiu o empate do Peixe com o Grêmio no Rio Grande do Sul.

Souza (Grêmio) – Versátil, o meia parece ter recuperado no Grêmio o bom futebol dos tempos de São Paulo. Arriscou chutes perigosos e ajudou Tcheco a armar o ataque gaúcho.

Diego Souza (Palmeiras) – Sua entrada no decorrer do jogo contra o Coritiba foi fundamental para a vitória do Verdão. Mostrou a disposição de sempre e foi o organizador de grande parte das ações ofensivas do Palmeiras.

Felipe (Goiás) – O atacante esmeraldino anotou os dois gols do Goiás e garantiu o empate de seu time contra o Náutico no Serra Dourada. Seu segundo gol ainda aconteceu de forma muito bonita, com um belo chute que encobriu o goleiro adversário.

Nilmar (Inter) – Anotou o gol que garantiu a vitória do Colorado sobre o Corinthians. Não bastasse isso o gol foi simplesmente um dos mais bonitos do ano. Atacante rápido e letal.

T.: Vanderlei Luxemburgo (Palmeiras) – Mudou o rumo da partida de seu time ao colocar em campo Keirrison, Cleiton Xavier e Diego Souza. Transformou a derrota em vitória.

Craque da rodada

Nilmar

Nilmar foi o craque da primeira rodada do Brasileirão (Marcelo Justo/Folha Imagem)

O atacante colorado infernizou a zaga corintiana na vitória de sua equipe em pleno Pacaembu. Além da velocidade e da força ofensiva de sempre o atacante ainda deixou sua marca com um gol memorável. A torcida do Timão sentiu saudades de poder contar com o jovem jogador. Já a torcida do Colorado bateu no peito e comemorou por ter em seu elenco um dos melhores jogadores do país.

Read Full Post »