Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Palmeiras’ Category

Glédson – Náutico

Sem destaque na grande mídia, o goleiro do Timbu vem realizando boas partidas recentemente. Na bela vitória diante do Atlético Paranaense, evitou buscar bolas em suas redes.

George Lucas – Santos

Contratado há pouco tempo pelo time da Baixada, o lateral fez bom jogo contra o Fluminense e ainda foi respondável pelos dois cruzamentos que originaram os gols de André e Paulo Henrique.

Cláudio Luiz – Náutico

Zagueirão que oscila momentos bons e ruins, mostrou segurança no embate contra o Atlético Paranaense.

Edmílson – Palmeiras

Apesar de começar a partida no meio de campo, acabou deslocado para a defesa após a saída de Maurício Ramos. Diante de sua ex-equipe, mostrou mais uma vez sua elegância com a bola nos pés e ainda marcou com precisão.

Kléber – Internacional

Após passar por um momento de fraco rendimento, o lateral-esquerdo parece estar reencontrando seu bom futebol. Na última partida, apoiou muito o ataque e ainda anotou seu gol, um golaço.

Leandro Guerreiro – Botafogo

O Fogão não vive um bom momento, mas poderia ser pior se não tivesse o volante no time. No 3 a 3 contra o Grêmio, mostrou sua costumeira raça e ainda fez um belo gol.

Guiñazú – Internacional

Um dos jogadores mais importantes do elenco Colorado, o argentino tomou conta do meio de campo, não deixando que o Goiás criasse jogadas de perigo. Além de matar o ataque adversário, subiu ao ataque e balançou as redes de Harlei.

Derley – Náutico

Mais uma vez na Seleção da Rodada, o meiocampista vem se destacando no Brasileirão e, contra o Furacão, mostrou novamente sua qualidade, inclusive fazendo um bonito gol.

Petkovic – Flamengo

Contratado com ressalvas, o sérvio não apresenta um bom preparo físico, mas ainda sabe o que faz com a bola. Na vitória diante do Santo André, foi o responsável por armar o rubro-negro e fez 80% da jogada no gol de Zé Roberto.

Roger – Vitória

O atacante não fez sucesso em Palmeiras e São Paulo, mas em equipes de menor expressão continua mostrando-se um matador. Incomodou a defesa cruzeirense e no final marcou um golaço, o de empate.

Marquinhos – Internacional

O Colorado continua provando que seu projeto de base dá resultados. Na goleada de 4 a 0 sobre o Goiás, mais um jovem talento parece ter surgido. Mostrando habilidade e personalidade, o atacante abriu o placar no Beira-Rio.

Técnico: Muricy Ramalho – Palmeiras

Apesar de alguns não concordarem, o 0 a 0 foi um excelente resultado no Morumbi. Há tempos o Palmeiras não se impunha como fez no campo tricolor. Por conhecer muito bem o adversário, o comandante alviverde não deixou que seu time fosse pressionado.

Craque da rodada:

kleber-inter

Kléber - Internacional

Anúncios

Read Full Post »

Felipe – Santos

O Peixe saiu derrotado do Serra Dourada, mas o jovem arqueiro conseguiu praticar boas defesas, talvez agora por ter a sombra do veterano Sérgio na Vila Belmiro, evitando uma goleada.

Vitor – Goiás

Um dos pontos fortes do clube esmeraldino são as alas de campo. Diante do Santos, o lateral-direito teve boa atuação, apoiando o ataque constantemente e ainda anotando o gol de abertura do placar.

Xandão – Barueri

O clube paulista conseguiu belo resultado no Maracanã, empatando sem gols com o Fluminense. Apesar de o adversário não viver bom momento, o jovem zagueiro foi um dos responsáveis pelo goleiro Renê não ter que buscar a bola em suas redes.

Réver – Grêmio

Depois de se destacar no Paulista de Jundiaí, o zagueiro continua mostrando bom futebol com a camisa gaúcha. Na goleada sobre o Atlético, além de mostrar sua costumeira segurança na defesa, ainda marcou seu gol, o quarto no Brasileirão.

Dutra – Sport

Os pernambucanos tentam escapar do rebaixamento, e um dos principais jogadores da equipe nessa luta é o lateral-esquerdo. Quando acerta seus cruzamentos, leva perigo às defesas adversárias. Contra o Vitória, meteu a bola na cabeça de Fabiano, que fez o 2 a 0.

