Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Vasco’ Category

Depois de uma semana ausente, o Brasucas ao Extremo está de volta nesta quarta-feira, porém, a semana não favoreceu um retorno em grande estilo. Por conta dos jogos de seleções, tanto em simples amistosos, como em disputas por vagas na próxima Copa do Mundo, grande parte dos campeonatos nacionais foram interrompidos. Mas há sempre excessões, e nelas que focaremos.

Eduardo da Silva comemora pela Croácia

Como o assunto inicial foram os jogos internacionais, nada mais justo do que destacar a participação do brasileiro naturalizado croata Eduardo da Silva na goleada de 5 a 0 da Croácia sobre Liechtenstein. Na partida amistosa, o atacante do Arsenal fez o goleiro rival buscar a bola no fundo das redes por duas vezes.

Dentre os principais países futebolísticos da Europa, Itália e Portugal foram os únicos que viram brasucas vibrando nos últimos sete dias, e apenas pelas divisões inferiores. Na “Terra da Bota”, o meia Émerson ajudou o Lumezzane a bater o Monza por 3 a 0, pela Serie C1/A. Enquanto em Portugal, o atacante Adílson garantiu a magra vitória do Feirense sobre o Carregado. Mesma sorte não tiveram Portimonense e Sporting Covilhã, que mesmo com gols de Diogo e Rincón, não saíram de empates com Fátima e Santa Clara, respectivamente.

Em um segundo escalão europeu, chegamos a Grécia, onde, pela segunda divisão, o meia Léozinho fez o primeiro do Panserraikos na vitória por 3 a 2, fora de casa, sobre o Rhodos. No dia seguinte, foi a vez de Chumbinho, atacante que já defendeu o São Paulo, Náutico e Ponte Preta, marcar, garantindo os três pontos do Ethnikos em cima do Kalamata.

No leste-europeu, o Most teve dificuldades para vencer o Jihlava, 4 a 3 pela segunda divisão da República Tcheca, com direito a tento do meia Andrei. No mesmo dia, o zagueiro Dudu Paraíba, ex-Vitória e Avaí, fechou o placar de 3 a 0 do Widzew Lodz diante do Stal Stalowa Wola pela segundona da Polônia. Para encerrar o Velho Continente, o atacante Moreira tentou, mas não conseguiu levar o Honved além de um empate por 1 a 1 contra o Gyor, em partida válida pela Copa da Hungria.

Fora do principal palco do futebol mundial, rumamos a Ásia, que, mesmo sem rodadas em países como Japão, China e Coréia do Sul, conseguiu aparecer por aqui nesta semana graças a uma nova descoberta futebolística, Hong Kong. No campeonato da ilha, Ivisson não conseguiu evitar a derrota do Shatin para o Tai Chung por 3 a 1, no sábado. Já no domingo, Pegasus e Citizen ficaram no 1 a 1, com Márcio Martins marcando para os donos da casa, e Sandro igualando para os visitantes.

Rodrigo Teixeira após gol pelo Deportivo Cuenca

Como nem todos países respeitam as datas reservadas para disputas entre seleções, não haveria dúvidas que a bola continuaria rolando pela América Latina. E em nossas terras “vizinhas”, três brasileiros conseguiram estufar as redes adversárias. Na Costa Rica, o atacante Anderson marcou de pênalti, mas o seu Brujas F.C. saiu de campo derrotado por 3 a 2 pelo Municipal Pérez Zeledón.

Mais ao sul, precisamente no Equador, o atacante Rodrigo Teixeira, criado nas categorias de base do Vasco da Gama, garantiu a boa vitória do Deportivo Cuenca por 2 a 1 sobre o Olmedo, fora de casa. Para fechar a viagem e apagar as luzes, nenhum país melhor que o Paraguai, que contou com o meia Thiago Miranda marcando na derrota do 2 de Mayo para o Sportivo Luqueño.

Anúncios

Read Full Post »

E agora, José

Peço licença aos rappers do Racionais MC’s para fazer uma paródia da música “Brasil com P”, sucesso na voz do versador Gog. Na minha versão, conto um pouco da história da queda e possível ascenssão do Vasco neste ano de 2009:

“Primeirona: passado.

Procuraremos passar pelos percaussos perversos para perseguir o prestígio perdido.

Prudência: palavra precisa.

Pelos piores pesadelos passamos.

Paro. Penso.

