Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 20 de maio de 2009

Muitos campeões nacionais já foram decididos pela europa, mas nesta quarta-feira o primeiro campeão continental foi conhecido. E foi o Shakhtar Donetsk, que chegou à inédita conquista da Copa da UEFA após vitória por 2 a 1 sobre o Werder Bremen, em Istambul.

Após eliminar clubes como Tottenham, CSKA Moscou, Olympique de Marseille e Dínamo de Kiev, os ucranianos chegaram à decisão diante do favorito alemão, que antes já havia passado por Udinese, Saint-Etienne, Hamburgo e o poderoso Milan.luizadriano

Com a bola rolando em partida única no Estádio Sukru Saraçoglu, o campo ficou recheado de jogadores brasileiros. Pelo lado do Shakhtar, Fernandinho, Jádson, William, Ilsinho e Luiz Adriano, além de Marcelo Moreno, que possui nacionalidade boliviana. Já o Werder tinha apenas o zagueiro Naldo, uma vez que Diego, principal jogador do time, esteve suspenso.

Logo no início do jogo, Luiz Adriano teve a primeira chance de abrir o marcador, mas chutou para fora. Já aos 25 minutos, o atacante ex-Internacional de Porto Alegre não desperdiçou passe de Jádson, escapou de dois defensores e bateu na saída de Wiese.

naldoPorém, a vantagem dos ucranianos não durou muito tempo. Dez minutos mais tarde, Naldo, ex-Juventude, acertou chute forte em cobrança de falta e contou com colaboração do goleiro Pyatov para igualar o marcador na Turquia.

Na segunda metade, o jogo caiu em qualidade, e o Werder Bremen sentiu falta do meia Diego. Desta maneira, só assustava a defesa rival através de bolas paradas. Em um desses lances, os alemães ficaram perto da virada, mas Pizarro parou em bela defesa de Pyatov. Enquanto isso, os ucranianos seguravam a bola por mais tempo, mas sem levar grande perigo a Wiese.

Com o empate por 1 a 1 no tempo normal, a decisão foi para a prorrogação, e demorou apenas sete minutos para o placar ser alterado. No lance, o croata Srna fez boa jogada individual e cruzou na medida para Jádson, ex-Atlético Paranaense, que chutou para o fundo das redes adversárias. O novo empate do Werder ficou perto de acontecer na sequência, mas Pyatov levou a melhor sobre Pizarro mais uma vez e garantiu o resultado.shakhtar-uefa

Com o final dos 120 minutos e o placar vitorioso de 2 a 1, o Shakhtar Donetsk chegou ao inédito título da Copa da UEFA, segundo torneio mais importante do continente europeu. Foi a primeira conquista de uma equipe ucraniana na competição, que ganhará novo formato a partir da temporada 2009/2010 e receberá o nome de Liga Europa.

Anúncios

Read Full Post »

     Será difícil. Mas não impossível. Pela partida de volta das quartas-de-final da Copa do Brasil, o Vitória receberá, em Salvador, a equipe do Vasco. Como se não bastasse ter pela frente uma das defesas mais estáveis do país, o time baiano terá uma tarefa ainda mais ingrata esta noite: entrar em campo com a obrigação de marcar 5 gols e não sofrer nenhum para sair com a vaga para a próxima fase nas mãos. Mesmo assim, os comandados de PC Carpegiani prometem, pelo menos, brigar por um resultado que honre o manto Rubro-negro no Barradão.

     Porém, o matador Neto Baiano, com 21 gols na temporada 2009, acredita na classificação e espera marcar 3 gols na partida desta quarta-feira. “Aqui no Vitória, a gente acredita que vai passar pelo Vasco”, afirma o atual artilheiro do Brasil.

     Já pelo lado vascaíno, a grande vantagem conquistada no jogo de ida vem sendo trabalhada com cautela pelo técnico Dorival Júnior. Apesar de admitir a ausência de alguns titulares por lesão – o atacante Rodrigo Pimpão é uma das possíveis baixas do time -, o comandante da nau cruzmaltina pegou pesado nos treinamentos desta última semana e garante que sua equipe jogará para vencer em solo soteropolitano.

Vitória x Vasco

Local: Barradão, Salvador (BA)

Horário: 21h50min. (Brasília)

Vitória: Viáfara, Wallace, Luciano Almeida e Victor Ramos; Apodi, Carlos Alberto, Ramirez, Ramon e Bida; Neto Baiano e Jackson. Técnico: Paulo César Carpegiani

Vasco: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima e Enrico (Carlos Alberto); Magno (Rodrigo Pimpão) e Elton. Técnico: Dorival Jr.

Trio de arbitragem: Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO); Auxiliar 1: Fabrício Vilário da Silva (GO); Auxiliar 2: Cristhian Passos Sourense (GO)

Read Full Post »

O Fluminense jogará nesta quarta, no Maracanã, contra o Corinthians. O time carioca busca virar o placar de 1 a 0 que sofreu há uma semana, no Pacaembu. Por não ter feito gols fora de casa, o Flu tem como principal objetivo não sofrer gols. Se não tomar gols, o Tricolor precisa de um gol para levar a decisão para os pênaltis e de dois ou mais para matar o confronto. Fernando Henrique é o grande trunfo da equipe das Laranjeiras para bater o Coringão. No primeiro jogo, o arqueiro foi muito bem e evitou uma derrota por maior diferença de gols, o que dificultaria ainda mais o jogo de volta.