Souza – Palmeiras

Uma grata revelação para a torcida palmeirense. O garoto mostra muita qualidade como marcador e ainda conta com elegância difícil de ver hoje em dia quando está com a bola. Jogador deste estilo não costuma ficar muito tempo no Brasil.

Souza – Grêmio

O meiocampista continua sendo o principal jogador do elenco tricolor. No massacre contra o Galo, deu duas assistências e ainda deixou o seu nas redes de Bruno.

Paulo Baier – Atlético Paranaense

Mais uma vez na Seleção da Rodada, o veterano meiocampista é, de longe, o principal jogador do Furacão, e seu gol diante do São Paulo mostra bem o por que. Roubou a bola na defesa, lançou ao lateral e apareceu na grande área para cabecear às redes de Rogério Ceni, que caçou borboleta no lance.

Diego Souza – Palmeiras

Quando está acordado, ninguém segura. Na importante vitória sobre o Inter, foi responsável pelos dois gols alviverdes, distribuiu chapéus nos adversários e mostrou muita raça.

Jorge Henrique – Corinthians

Apesar de não ter muito destaque na mídia, o atacante faz função essencial para o técnico Mano Menezes. Rouba bolas na defesa, puxa contra-ataques e incomoda os zagueiros dentro da grande área. No empate deste domingo, fez tudo isso, sofreu um pênalti e quase deixou um golaço.

Wellington Paulista – Cruzeiro

Três gols diante do Náutico, isso basta.

Técnico: Silas – Avaí

Treinador que mais aparece na Seleção da Rodada, mais uma vez mostrou que seu time não está para brincadeira no Brasileirão, fez 3 a 0 no “poderoso” Flamengo e, se o campeonato terminasse hoje, estaria na Libertadores.

Craque da rodada

wellingtonpta-cruzeiro

Wellington Paulista - Cruzeiro

Read Full Post »

Palmeiras x InterO Palmeiras, com uma partida muito segura, venceu o Internacional, por 2×1, em um Palestra Itália com mais de 20 mil pessoas. Graças a esse resultado, o colorado não pode mais ultrapassar o time de Muricy, mesmo que vença suas duas partidas atrasadas.

O primeiro tempo foi todo verde, ou azul, como queiram. Aos 30 minutos, os donos da casa já tinham dado em torno de 10 arremates ao gol, enquanto os visitantes ainda não haviam assustado o goleiro Marcos, de volta à meta palmeirese.

E esse grande volume de jogo aconteceu apesar da ausência do principal armador da equipe, pois Cleiton Xavier saiu machucado logo no início da partida. Sem o camisa 10, a responsabilidade de Diego Souza aumentou, e ele não costuma fugir da raia.

Aos 39 minutos, o sete alviverde entrou driblando na área e sofreu pênalti de Danny Morais, neto de Valdir Joaquim de Morais, grande goleiro da história do clube e membro da comissão técnica. Obina cobrou bem e abriu o placar.

Logo no princípio do segundo tempo, novamente Diego Souza fez jogada individual, partindo da esquerda e cortando para o meio, em diagonal. Seu chute espirrou na zaga e sobrou para Ortigoza, que completou de pé esquerdo.

A partir do segundo gol, até mais ou menos os 20 minutos, o Internacional foi perigoso. Andrezinho fez boa partida e colocou, inclusive, uma bola no travessão. No entanto, o time da casa conseguiu reequilibrar o jogo, podendo até ter feito o terceiro com Armero.

Aos 41, o ótimo meia Giuliano deu dois cortes na entrada da área e acertou o ângulo de Marcos. Esse golaço recolocou o colorado na partida, que pressionou o adversário até os últimos instantes, entretanto, com muita raça, o Palmeiras segurou-se.

Por que o Palmeiras venceu?

O time de Muricy teve mais volume de jogo. Foram 22 finalizações contra 18 do Inter, segundos os dados do Footstats. Diego Souza fez partida primorosa, e seu quase xará, o volante Souza, foi um leão nos desarmes. 11 dos 28 da equipe alviverde foram feitos por ele. Além disso, os alviverdes demonstraram uma disposição em campo acima da média.

O que esse resultado muda no Campeonato?