Paixão: prato preferido pelos praticantes de ‘pelejas’ pelo planeta.

Porém, participantes presenciais (presidentes/políticos a pouco prestigiados) prometeram-nos projetos prósperos para passar pelo presente, plantando possibilidades proeminentes.

Próximos? Pouquíssimo!

Perigos passamos.

‘Penhascos pedregosos’ parecem perseguir-nos.

Preço pago pelas palhaçadas praticadas que pretendemos passar para políticos partidários do “poderoso” presidente passado.

Proveito próprio, picaretagens, piadas, pilantragens… problemas postos à parte.

Portugueses profetizaram: praticaremos porque podemos, portanto, pular para primeira precisa passar pelo pensamento!

Permitam-me profetizar, porém, pequenas palavras: pretendemos pular para primeira perfeitamente prontos e preparados.

Pimpão (pivô), Prass (protetor), Paulo S. (perseguidor)… profissionais privilegiados por poderem participar de partidas pouco paradas.

Populares, pretendemos perpetuar a predileção pelos portugueses, plantando, nos pequenos, proféticas paixões pronunciadas pelos poetas!”

Ass: Vasco da Gama

Clique aqui para ver a música original

Read Full Post »

E agora, José

Da zona sul à zona norte há sempre um grande gueto,

Falaremos, nesta sexta, da nação em branco e preto

Contarei, nesta semana, minha viagem até o Rio

Que estava lindo e charmoso, porém, um pouco frio

A história é a seguinte: eu viajei de TAM

Cheguei no aeroporto e já fui pro Maracanã!

“Tava” lotado, abarrotado, tinha muita gente ali

O jogo era decisivo, era Vasco e Guarani

Pra comprar o meu ingresso, corri na bilheteria!

Eu “tava” um pouco atrasado, foi uma baita correria

Não consegui ir na geral, nem na organizada…

Fui de cadeira branca, mas também era arquibancada!

Quando cheguei pra ver o jogo ele já tinha começado,

Mas, felizmente, o placar “tava” zerado

O Vasco foi pra campo com sede e muito gás…

Na frente tinha o Élton e no gol o Fernando Prass

Mas o Fernando, meu Jesus, quase tomou um peru

Se ele toma, eu não perdoou, mando tomar no…

O Vasco pressionava, sempre com o Carlos Alberto,

Que jogava pelas pontas, sempre bem aberto

Pela direita o Paulo Sérgio, pela esquerda o Ramon

Um já é um velho, o outro ainda é muito bom

O primeiro tempo foi horrível, realmente foi ruim

O Vasco até que tentava mas pecava sempre no fim

Já na segunda etapa foi tudo diferente

O Dorival deu um esporro e o time foi pra frente

E na primeira jogada, até que enfim um bom lance

O Élton recebeu na área e não perdeu a chance

Mandou a bola de canhota e estufou a rede

E, mais uma vez, o matador matou a sede

Porque ele não perdoa nem goleiro e nem zagueiro,

O Vasco vai ser o campeão e vai fazer o artilheiro

Com o gol nós relaxamos, demos muito espaço,

O bugre veio pra cima e quase fez um golaço

As jogadas, quase sempre, eram feitas com o Fabinho,

Que marcava, atacava e também dava carrinho

Aí veio um escanteio e olha a simulação:

O cara se jogou na área, foi o Mácio Alemão

O juíz não hesitou, mostrou o cartão vermelho

E o jogador foi expulsou, mesmo implorando de joelho

Com o jogo decidido eu resolvi ir pro boteco,

Comemorar nossa vitória e nosso futuro caneco!

Sexta que vem “tamo junto”, sem choro e sem dengo

Vamos falar do Imperador e do momento do Flamengo

Read Full Post »

Corinthians

O Timão empatou, nesta quarta feira, por 1 a 1 com o Coritiba, no Paraná. O gol corintiano foi marcado por Dentinho. Com apenas 7 pontos a menos do líder, a torcida ainda sonha com o título e, por isso, comprou mais de 20 mil ingressos antecipados para a partida deste domingo, contra o Goiás, no Pacaembu. Além da chance do terceiro troféu do ano, os torcedores tem a esperança de assistir a volta de Ronaldo, recuperado de lesão, e a estreia da jovem promessa Matias Defederico, que não acontecerá, pois os documentos não chegaram a tempo. Outro destaque foi a contratação do meia atacante Edno, que estava na Portuguesa e era desejado por todos os grandes clubes de São Paulo e já treina no Corinthians.

