Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \30\UTC 2009

brasucas-ao-extremo3

A cada semana que passa, a viagem em busca de redes balançadas por brasileiros enfrenta maiores escalas. Como de costume, o ponto de partida é a Europa, e principalmente os países menos privilegiados da grande mídia. A região inicial será a Escandinávia, onde Wanderson vem marcando presença toda semana. O atacante marcou um de pênalti na vitória do GAIS sobre o Hammarby e dois diante do Orebro. Outro que anotou duas vezes em uma mesma partida foi Antônio Flávio, ex-Santo André, nos 2 a 0 do AIK em cima do Djurgarden. Ainda em solo sueco, o Jonkoping bateu o Landskrona por 4 a 2 e o meia Marcel Sacramento deixou o seu.

antonioflavio-aik

Antônio Flávio com a camisa do AIK

Perto dali, o futebol dinamarquês contribuiu bastante, ou melhor, os brasucas contribuíram para o futebol local. Fora da capital, uma das crias das categorias de base do Atlético Mineiro, Ailton fez o gol da virada do Copenhagen sobre o Helsingor. Outros que se deram bem fora de casa foram HB Koge e Viborg, que contaram com tentos de Roberto Saraiva e Alex da Silva, respectivamente, para somarem três pontos. Mas o grande destaque do país ficou por conta do massacre de 9 a 0 do Randers FC sobre o Vejen, José Júnior fez o dele.

Os fiordes não estão mais na paisagem, mas não muito distante, na Holanda, Wellington, atacante que passou por Inter, São Caetano, Náutico e está emprestado pelo Hoffenheim, comemorou duas vezes nos 8 a 0 do Twente no pequeno Joure. Três dias mais tarde, a equipe voltou a vencer, e desta vez com gol do jovem Douglas, ex-Joinville. Outro que saiu para o abraço duas vezes foi Leonardo, com carreira no país, no duro 3 a 2 do NAC Breda em cima do Willem II. Caso comum de jogador que sai direto da base para a Europa, Everton deixou o Barueri rumo ao Heracles e botou seu nome no placar no êxito de 2 a 0 diante do NEC. Outro exemplo é o de Paulo Henrique, mas este até chegou a jogar no profissional, deixou o Galo para defender o Heerenveen e marcou o seu sobre o Sparta Rotterdam.

Os “brownies mágicos” ficaram para trás e a neutralidade da Suíça toma conta. Na quarta-feira, Marcos de Azevedo colaborou com o 2 a 2 entre Servette e Wohlen. Já no sábado, o meia voltou às redes, mas não evitou a derrota de seu time por 3 a 2 para o Locarno. Com a camisa do Lugano FC, Silvio Carlos, ex-Santos, fez dois dos sete gols da sua equipe sobre o Gossau. No país vizinho, a Áustria, o ex-pontepretano Fabiano também chegou ao gol duas vezes, ajudando a construir o 5 a 0 do Wacker Tirol sobre o Dornbirn.

carloseduardo-hoffenheim

Carlos Eduardo imita comemoração famosa de Totti

Antiga aliada austríaca, a Alemanha sempre proporciona seu momento por aqui. Pela Copa do país, jogada na quarta-feira, o recém-convocado Naldo, o ex-palmeirense Caio, e o naturalizado alemão Cacau, fizeram as alegrias das torcidas de Werder Bremen, Frankfurt e Stuttgart. Já no domingo, pela famosa Bundesliga, Raffael fez para o Hertha Berlim, mas Carlos Eduardo, além de outros quatro gols, deram os três pontos para o Hoffenheim.

Se Áustria e Alemanha foram aliadas em tempos de guerra, uma grande rival era a União Soviética, e nessa região, brasileiros brilharam nos últimos sete dias. Na atual Bielo-rússia, Jefferson fez o único na vitória do Dinamo Minsk em cima do Granit. Na Estônia, o meia Felipe Nunes anotou o seu, mas o Nomme Kalju foi derrotado pelo FC Levadia. Mas foi na Ucrânia que o sucesso foi absoluto. O Shakhtar atropelou o Obolon por 4 a 0 e, Jadson, William e Ilsinho balançaram as redes.