O Palmeiras mantém a liderança e afasta a possibilidade do São Paulo alcançá-lo nesta rodada. Além disso, o colorado, mesmo que vença seus dois jogos atrasados não pode mais ser o primeiro colocado. Quando todos os jogos forem disputados, o verdão continuará líder.

Palmeiras 2 x 1 Internacional

Local: Palestra Itália, São Paulo (SP)

Público: 22.101

Palmeiras: Marcos; Wendell, Mauricio, Danilo e Armero; Edmilson (Jumar), Souza, Cleiton Xavier (Deyvid Sacconi) (Sandro Silva) e Diego Souza; Ortigoza e Obina. Técnico: Muricy Ramalho

Internacional: Lauro; Danilo Silva, Danny Morais, Sorondo e Kleber; Sandro, Guinazu, Giuliano e Andrezinho (Wagner Líbano); Taison (Bolaños) e Alecssandro. Técnico: Tite

Cartões amarelos: Guiñazu, Danny Morais, Giuliano, Danilo Silva e Sandro (INT); Diego Souza, Deyvid Sacconi e Pablo Armero (PAL).

Gols: Obina, aos 39 do primeiro tempo e Ortigoza aos 2 do segundo tempo; Giuliano, aos 41 do segundo tempo

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por Eremilson Xavier Macedo e João Antonio Souza Paulo Neto, todos do DF.

Read Full Post »

camisaazul-linksA onda de lançamentos de terceiras camisas não vem de hoje, grande parte dos clubes europeus abusam da criatividade para colocar um modelo exótico à venda por todo o planeta há um longo tempo. Porém, no Brasil ganhou maior força recentemente, principalmente com o Palmeiras, que após lançar a camisa verde-limão, agora conta com um uniforme azul e branco.

Apesar desta prática sofrer rejeição por parte dos torcedores, muitos deles alegando que cores novas vão contra a tradição do clube e que se trata apenas de jogada de marketing, acredito que novidades sempre são bem vindas.

Volto a usar o caso do Palmeiras, que lançou junto com a Adidas o modelo verde-limão, amarelo, marca-texto, seja lá como você prefere falar. Além de ser uma linda camisa, caiu nas graças da torcida, que adotou em massa o novo escrete nos estádios, ainda rendeu grande lucro por parte dos envolvidos em sua criação.

Agora, o Verdão e a Adidas optaram por um modelo azul e branco, com a Cruz de Savóia estampada no peito em homenagem aos primórdios do Palestra Itália. Apesar de alguns alegarem que a escolha da cor teria sido influenciada pela patrocinadora Samsung, já ouço que o tom estaria na nova terceira camisa antes mesmo do clube ter assinado com a marca sul-coreana.

Se a camisa fará sucesso no Brasil? Ainda não sei, mas na Itália ganhou destaque em diversos sites ligados ao esporte. Corriere Dello Sport, Tuttosport, La Repubblica, Tutto Mercato Web, Calcio Mercato e Goal City foram alguns destes meios que comentaram a homenagem feita pelo Palmeiras, inclusive citando a história do clube e a possibilidade do time hospedar a Squadra Azzurra na Copa do Mundo de 2014.

Links que destacam a camisa palmeirense:

Read Full Post »

Glédson – Náutico

O Timbu conseguiur chegar a mais uma vitória no Brasileirão e tenta escapar da zona de rebaixamento. E esses três pontos foram somados muito pela atuação de seu arqueiro, que parou o ataque do Goiás.

Diego Renan – Cruzeiro

Destaque na lateral-direita nesta rodada, o jovem talento cruzeirense anotou o gol de empate da Raposo, diante do Flamengo, em pleno Maracanã.

André Luis – Barueri

Zagueiro que quase sempre aparece pelos seus destaques negativos, conseguiu fazer bom jogo na vitória de sua equipe sobre o Sport Recife.

Asprilla – Náutico

Apesar de ser considerado um zagueiro fraco, o jogador teve boa atuação na partida diante do Goiás, mostrando segurança e fazendo menos faltas do que de costume.

Michel – Náutico

Contratado recentemente junto ao Atlético Paranaense, o lateral-direito vem realizando boas partidas com a camisa alvirrubra neste Brasileirão. Contra o Goiás, levou perigo em suas investidas ao ataque e ainda participou no gol-contra de Leandro Euzébio.