Barueri

Depois de ter vencido bem o Goiás por 3 a 1 na Arena Barueri, com uma atuação de gala de Márcio Careca, a Abelha teve uma semana inteira para trabalhar e focar suas forças na preparação para o jogo contra o Avaí, neste fim de semana. Além disso, o time do interior paulista acertou o desligamento do meia Rodrigo Fuska, que fechou com o Botafogo, time de Estevam Soares, ex-treinador do Barueri. O meio campista era considerado uma grande promessa, mas sofreu com lesões e não teve uma sequência de jogos. A boa notícia da semana ficou para Xandão, zagueiro que foi absolvido pelo STJD e não desfalcará mais a Abelha.

Sport

Após a derrota por 3 a 0 para o Flamengo, no último fim de semana, o clima no Sport piorou ainda mais. O técnico Péricles Chamusca utilizou a semana para fazer diversos testes na equipe, buscando alguma solução para a situação incômoda que vive o rubro negro. Grande ídolo do time nos últimos anos, Fumagalli não vinha rendendo o esperado e acabou sendo negociado com o Vasco, para jogar o restante da Série B. Além disso, o destaque do time no Brasileirão, o polivalente Fabiano se contundiu e desfalca o time não só na Arena, contra o Atlético, mas por 15 dias.

Fluminense

O clássico carioca do final de semana passado foi, no mínimo, vergonhoso para Fluminense e Botafogo. O resultado foi um 0 a 0 sem graça e sem sal, piorando a situação do Flu na tabela, se é que isso era possível. O time, com apenas 18 pontos em 24 jogos, já está praticamente rebaixado, com 95% de chances de cair. Cuca, o técnico, busca um milagre nos treinamentos, ensaiando mudar o esquema da equipe para o 3-6-1, buscando um time mais compacto e competitivo. Neste domingo, o Tricolor carioca visita o Grêmio, melhor mandante do Brasileirão, buscando quebrar um tabu de 6 meses sem vencer fora do Rio de Janeiro, missão complicada.

Read Full Post »

E agora, José

Dia 11 de setembro, sexta-feira do arrepio

Chegou a hora de falar do futebol lá do meu Rio

Pra galera carioca é a hora derradeira,

Pra botar o papo em dia de uma semana inteira!

Diferente dos demais, meu forte será a rima

Colocando os boleiros do meu Rio sempre acima.

De General Severiano, à São Januário

Vou tecendo as minhas críticas, fazendo comentários

Tá certo que há alguns anos nós estamos uma draga

Más administrações, de Eurico à Márcio Braga

Primeiro falaremos de Fluminense e Botafogo

Dois times que há algum tempo não apresentam um bom jogo

O Tricolor das Laranjeiras tinha o Renato Gaúcho…

Pelo amor de Deus, isso é queima de cartucho!

E pro lugar desse “big” mala trouxeram logo o Cuca…

O que já era uma bagunça, agora é uma muvuca!

Já a Estrela Solitária está num céu de tempestades…

A zona da degola já ganhou sua amizade.

Juninho, André Lima, Alessandro e Reinaldo…

Contando com esses caras… negativo é seu saldo!

O que falar do Rubro-negro, “o time de mais fã?”

A equipe tá tão mal, não ganha nem no Maracanã…

São tantos súditos e servos aos pés do Imperador,

Que a “bronca” sobra sempre sobre as mãos do treinador!

Mas na pior quem tá mesmo é o Cruzmaltino e sua torcida

Que vê seu clube na segunda pela primeira vez na vida!

Herança do Eurico, que deixou o time na lama…

O Roberto pegou o barco, a nau Vasco da Gama!

E assim vai sendo reescrita a história gloriosa,

Do futebol sempre charmoso da cidade maravilhosa!

Essa foi uma pitada da coluna de José Pais…

Que tem “quê” de hip-hop, como o som dos Racionais!

Sexta que vem tem mais!

Read Full Post »

0,,21734103-DP,00

Espetacular.

De arrepiar.

Para se guardar.

Foi dessa forma que o Club de Regatas Vasco da Gama completou seus 111 anos de glórias e lutas. Mostrando estar mais vivo do que nunca, mesmo na Segundona, a equipe presidida  por Roberto Dinamite deitou e rolou nesta tarde de sábado, no Maraca, contra o Ipatinga, pela última rodada do primeiro turno da Série B.