Outro país que sofreu desfragmentação foi a Iugoslávia. Um dos que conseguiram a independência foi a Eslovênia, e por lá, Marco Tavares, que jogou pelo Furacão, fez dois na vitória por 3 a 2 do Maribor contra o Nova Gorica. Ainda na região de grandes conturbações históricas, mas na Sérvia, Cléo, outro que defendeu o rubro-negro de Curitiba, marcou de pênalti para o Partizan Belgrado, no sábado.

Como o tema entrou para rivalidades políticas, Turquia e Chipre são os próximos destinos. Na pequena ilha, Roma, que atuou por CSA e Sport deixou o seu nos 2 a 0 do Doxa Katokopia sobre o Nisou. Já no continente, Rizespor e Altay ficaram no 1 a 1 pela segunda divisão. Nascimento Ribeiro abriu para os locais e Tiago Bezerra, ex-Gama, igualou. Na elite do país, o ex-corintiano Marcus Vinícius deu, no finalzinho, os três pontos para o Istanbul Buyuksehir em cima do Sivasspor, enquanto Júlio César tentou mas não conseguiu evitar a derrota do Gaziantepspor para o Ankaraguçu.

Antes de entrar na rota dos poderosos do Velho Continente, vale a pena passar na Grécia. Por lá, o zagueiro Douglão, que começou no Inter e estava no rebaixado Nantes, deu a vitória ao Kavala sobre o Iraklis. Já nos 4 a 0 do Ergotelis sobre o Panthrakikos, os veteranos Junior Silva e Beto, que fizeram carreira fora, tiveram grande importância.

lucio-internazionale

Lúcio com a camisa nerazzurri

Na “Terra da Bota”, o atacante Nenê marcou para o Cagliari, na quarta-feira, no êxito sobre o Bari. No mesmo dia, o capitão da Seleção Lúcio deixou o seu no 3 a 1 da Internazionale em cima do Napoli. Já no domingo, a Juventus tentou mais três pontos, mas Adaílton, ex-Juventude e Guarani, não deixou e a partida com o Bologna ficou no empate. Mas quem conseguiu vitória foi o Cagliari, que contou com tento de Jeda para passar pelo Parma.

Partindo da Península Itálica para a Ibérica, o ex-botafoguense Juca marcou duas vezes nos últimos sete dias. Garantiu os resultados positivos do Deportivo sobre Xerez e Villarreal. Na capital, Cléber Santana empatou para o Atlético de Madrid contra o Almería, enquanto Kaká fechou o placar vitorioso do Real Madrid diante do Villarreal, fora de casa. O camisa 8 merengue voltou às redes no sábado, quando sua equipe passou pelo Tenerife por 3 a 0. Outra equipe que está com a bola toda é o Sevilla, que marcou oito gols nas últimas duas partidas, diante de Athletic Bilbao e Rangers, contando com a colaboração de Renato, Adriano e Luís Fabiano.

Em Portugal, Adílson e Alan, vibraram com as torcidas do Feirense e do Sporting Braga, respectivamente. Em Lisboa, o zagueiro David Luiz e o meia Ramires participaram do placar de 5 a 0 do Benfica sobre o Leixões. Completando a rodada lusitana, Vitória Guimarães e União Leiria ficaram no 2 a 2, com gols de Roberto para os donos da casa e Carlão e Vinícius para os visitantes.

wendel-bordeaux

Wendel é destaque no Bordeaux

Para fechar o continente europeu, Wendel, ex-Santos e Cruzeiro, foi para a galera no 1 a 0 do Bordeaux em cima do Rennes e garantiu a liderança de seu time na Ligue 1. Já na Premiership, o Hull tomou de 6 a 1 do Liverpool, mas Geovanni foi o responsável pelo gol de honra. O time do ex-cruzeirense também foi batido na quarta-feira, e o atacanteajudou a deixar o placar em 4 a 0 para o Everton.

Um lugar infestado de brasileiros jogando bola que foi um pouco esquecido nas últimas semanas foi a Ásia, mas desta vez receberá a devida atenção. Pela Liga dos Campeões do continente, Magno Alves marcou dois para o Umm Salal sobre o FC Seoul, enquanto Juninho, ex-Palmeiras, garantiu a vitória do Kawasaki Frontale sobre o Nagoya Grampus.

O país do Oriente Médio que concentra mais tupiniquins são os Emirados Árabes Unidos, e foi por lá que o ex-flamenguista Émerson ganhou grande destaque logo em seus primeiros dias na terra dos petrodólares. Em sua estreia, marcou dois e ajudou o Al Ain a sagrar-se campeão da Copa dos Emirados. Na segunda partida, diante do Al Nasr, fez outro. Quem também conseguiu balançar as redes duas vezes foi Fernando Baiano, nos 3 a 1 do Al Wahda sobre o Ahli. Pinga, ex-Torino e Internacional, completou a vitória dos visitantes.

emerson-valdivia-alain

Emerson comemora com Valdivia na estreia pelo Al Ain

Ainda no maior pólo verde-amarelo em terras desérticas, Marcelinho fez para o Sharjah no duelo com o Emirate, enquanto o artilheiro Pedrão, ex-Barueri, fez para o Al Shabab contra o Jazira. Em ambas as partidas, os gols não evitaram as derrotas.

No Bahrein, a antiga promessa Rico, ex-São Paulo e Grêmio, deixou sua marca na vitória do Al Muharraq. Já no Qatar, o desconhecido Leandro da Silva fez para o Al Sadd no empate de 1 a 1 com o Al Kharitiyat.

Para terminar de vez a viagem pelo globo em busca de talentos brasucas perdidos, a terra do sol nascente. Na quarta-feira, Marcelo Soares e Roberto ajudaram os visitantes Vegalta Sendai e Sagan Tosu, saírem de campo com um empate e uma vitória, respectivamente.

No final de semana, o habilidoso Michael, ex-Guaratinguetá e Coritiba, tentou, mas não evitou a derrota do JEF United para o Yamagata. Mesma situação de Marquinhos, na surpreendente goleada de 4 a 1 sofrida pelo Kashima Antlers para o Nagoya Grampus. Outro grande time japonês derrotado em casa foi o Urawa Red Diamonds, que contou com gol de Edmílson, antiga dupla de Vágner Love no Palmeiras, no fracasso diante do Yokohama Marinos.

A cada semana que passa, o número de gols cresce, e fica mais provado que, tratando-se de futebol, brasileiro faz sucesso em qualquer canto.

Read Full Post »

6O Barcelona recebe hoje, no Camp Nou, o Dínamo de Kiev, da Ucrânia. O Barça, apesar de não ter Henry, terá suas principais estrelas, Lionel Messi e Zlatan Ibrahimovic, mas estes não são os principais personagens do jogo de hoje. Todos os holofotes estão virados para o experiente atacante do Dínamo, Shevchenko, que completa hoje 33 anos de idade.

Sheva comemorando um gol em sua primeira passagem pelo Milan

Toda a atenção que está voltada para o centroavante ex-Milan e Chelsea, não acontece, porém, por causa do seu aniversário. Há quase 12 anos, o até então jovem jogador ajudou o time de Kiev a derrotar o poderoso time, em 4 de novembro de 1997. A derrota foi decisiva para a eliminação do time espanhol, que acabou ficando em último no Grupo C, do qual o Dínamo foi o primeiro colocado. Naquela temporada o time ucraniano foi eliminado nas quartas de final da competição europeia.

Shevchenko marcou três gols naquela oportunidade, que é considerada, por muitos a grande reviravolta na história do time azul e branco. Na temporada seguinte, o time chegou às semifinais da mesma Liga dos Campeões e foi eliminado pelo Bayern de Munique, que foi derrotado pelo Manchester United.

Em seu primeiro jogo de volta ao Dínamo, Shevchenko marcou de pênalti

Depois das boas campanhas pelo Dínamo de Kiev, Sheva foi vendido por 26 milhões de euros para o Milan, clube pelo qual atuou de 1999 até 2006. Pelo clube milanista, o atacante se destacou muito e chegou a ser considerado o melhor jogador do mundo pela renomada revista France Football, em 2004. Naquele ano, porém, na eleição da Fifa para melhor do mundo, ele acabou ficando apenas na terceira colocação, atrás de Ronaldinho Gaúcho e Thierry Henry.

Em 2006, Shev se transferiu para o Chelsea. A transação foi considerada manobra de gênio do russo Roman Abramovich, dono do time inglês. Entretanto, ao chegar na Inglaterra, o artilheiro não conseguiu repetir as boas atuações da época do Milan e foi uma decepção no time azul, apesar de ter vencido um Campeonato Inglês em sua segunda temporada. Como não vinha bem, ele buscou retomar o futebol em um lugar conhecido e conseguiu ir de empréstimo para o Milan novamente. Em uma temporada em Milão, ele atuou em apenas 13 partidas, e não conseguiu brilhar. Ao término do contrato, retornou para o Chelsea, onde viu que não teria chances e ficou por apenas um jogo, até acertar sua volta ao time de Kiev.

Na partida da tarde de hoje, porém, Sheva busca marcar mais gols contra o Barcelona em seu estádio, e manter a liderança do Dínamo no grupo da Champions League.

Ficha técnica da partida de hoje:

Data/Hora: 29/09/2009 às 15h45 (de Brasília)

Local: Camp Nou, Barcelona

Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)

Assistentes: Sander van Roekel (HOL) e Norbertus Simons (HOL)

BARCELONA: Valdés, Daniel Alves, Puyol, Piqué e Abidal; Xavi, Touré e Keita; Messi, Iniesta e Ibrahimovic. Técnico: Pep Guardiola

DÍNAMO DE KIEV: Shovkovskyi, Gusev, Ghioane, Almeida e Betão; Yussuf, Vukojevic, Aliyev e Ninkovic; Shevchenko e Milevskyy. Técnico: Valeri Gazzaev

Aniversariantes da semana:

Times:

Cerro Porteño, Paraguai, dia 1º, 97 anos

Inter de Limeira, dia 5, 96 anos

Jogadores:

Dieguinho, Fluminense, dia 29, 20 anos

Feitiço, ex-Vasco, dia 29, 108 anos

Gian, Vasco, dia 29, 27 anos

Jervel, ex-Flamengo, dia 29, 86 anos

Shevchenko, Dínamo de Kiev, dia 29, 33 anos

Thiago Silva, Milan, dia 29, 25 anos

Élton, ex-Botafogo, dia 30, 72 anos

Fábio, Cruzeiro, dia 30, 29 anos

Heleno, ex-Atlético Mineiro, dia 30, 54 anos

Tapia, Universidad Católica, dia 30, 32 anos

André, Ponte Preta, dia 1º, 24 anos

Cris, Brasiliense, dia 1º, 30 anos

Gilmar, ex-Atlético-MG, dia 1º, 47 anos

Jean, ex-Corinthians, dia 1º, 37 anos

Júlio Baptista, Roma, dia 1º, 29 anos

Ortunho, ex-Seleção Brasileira, dia 1º, 74 anos

Paulo Sérgio, Vasco, dia 1º, 31 anos

Polozzi, ex-Palmeiras, dia 1º, 54 anos

Vidal, ex-Seleção Brasileira, dia 1º, 113 anos

Celso, ex-Palmeiras, dia 2, 59 anos

Éverton, Goiás, dia 2, 26 anos

Hélcio, ex-Flamengo, dia 2, 106 anos

Asamoah, Alemanha, dia 3, 31 anos

China, ex-Palmeiras, dia 3, 61 anos

Clóvis, ex-Flamengo, dia 3, 82 anos

Fred, Fluminense, dia 3, 26 anos

Ibrahimovic, Barcelona, dia 3, 28 anos

Isaksson, Suécia, dia 3, 28 anos

Tesourinha, ex-Vasco, dia 3, 88 anos

Camoranesi, Juventus, dia 4, 33 anos

Dedé, Ponte Preta, dia 4, 24 anos

Fábio Neves, Fluminense, dia 4, 23 anos

Renatinho, Coritiba, dia 4, 21 anos

Rosicky, Arsenal, dia 4, 29 anos

Borges, São Paulo, dia 5, 29 anos

Careca, ex-Seleção Brasileira, dia 5, 49 anos

Florindo, ex-Seleção Brasileira, dia 5, 80 anos

Fumagalli, Vasco, dia 5, 32 anos

Jadson, Shaktar Donetsk, dia 5, 26 anos

Julio Cáceres, Boca Juniors, dia 5, 30 anos

Rossi, ex-Santos, dia 5, 72 anos

Tato, ex-Atlético-MG, dia 5, 45 anos

Read Full Post »

Final de mês, falta de dinheiro, aperto para sair com aquela garota mais bonitinha. Garota bonitinha? Não, sobrou para você só aquele trabuco. Mesmo assim, não dá para negar o pedido. A falta de dinheiro não mudou nada, a menina só ficou pior, o lugar para sair vai ser aquele botequinho fedido da esquina. Nada pode piorar, sua situação é irreversível. Você já está preparado para virar a piada dos amigos, virar o São Jorge, domador de dragões. E ainda por cima leva a baranga para um lugarzinho que nem a feiúra dela merece. Enfim, está na pior. Mas como nada é só azar, você está caminhando na rua e acha uma nota de… míseros dez reais. Não, não é motivo para se orgulhar. É só um alívio rápido para a situação desesperadora.

A situação acima pode parecer totalmente desconexa com o futebol, mas é a metáfora para ilustrar a situação do Fluminense após o final de semana. A vitória sobre o Avaí, no Maracanã, foi suada e acabou com uma incomoda sequência sem triunfos no Brasileirão. Sequência essa que deixou o Tricolor das Laranjeiras na pior situação possível. Uma crise sem precedentes assolou o time comandado hora por Renato Gaúcho, hora por Cuca – a verdade é que tem sido um time sem comando. O rebaixamento para a Série B é quase certo. Mas o Fluzão teima em agir como o garoto que achou os dez reais no chão.

Com um time totalmente desligado, sem brilho algum, o Flu é tido como um dos quatro rebaixados da atual edição do Brasileiro há algumas boas rodadas. Um clube que se armou com Fred, Conca, Leandro Amaral e Luiz Alberto não conseguiu sequer lutar pela vaga na Sul-Americana. Mas comemora uma vitória mais do que suada dentro de casa. Os três pontos não mudarão nada na situação geral, que continua desesperadora. Mas na Laranjeira ainda há esperança. Afinal, vencer o Avaí em casa não é obrigação. É superação, não é mesmo? Não.

Na outra ponta…

Já na outra ponta da tabela, aquela dos líderes, a situação vai afunilando e um time vem se destacando em situação oposta à do Flu. É o Palmeiras. Dirigido por Muricy Ramalho, vem sendo um cala boca impressionante para os torcedores do São Paulo. Acostumados a afirmar que o técnico é mestre de morre-morre, devem estar com saudades dele. Muricy caminha a passos largos para seu tetra. Torce, apenas, para que não haja salto alto que o faça cair.

Cutucadas

André Dias ganhou o prêmio de melhor assistência do Brasileiro. Pena que foi para o adversário Ronaldo abrir o placar para o Corinthians no Majestoso

– Ainda no clássico paulista: gol impedido, gol mal anulado e Mano Menezes em guerra com a diretoria tricolor. Quero ver qual punição receberá o árbitro por sua péssima atuação

– Se o Olímpico fechar para reformas, o Grêmio morre de fome. O time é medroso e só perde fora de casa, é impressionante

Read Full Post »

selecao-da-rodada7

Rafael – Fluminense

O Tricolor finalmente conseguiu quebrar a longa série de partidas sem vitória, e muito graças ao jovem goleiro, que fez verdadeiros milagres diante do atacante avaiano.

Figueroa – Palmeiras

O chileno fez sua primeira partida como titular e saiu-se muito bem em frente à torcida, que lotou o Palestra Itália. Apoiou bastante o ataque, inclusive fazendo o gol de abertura do marcador. Ainda foi o responsável pela cobrança de escanteio no segundo tento.

Pereira – Coritiba

O zagueirão mostrou segurança diante do Náutico e foi um dos responsáveis pela manutenção do zero pernambucano no Couto Pereira.

Danilo – Palmeiras

Simplesmente o nome do jogo. O Verdão pagou 100 mil reais para contar com o zagueiro contra o Furacão. Fez o lançamento para o gol de Figueroa, anotou o segundo em um belo chute e ainda evitou o empate dos curitibanos tirando bola em cima da linha. Valeu cada centavo.

Luciano Amaral – Coritiba

O lateral foi muito bem na partida contra o Timbú. Não deixou que o adversário criasse grande perigo pela sua ala de campo e ainda conseguiu em algumas oportunidades dar trabalho à defesa rival.

Correa – Atlético Mineiro

O meiocampista ainda tem a batida na bola como seu ponto forte, e foi assim que deu mais uma assistência neste domingo. Sempre leva perigo nas bolas paradas.

Leandro Donizete – Coritiba

O volante mostrou muita disposição na vitória por 2 a 0 e foi o primeiro homem responsável pela contenção do ataque do Náutico, muito bem realizada.

Conca – Fluminense

O argentino realmente é o jogador mais lúcido do Tricolor. Mais uma vez teve bela atuação, e desta vez seu time conseguiu sair com a vitória. No Maracanã, armou a maioria das jogadas e ainda conseguiu roubar muitas bolas dos adversários.

Leandro Domingues – Vitória

Apesar de ter o artilheiro Roger no elenco, o meiocampista é o principal jogador do time baiano. Quando joga bem, a equipe acompanha, e foi isso que aconteceu diante do Botafogo. Comandou o meio de campo, fazendo um gol e dando passe para outro.

Marcelinho Paraíba – Coritiba

O veterano atacante mais uma vez dá as caras por aqui. Principal atleta do Coxa, costuma levar o time nas costas, como fez diante do Náutico. Deixou Rômulo na cara do gol para marcar o primeiro e fechou a vitória no segundo tempo.

Diego Tardelli – Atlético Mineiro

Convocado mais uma vez para a Seleção Brasileira, o atacante mostrou novamente que tem qualidade para integrar o elenco de Dunga. Contra o Santos, colocou mais dois tentos em sua conta e está na artilharia do Brasileirão.

Técnico: Vágner Mancini – Vitória

Conseguiu montar o time de maneira a anular o ataque, mesmo que fraco, do Botafogo. Deu liberdade a Leandro Domingues, que comandou a equipe dentro de campo, e agiu bem nas entradas de William e Gláucio como maneira de manter a vitória em pleno Engenhão.

Craque da rodada:

danilo-palmeiras

Danilo - Palmeiras

Read Full Post »

São Paulo

O tricolor teve uma semana tranqüila. A única dúvida era saber se Richarlyson e Junior Cesar teriam condições de jogo, pois ambos foram substituídos após sentirem lesão no confronto com o Santo André. Os dois jogadores treinaram e poderão jogar. Hernanes, que ficou de fora por 3 semanas, retorna e disputará o clássico.

Santos

Na Vila, Jean, atacante ex-Corinthians, Vasco e Flamengo, foi regularizado, mas sentiu lesão e não viaja com a equipe. Gil e Edu Dracena também já podem atuar pelo Santos. O zagueiro ainda aprimora a parte física, e o ex-jogador do Vila Nova está com a delegação em Belo Horizonte.

Santo André

Sem poder contar com Marcelinho Carioca, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o Ramalhão vai à Ilha do Retiro em busca de uma vitória sobre o vice-lanterna Sport. Além do meia, Gustavo Nery e Wanderley, ambos machucados, também são desfalques.

Goiás

O time esmeraldino é protagonista de uma das melhores partidas da rodada. Recebe o ascendente Grêmio no Serra Dourada. O tricolor gaúcho, vale lembrar, venceu apenas o Náutico fora de casa. Os únicos desfalques são Rafael Tolói e Douglas, ainda com a seleção sub-20.

Read Full Post »

Cruzeiro

A Raposa teve tudo neste último meio de semana para vencer o líder Palmeiras Mesmo com a situação delicada envolvendo o gladiador Kléber – que foi à uma festa promovida pela principal torcida do Verdão -, a equipe azul celeste quase saiu de campo com os 3 pontos. Porém, se o atacante cavava uma possível saída de BH, o presidente do clube, Zezé Perrela promete melar os sonhos do matador. Isso porque, durante a semana, Perrela afirmou categoricamente que o jogador permanece no plantel, mesmo sem o menos clima. Vamos ver como será atuação dele contra o Barueri, hoje, às 18h30min, em Barueri, pela vigésima sexta rodada do Nacional

Flamengo

Os médicos do Flamengo confirmaram ser grande a possibilidade do técnico Andrade contar com o Imperador Adriano diante do Inter, neste domingo,  no Beira-Rio, pela vigésima sexta rodada do Brasileirão. O atacante, que havia sentido dores na coxa direita a última sexta, deve mesmo ser escalado, apesar de Andrade não revelar o time titular.

Botafogo

O Fogão espera buscar forças na boa campanha desempenhada na Copa Sulamericana para sair do fundo do poço no Brasileirão. A equipe do técnico Estevam Soares enfrentará o Vitória, amanhã, às 18h30min, no Engenhão. Durante a semana, a possível volta de Dodô à General Severiano animou o comandante alvinegro. O atacante, que ainda cumpre pena por uso de doping até o dia 7 de novembro, é o sonho de consumo da diretoria para 2010.

Avaí

O Avaí viajará até o Rio para pegar o virtualmente rebaixado Fluminense. Mesmo mlhor na competição, os comandados de Silas espatam o rótulo de favoritos e pregam respeito ao adversário. Marquinhos, camisa 1o da equipe, minimizou as declarações feitas pelo elenco tricolor referindo-se ao jogo deste domingo como “o ínicio de uma virada no torneio”. Se vencer, o Avaí ficará a cinco pontos do G-4.

Read Full Post »

Palmeiras

A semana foi praticamente perfeita para o Palmeiras. Depois de ver os principais concorrentes ao título tropeçarem no final de semana, o Verdão completou a rodada na quarta-feira e conseguiu bela vitória sobre o Cruzeiro, em pleno Mineirão, isolando-se na liderança da competição. Porém, para o duelo deste sábado contra o Atlético Paranaense, terá as ausências de Cleiton Xavier, Armero, Danilo e Wendel. Outro que em breve desfalcará o elenco será Diego Souza, que novamente foi convocado por Dunga.

Atlético Mineiro

Depois de ficar no zero com o Náutico, em Recife, o Galo viu o seu principal jogador, o atacante Diego Tardelli, ser mais uma vez convocado para defender a Seleção Brasileira. Porém, o artilheiro ainda joga neste final de semana, contra o Santos. Para o embate contra o Peixe, no Mineirão, o técnico Celso Roth também contará com o pentacampeão Ricardinho, que deverá fazer sua estreia com a camisa alvinegra.

Atlético Paranaense

Após bater o Sport por um magro 1 a 0, em plena Arena, o fraco futebol apresentado foi reconhecido por todos. Em busca de uma melhor colocação na tabela, a diretoria do Furacão acertou os reforços dos atacantes Rodrigo Tiuí e Brasão, além do zagueiro Everton. Outra boa notícia para os rubro-negros foi a liberação do técnico Antônio Lopes para comandar o time neste sábado, diante do Palmeiras.

Náutico

Ainda muito ameaçado pelo rebaixamento, o Timbu empatou no último final de semana contra o Atlético Mineiro e ao longo da semana o técnico Geninho comemorou as chegadas de Tuta, Élton, Bruno Mineiro e Irênio. E para o duelo contra o Coritiba, fora de casa, Irênio e Tuta poderão fazer suas estreias. Além dos novos reforços, Anderson Santana entrará na vaga de Michel.

Read Full Post »

Older Posts »