Richarlyson – São Paulo

Rejeitado por parte da torcida Tricolor devido a sua opção sexual, o meiocampista vem mostrando nos últimos jogos o bom futebol que o levou a Seleção Brasileira. Na partida contra o Fluminense, marcou um belo gol, o único do embate.

Derley – Náutico

O meiocampista é pouco conhecido no cenário nacional, mas desde o começou do campeonato vem ganhando seu destaque. Com um futebol mais refinado, pode arranjar um clube maior para a próxima temporada.

Carlinhos Paraíba – Coritiba

O seu conterrâneo Marcelinho foi quem marcou o gol da vitória, contestável, mas quem chamou a atenção no Couto Pereira foi Carlinhos, que comandou o meio de campo, tanto ajudando na defesa como apoiando o ataque.

Cleiton Xavier – Palmeiras

Apesar da derrota, o Verdão jogou melhor contra o Coxa e quem teve a melhor atuação pela equipe palmeirense foi o camisa 10, que ficou com toda a responsabilidade do meio de campo devido à suspensão de Diego Souza.

Thiago Humberto – Barueri

Uma das surpresas da competição, a equipe paulista conseguiu nova vitória, e desta vez graças a Thiago Humberto, jogador que já vem mostrando qualidade desde o ano passado, inclusive chamando a atenção de grandes clubes do país.

Jorge Henrique – Corinthians

Além de fazer o gol que garantiu a vitória no Beira-Rio, o atacante corintiano ainda conseguiu infernizar a vida de Marcelo Cordeiro, tanto quando atacou como quando precisou pará-lo.

Técnico: Silas – Avaí

O comandante avaiano já está se tornando peça constante nas seleções da rodada. Contra o Atlético Mineiro, saiu perdendo por 2 a 0 mas conseguiu consertar sua equipe e sair de Belo Horizonte com um ponto na bagagem.

Craque da rodada

richarlyson-sp

Richarlyson - São Paulo

Read Full Post »

O primeiro tempo, no Couto Pereira, foi muito truncado e com poucas oportunidades de gol para os dois lados. Na segunda etapa, com as expulsões de Leandro Donizete do Coritiba e Pierre do Palmeiras, o jogo ficou mais aberto. No entanto, isso só serviu para demonstrar o mau desempenho técnico das duas equipes.

O time da casa não tinha meio-campo. O que obrigava Marcelinho Paraiba a voltar até o seu campo de defesa para buscar o jogo. E o camisa 9 é muito mais perigoso quando joga perto da área, onde seus dribles e finalizações causam mais perigo. Além desse inconveniente, as tentativas ofensivas do coxa branca eram exclusivamente jogadas individuais.

Do outro lado, Cleiton Xavier armava a equipe palmeirense, puxando sempre os contra-ataques com muita velocidade, entretanto, os comandados de Muricy pareciam muito afobados. Bolas que deveriam ser mais trabalhadas eram rifadas de qualquer forma, muitas vezes com os jogadores desequilibrados ou sem ângulo para os chutes.

Faltava o último passe ao Palmeiras. Dificilmente seus atacantes ficavam cara a cara com o goleiro e, quando isso acontecia, faziam questão em perder os gols.

No finalzinho da partida, Thiago Gentil sofreu pênalti duvidoso de Marcão, inclusive, implicando na expulsão do lateral-esquerdo que, pasmem, fazia boa partida. Marcelinho Paraiba cobrou perfeitamente e decretou a vitória do coxa.

Essa derrota se junta a mais 3 empates da equipe palmeirense. Sem dúvida houve uma queda de rendimento, embora o alviverde paulista não tenha feito más partidas contra Botafogo, Atlético-MG e Grêmio, mas falta poder de decisão. Nem Obina, nem Ortigoza, embora muito brigadores,  são os artilheiros que um time campeão precisa.

O Goiás, se vencer o fraco Náutico, amanhã nos aflitos, assume a liderança. O Internacional, se conseguir 4 pontos nos dois jogos que estão atrasados, também ultrapassa o verdão. O título, que nunca pareceu tão perto aos palmeirenses nos últimos anos, começa a ficar mais longe. O alento é que após o jogo contra o colorado no sábado, o Palmeiras joga apenas uma vez por semana, e então Muricy terá a oportunidade de mostrar seu tão famoso trabalho

Por que o Coritiba venceu?