O Corinthians, com a vantagem que possui, deverá se concentrar mais na defesa. O setor defensivo do Coringão vem muito bem, e não vem tomando muitos gols nas últimas partidas. Além disso, quando joga no contra ataque, a equipe do Parque São Jorge vai muito bem, como quando jogou fora de casa nas partidas decisivas do Paulistão, contra São Paulo e Santos. O Corinthians conta também com Ronaldo, que ainda não ficou três partidas seguidas sem marcar com a camisa do alvinegro e não marcou nos últimos dois jogos. Outro destaque é o atacante Dentinho, autor do gol na partida de ida, que conseguiu efeito suspensivo e joga no Maraca. Caso marque gols, o Timão poderá até perder por um gol de diferença que terá a classificação garantida.

Fluminense x Corinthians

Fluminense: Fernando Henrique; Mariano (Eduardo Ratinho), Luiz Alberto, Edcarlos e João Paulo (Mariano); Wellington Monteiro, Maurício (Conca), Marquinho e Thiago Neves; Maicon (Alan) e Fred. Técnico: Carlos Alberto Parreira

Corinthians: Felipe; Alessandro, Chicão, William (Diego) e André Santos; Cristian, Elias e Douglas; Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho. Técnico: Mano Menezes

Local: Maracanã

Horário: 21h50 (Brasília)

Trio de Arbitragem: Carlos Eugênio Simon (RS/FIFA), Roberto Braatz (PR/FIFA) e Marcelo Barison (RS).

Read Full Post »

Depois de um início de ano terrível, sendo eliminado da Copa do Brasil pelo Internacional e rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Paulista, a maré do Guarani parece ter virado. Após as vitórias sobre Fortaleza e América de Natal, o clube conquistou seu terceiro triunfo na Serie B, desta vez sobre o Campinense, na Paraíba.

Mesmo jogando longe do Brinco de Ouro, o Bugre não se intimidou, abrindo o marcador ainda na primeira etapa. Aos 38 minutos de bola campinense_guaranirolando, o jovem Maranhão fez bela jogada e cruzou na medida para Caíque completar às redes. Foi o terceiro gol do atacante na competição.

Já no segundo tempo, o Guarani levou apenas seis minutos para ampliar sua vantagem. Novamente Maranhão apareceu no ataque, e desta vez foi derrubado por Almir dentro da grande área. Pênalti assinalado pelo árbitro Rogério Lima da Rocha. Na cobrança, bola para um lado e goleiro para o outro, gol de Ricardo Xavier.

Com o placar desfavorável, os donos da casa partiram ao ataque, e conseguiram descontar aos vinte minutos, quando Thiago Saletti aproveitou cobrança de escanteio e mandou a bola, de cabeça, para o gol defendido por Douglas. A partir daí, o Bugre soube resistir a pressão e a reação local ficou nisso.

Com a vitória por 2 a 1, fora de casa, o Guarani chegou a sua terceira vitória na Serie B desta ano, alcançando o 100% de aproveitamento e a liderança da competição. Porém, a ponta da tabela pode ser perdida no sábado, quando a rodada será completada. Do outro lado da tabela, o Campinense segue sem pontuar.

FICHA TÉCNICA
CAMPINENSE 1 X 2 GUARANI

Campinense: Fabiano; Émerson, Márcio Giovanini e Charles; Thompson, Tiago Saletti, Júnior Maranhão (Thiago Cavalcanti), Giuliano e Jorginho Paulista (Leandro Fonseca); Edmundo e Almir (Jaílton)
Técnico: Ferdinando Teixeira

Guarani: Douglas; Maranhão, Dão, Bruno Aguiar e Andrezinho; Luciano Santos, Cleber Goiano, Rodriguinho (Glauber) e Walter Minhoca (Fabinho); Caíque e Ricardo Xavier (Marquinhos)
Técnico: Oswaldo Alvarez

Local: Estádio Amigão, em Campina Grande (PB)
Árbitro: Rogério Lima da Rocha (SE)
Assistentes: Ailton Farias da Silva e Edmo Oliveira dos Santos (ambos do SE)
Cartões Amarelos: Almir, Charles e Giuliano (Campinense); Walter Minhoca e Rodriguinho (Guarani)

Read Full Post »

Duas das equipes tidas como favoritas desde o início da competição, Internacional e Flamengo farão o segundo duelo válido pelas quartas-de-final da Copa do Brasil nesta quarta-feira, e apenas um sobreviverá à batalha no Estádio do Beira-Rio.

Após não ter conseguido sair do 0 a 0 na última semana, quando jogou no Maracanã, os cariocas contam com a vitória em Porto Alegre, ou até mesmo em um empate com gols, que daria a vaga aos rubro-negros. Para isso, o técnico Cuca torce para que seu ataque funcione, mas ainda segue com a dúvida de quem comandará o setor que mais enerva os torcedores, Émerson, Obina ou Josiel.

Pelo outro lado, Tite espera que o talentoso trio ofensivo formado por D’Alessandro, Taison e Nilmar continue funcionando, além de contar com a força de seu estádio, local no qual o Colorado não foi derrotado em 2009. Além das 16 vitórias consecutivas em sua casa, o Inter contará com o apoio do atacante Fernandão, campeão mundial pelo clube, nas arquibancadas.

INTERNACIONAL X FLAMENGO

Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Horário: 21h50, horário de Brasília

Internacional: Lauro; Danilo Silva, Índio, Álvaro e Kleber; Sandro, Rosinei, Guiñazu e D’Alessandro; Taison e Nilmar. Técnico: Tite

Flamengo: Bruno; Willians, Aírton e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Toró, Ibson, Kleberson e Juan; Zé Roberto e Emerson (Obina). Técnico: Cuca

Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa SP) e Vicente Romano Neto (SP)

Read Full Post »