Logo aos 11 minutos do primeiro tempo, o menino de 100 milhões de euros, Alex Teixeira – em uma partida excepcional -, marcou o primeiro tento do confronto, para delírio dos  quase 80 mil vascaínos presentes no maior do mundo (com esse número, o Machão da Gama bate o recorde de público das quatros divisões do Brasileiro)

Impecável, o Vasco ia coroando sua “imensa torcida bem feliz” com uma atuação de gala. O capitão Carlos Alberto – eleito pelos cruzmaltinos o jogador a vestir a camisa comemorativa com o número 111 – marcou o segundo em um contra-ataque fulminante armado pelo craque do duelo, Alex Teixeira.

Mesmo desnorteado, o Ipatinga voltou para a etapa complementar em busca do empate. Porém, o clube da Colina estava impossível! Em cobrança de penalti, o matador Élton ampliou a contagem e saiu de campo ovacionado para entrada do novo xodó vascaíno, Aloísio Chulapa.

E tinha mais. Alex Teixeira, em mais um contra-ataque, dessa vez puxado por Souza, fechou o caixão e decretou,  além da vitória, a liderança do Vasco na Série B/2009.

Apesar de não ser o time mais populista do Brasil, o cruzmaltino é, com certeza, o mais popular! Parabéns, Vascão!!!

Por que o Vasco ganhou a partida?

Na “Barbearia Maracanã”, os comandados de Dorival Júnior fizeram, simplesmente, barba, cabelo e bigode.

O que o jogo mudou no campeonato?

Com o resultado, o Vasco assumiu a liderança isolada da segundona, com 39 pontos, igualando a campanha do Corinthians na Série B do ano passado. Já o Ipatinga continua sua luta contra a terceira divisão.

Clique aqui para conferir a matéria com os vídeos e números da partida

Read Full Post »

Portuguesa e Vasco se enfrentaram neste sábado, no Canindé, em jogo muito esperado na Série B. As duas equipes, formadas por descendentes de portugueses, caíram para a segunda divisão juntas em 2008 e lutam pelas primeiras posições do certame. Pelo lado dos paulistas a novidade foi a estreia do treinador René Simões, que após ser demitido do Coritiba assumiu pela terceira vez a Lusa.

Na estreia de seu novo técnico o clube do Canindé mostrou postura ofensiva e dominou grande parte das ações na partida. O gol logo aos cinco minutos de jogo foi a mostra de que os donos da casa assumiriam o controle da partida e buscariam a vitória, que poderia os recolocar de volta aos grupo dos quatro times que subirão para a Série A. O Vasco, como na partida contra o América, se apequenou em campo e deixou o adversário jogar. Deixou até Dorival Júnior, assim como também fez contra o América, mexer no time e no resultado.

A saída do volante Nilton e a entrada do apoiador/atacante Adriano, no intervalo, mudou o panorama da partida. De início, não surtiu efeito e os paulistas continuaram, assim como na primeira etapa, a dominar o duelo. Mas o Vasco começou a se encontrar e, já na metade da segunda etapa empatou com o zagueiro Gian. O dedo de Dorival se mostrou novamente acertado e os cariocas equilibraram a partida. A escolha se mostrou ainda mais acertada quando Adriano fez o da virada. A Lusa se perdeu em campo e perdeu o jogo. Ainda teve tempo de ver Elton, no último minuto, ampliar. O Vasco se mantém em segundo. A Portuguesa perdeu o gás e continua sem rumo.

Portuguesa 1 x 3 Vasco

Por que o Vasco ganhou?

O placar não diz muito sobre a partida, mas Dorival Júnior soube mexer na equipe quando ela precisou. Apático no primeiro tempo o Vasco melhorou novamente com a entrada de Adriano, que vem sendo o melhor jogador cruzmaltino nas últimas rodadas. A Lusa não mereceu placar assim pelo que jogou durante os primeiros 60 minutos. Mas pecou por não saber segurar a vantagem e jogar em casa.

O que o jogo muda no campeonato?

A nau vascaína continua a todo o vapor para a Série A. A má fase parece cada vez mais distante e o time mostra algum poder de reação, mesmo estando fora de casa. A Lusa cai pelas tabelas e vai vendo a volta à Primeira Divisão como sonho cada vez mais distante.

Read Full Post »

Older Posts »