O Palmeiras não fez boa partida. Com mais campo,  após as expulsões, a superioridade técnica do time paulista deveria aparecer, mas não foi isso que aconteceu. O Coritiba tentava jogadas individuais para chegar ao gol de Bruno. Em um pênalti, Marcelinho Paraíba fez o gol da vitória

O que esse resultado muda na classificação?

Se Goiás vencer o Náutico amanhã, chega aos 38 pontos e ultrapassa o Palmeiras. Tendo perdido, o Inter continua precisando de 4 pontos nos 6 que disputará nos jogos atrasados para ser o líder. Quando todas as equipes estiverem com o mesmo número de jogos, o verdão pode ser o terceiro colocado. Já o Coritiba chega a 22 pontos e respira um pouco, pois passa, pelo menos, uma rodada fora da zona de rebaixamento.

Coritiba 1 x 0 Palmeiras

Local: Couto Pereira,  Curitiba (PR)

Público: 17.584

Coritiba: Edson Bastos, Márcio Gabriel (Marcos Aurélio), Pereira, Jeci, Leandro Donizete, Jailton, Douglas Silva, Pedro Ken, Carlinhos Paraíba, Marcelinho e Bruno (Thiago Gentil)
Técnico: Ney Franco

Palmeiras: Bruno, Maurício Ramos, Danilo, Marcão, Armero, Pierre, Souza, Cleiton Xavier, Daniel (Jumar), Obina (Robert) e Ortigoza (Deivyd Sacconi)
Técnico: Muricy Ramalho

Cartões amarelos: Armero, Mauricio Ramos e Robert (PAL), Pedro Ken e Marcelinho Paraiba (COR)

Cartões vermelhos: Pierre e Marcão (PAL), Leandro Donizete e Pereira (COR)

Gols: Marcelinho Paraiba, aos 45 minutos do segundo tempo

Arbitragem: Pericles Bassols Cortez (RJ), auxiliado por Altermir Hausmann e José Antonio Chaves Franco Filho, ambos do RS

Read Full Post »

Desfalcado de quatro jogadores, o líder Palmeiras vai ao Couto Pereira enfrentar o time da casa, em busca de manter a liderança e quebrar uma sequência de três empates seguidos.

Edmilson e Marcos, machucados, não jogam. No lugar do ex-volante do Barcelona, entra Marcão, e muda a formação para três zagueiros. O substituto do capitão da equipe será o goleiro Bruno, em sua 19ª partida pelo clube. Além deles, Diego Souza e Wendell, suspensos, também não participarão da peleja.  No lugar do camisa 7, a única dúvida: Deyvid Sacconi ou Obina, ao lado de Ortigoza. O titular seria o ex-atacante do Flamengo, mas este retorna de lesão. Na ala-direita, Sandro Silva deve ser deslocado do meio-campo

O time de Muricy é o segundo melhor visitante neste Campeonato Brasileiro. Em 9 jogos, venceu 4, empatou 3 e perdeu apenas 2. O único que tem retrospecto melhor fora de casa é o Goiás, com 5V, 2E e 2D.

Contra o Coritiba, no Couto Pereira, o confronto é equilibrado. Em 19 jogos, 6 vitórias do verdão, 7 do coxa branca e mais 6 empates.

Além disso, os comandados de Ney Franco têm a segunda pior campanha em seus domínios, melhor apenas que a do Sport.

Do outro lado da partida, o ex-técnico do Botafogo deve manter a equipe que venceu o Fluminense, no Maracanã, por 3×1 e aposta na ótima fase de Marcelinho Paraíba para reverter o mau retrospecto em casa e tentar tirar pontos do líder.

Coritiba x Palmeiras, às 21h50, no Couto Pereira, Curitiba (PR)

Coritiba: Edson Bastos; Márcio Gabriel, Pereira, Jéci e Douglas Silva; Leandro Donizete; Jailton, Pedro Ken e Carlinhos Paraíba; Marcelinho Paraíba e Bruno Batata. Técnico: Ney Franco

Palmeiras: Bruno; Maurício Ramos, Danilo e Marcão; Sandro Silva, Pierre, Souza, Cleiton Xavier e Armero; Obina e Ortigoza. Técnico: Muricy Ramalho.

Arbitragem: Péricles Bassols Pegado Cortez (RS), auxiliado por Altemir Hausmann (RS) e Jose Antonio Chaves Franco Filho (RS)

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »