Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘aik’

brasucas-ao-extremo3

Passados mais sete dias desde a minha última aparição aqui, volto com mais uma avalanche de gols brasileiros pelo mundo afora, e a manutenção do estilo de escrita em tópicos por países ou regiões do planeta.

Itália

nene-cagliari-x-atalanta

Nenê comemora um de seus gols sobre a Atalanta

Antes de entrar de vez na “Terra da Bota”, é preciso destacar o superclássico europeu entre Milan e Real Madrid desta terça-feira, que acabou em 1 a 1, com gol de Ronaldinho Gaúcho cobrando pênalti.
Pelas ligas nacionais, o destaque ficou com o atacante Nenê, ex-Cruzeiro, que fez dois na vitória do Cagliari sobre a Atalanta. No mesmo dia, o lateral Maicon fechou o placar de 2 a 0 da Internazionale sobre o Livorno, e Adaílton não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1 do Bologna para a Roma.
Pela Serie C1/A, Togni mais uma vez balançou as redes com a camisa do Arezzo, desta vez no triunfo sobre o Pergocrema. Emerson e Paulinho também ajudaram o Lumezzane e o Sorrento a conquistarem três pontos, respectivamente.

Espanha e Portugal

Na Península Ibérica, o verde e amarelo teve pouco destaque nos últimos sete dias. Na Espanha, apenas um gol, sempre dele, Luís Fabiano, nos 2 a 0 do Sevilla sobre o novato Xerez. Enquanto em Portugal, o atacante Cássio, que começou no Corinthians de Alagoas, fez o único do União Leiria na vitória sobre o Paços Ferreira, e Lima garantiu o importante empate do Belenenses por 1 a 1 com o Porto.

França e Inglaterra

brandao-marseille-x-zurich

Brandão fechou o massacre do Olympique

Além de Ronaldinho, outros brasucas que balançaram as redes pela Liga dos Campeões nestes últimos sete dias foram Hilton e Brandão, na espetacular goleada de 6 a 1 do Olympique de Marseille sobre o FC Zurich. O atacante ex-São Caetano ainda havia marcado no sábado, quando seu time empatou com o Tolouse por 1 a 1.
Também pela Ligue 1, o atacante Eduardo, ex-Joinville, garantiu que o Lens não saísse de campo derrotado em casa pelo Lorient.
Do outro lado do Canal da Mancha, local de poucos brasileiros desfilando pelos gramados, apenas Deco, comemorou com sua torcida, e foi nos 4 a 0 do Chelsea sobre o Bolton.

Holanda

Dois jovens talentos tupiniquins se destacaram pela Copa da Holanda, Jonathas e Jonathan Reis. O primeiro, criado na base do Cruzeiro, fez o seu nos 5 a 2 do AZ Alkmaar sobre o Spakenburg. Já o segundo, conhecido de quem acompanha a coluna, marcou na vitória por 2 a 0 do PSV sobre o Roda.
Pela Liga Holandesa, Leonardo evitou que o NAC Breda fosse derrotado pelo VVV, enquanto Everton, ex-Barueri, contribuiu para o triunfo de 3 a 1 do Heracles sobre o Utrecht.

Alemanha e Áustria

maicosuel-hoff-freiburg

Maicosuel comemora gol com seus companheiros

Nos antigos aliados de guerra, começamos pela Alemanha, onde o Hamburgo foi surpreendido em casa pelo Borussia Monchengladbach e acabou sendo derrotado por 3 a 2. Zé Roberto marcou para os anfitriões e o zagueiro Dante, ex-Juventude, marcou para os visitantes. No dia seguinte, Maicosuel garantiu os três pontos do Hoffenheim sobre o Freiburg, e outro ex-palmeirense, Caio, também levou seu time à vitória, 2 a 1 do Frankfurt em cima do Bochum.
Pela segunda divisão do país, o Duisburg bateu o Koblenz por 3 a 0, fora de casa, com dois tentos verde e amarelos, de Bruno Soares e do ex-sãopaulino Caiuby.
Na vizinha Áustria, o trombador Schumacher continua infernizando os goleiros adversários, desta vez foi o do Wiener Neustadt, porém, o Austria Vienna saiu de campo derrotado por 4 a 3. Fora da elite, o meia Sidinei participou do placar de 2 a 2 entre Gratkorn e Austria Lustenau.

Escandinávia

É na Suécia que se encontra a maior concentração de brasileiros dentre os países da região, e por lá choveu gol no último domingo, de nomes que costumam aparecer por aqui. Wanderson, Antônio Flávio e o garoto Vinícius Lopes, criado na base do Cruzeiro, ajudaram nas vitórias do GAIS, AIK e Hacken, respectivamente. Enquanto o artilheiro Álvaro Santos fez mais um pelo Orgryte, no empate por 2 a 2 com o Gefle.
Na Noruega, apenas um tento, o do atacante Diego Silva para o Aalesund, no 1 a 1, em casa, com o Stromsgodset.

Grécia, Turquia e Chipre

Nas belas terras gregas, gols apenas pela segunda divisão. Gustavo e Rogério marcaram nas vitórias respectivas do Kerkyra e Olympiakos Volou. Já o meia Léozinho, ex-Vasco da Gama e Sport Recife garantiu os três pontos do Panserraikos em cima do Kalamata.
Na Turquia a situação foi diferente, e tentos apenas pela elite do país. No empate entre Kayserispor e Fenerbahçe, o ex-corintiano Cristian fez o único dos poderosos de Istambul. No mesmo dia, Jorginho deu a vitória para o Gaziantepspor sobre o Diyarbakirspor.
Fora do continente firme, na ilha cipriota, Roma e Rodrigo tentaram, mas o Doxa Katokopia saiu de campo derrotado para o Anorthosis por 3 a 2. Perto dalí, Gabriel Lima, que jogou no Fluminense entre 96 e 99, marcou, mas o seu AEP Paphos perdeu por 2 a 1 para o Apollon Limassol.

Leste Europeu

Mais uma vez, esta região européia proporciona várias linhas nas quartas-feiras, e para começar, a Rússia, onde o Spartak de Moscou aplicou um sonoro 5 a 1 no Rostov, contando com dois gols do ex-colorado Alex e um do ex-esmeraldino Welliton. O Spartak Nalchik também goleou, 4 a 0 em cima do Kuban, com tento de Leandro.
Na Ucrânia, jogos do Shakhtar Donetsk são certeza de brasucas vibrando, e desta vez não foi diferente. O time jogou duas vezes nos últimos sete dias. Na primeira, pela Copa, Fernandinho participou dos 2 a 0 sobre o Dinamo de Kiev, enquanto na segunda, Jadson garantiu a vitória magra sobre o Chernomorets.

jadson-shakhtar

Jadson vibra com a camisa do Shakhtar

Se os campeonatos russo e ucraniano recebem uma pequena divulgação no Brasil, os próximos não chegam nem perto de serem comentados. Na Hungria, Alex marcou para o Lombard-Papa no empate com o Paks. Já André Alves fez três, e o Videoton goleou o Vasas Budapest por 4 a 2, fora de casa.
Na Polônia, o jovem zagueiro Marcelo, ex-Santos, balançou as redes mais uma vez, agora nos 3 a 2 do Wisla Krakow sobre o Korona Kielce. Na Eslováquia, outro que aparece pela segunda semana consecutiva é o atacante Gaúcho, que deixou o seu na vitória do Slovan Bratislava sobre o Kosice.
Mais ao norte, na Estônia, o Nomme Kalju ficou no empate por 2 a 2 com o Narva Trans, e o zagueiro Alan Arruda contribuiu para o placar. Na vizinha Letônia, o Skonto Riga aplicou um belo 7 a 0 no Daugava, e o jovem Nathan Junior foi responsável por três desses gols.

Oriente Médio

douglas-hapoel-x-maccabi

Douglas festeja gol da vitória

Fora de solo europeu, o “Mundo Árabe” é o próximo ponto de passagem. Primeiro a turbulenta Israel, onde Hapoel e Maccabi se enfrentaram pelo clássico de Tel Aviv e o zagueiro Douglas, ex-Avaí e Atlético Paranaense, fez o único gol da partida, garantido a festa da torcida do Hapoel.
Já nos milionários Qatar e Emirados Árabes Unidos, houve fartura de gols, como de costume. No primeiro, o experiente Araújo deixou três na goleada do Al-Gharrafa sobre o Al Rayyan. Mesmo número de gols de Davi para o Umm Salal em cima do Al Shamal. O veterano Magno Alves ainda completou o 4 a 1. Perto dalí, outro que não se contentou com apenas um tento foi Leandro, fazendo dois nos 3 a 0 do Al Sadd sobre o Qatar SC.
No segundo, o ex-flamenguista Emerson continua balançando redes. Desta vez foi nos 4 a 0 do Al-Ain sobre o Al Shabab. No mesmo dia, o Al Wahda bateu o Al Dhafra por 2 a 1, graças aos gols de Fernando Baiano e Pinga.

China e Coréia do Sul

Como a rodada foi diferente no Japão, os destaques do extremo oriente ficaram, principalmente, por conta do futebol chinês. Na liga do país, José Duarte marcou dois, mas não conseguiu evitar a derrota do Chongqing Lifan. Mesma situação de Jefferson Feijão, que já passou por Goiás, Internacional e Botafogo, e agora defende o Changsha Ginde, fez o seu mas saiu de campo sem ponto algum.
Quem conseguiu somar pontos foram o Chengdu Blades, três, graças ao gol de Rodrigues, e o Shaanxi Zhongxin, um, pelo tento de Vicente.
Já em solo sul-coreano, apenas uma rede balançada por um compatriota, e ainda um que ostenta o nome da nossa capital. O meia Brasília, que iniciou sua carreita no Ituano, ajudou a construir o 4 a 2 do Jeonbuk sobre o Gyeongnam.

América

maiconsantos-chivas

Maicon Santos no duelo contra o Galaxy

Cruzando o oceano rumo à América, o primeiro destino são os Estados Unidos, local que estreia nesta coluna. No domingo, o Chivas enfrentou o poderoso Los Angeles Galaxy e ficou no 2 a 2. Para a filial dos mexicanos, o brasileiro Maicon Santos anotou. Atravessando a fronteira, o meia naturalizado mexicano Zinha fechou a vitória de 2 a 0 do Toluca sobre o Queretaro.
Perto de nós, na América do Sul, o único brasileiro que saiu para o abraço foi atacante Roberval, que garantiu a vitória do Audax Italiano por 2 a 1, no Campeonato Chileno, sobre o Everton, mesmo jogando fora de casa.

Anúncios

Read Full Post »

brasucas-ao-extremo3

A cada semana que passa, a viagem em busca de redes balançadas por brasileiros enfrenta maiores escalas. Como de costume, o ponto de partida é a Europa, e principalmente os países menos privilegiados da grande mídia. A região inicial será a Escandinávia, onde Wanderson vem marcando presença toda semana. O atacante marcou um de pênalti na vitória do GAIS sobre o Hammarby e dois diante do Orebro. Outro que anotou duas vezes em uma mesma partida foi Antônio Flávio, ex-Santo André, nos 2 a 0 do AIK em cima do Djurgarden. Ainda em solo sueco, o Jonkoping bateu o Landskrona por 4 a 2 e o meia Marcel Sacramento deixou o seu.

antonioflavio-aik

Antônio Flávio com a camisa do AIK

Perto dali, o futebol dinamarquês contribuiu bastante, ou melhor, os brasucas contribuíram para o futebol local. Fora da capital, uma das crias das categorias de base do Atlético Mineiro, Ailton fez o gol da virada do Copenhagen sobre o Helsingor. Outros que se deram bem fora de casa foram HB Koge e Viborg, que contaram com tentos de Roberto Saraiva e Alex da Silva, respectivamente, para somarem três pontos. Mas o grande destaque do país ficou por conta do massacre de 9 a 0 do Randers FC sobre o Vejen, José Júnior fez o dele.

Os fiordes não estão mais na paisagem, mas não muito distante, na Holanda, Wellington, atacante que passou por Inter, São Caetano, Náutico e está emprestado pelo Hoffenheim, comemorou duas vezes nos 8 a 0 do Twente no pequeno Joure. Três dias mais tarde, a equipe voltou a vencer, e desta vez com gol do jovem Douglas, ex-Joinville. Outro que saiu para o abraço duas vezes foi Leonardo, com carreira no país, no duro 3 a 2 do NAC Breda em cima do Willem II. Caso comum de jogador que sai direto da base para a Europa, Everton deixou o Barueri rumo ao Heracles e botou seu nome no placar no êxito de 2 a 0 diante do NEC. Outro exemplo é o de Paulo Henrique, mas este até chegou a jogar no profissional, deixou o Galo para defender o Heerenveen e marcou o seu sobre o Sparta Rotterdam.

Os “brownies mágicos” ficaram para trás e a neutralidade da Suíça toma conta. Na quarta-feira, Marcos de Azevedo colaborou com o 2 a 2 entre Servette e Wohlen. Já no sábado, o meia voltou às redes, mas não evitou a derrota de seu time por 3 a 2 para o Locarno. Com a camisa do Lugano FC, Silvio Carlos, ex-Santos, fez dois dos sete gols da sua equipe sobre o Gossau. No país vizinho, a Áustria, o ex-pontepretano Fabiano também chegou ao gol duas vezes, ajudando a construir o 5 a 0 do Wacker Tirol sobre o Dornbirn.

carloseduardo-hoffenheim

Carlos Eduardo imita comemoração famosa de Totti

Antiga aliada austríaca, a Alemanha sempre proporciona seu momento por aqui. Pela Copa do país, jogada na quarta-feira, o recém-convocado Naldo, o ex-palmeirense Caio, e o naturalizado alemão Cacau, fizeram as alegrias das torcidas de Werder Bremen, Frankfurt e Stuttgart. Já no domingo, pela famosa Bundesliga, Raffael fez para o Hertha Berlim, mas Carlos Eduardo, além de outros quatro gols, deram os três pontos para o Hoffenheim.

Se Áustria e Alemanha foram aliadas em tempos de guerra, uma grande rival era a União Soviética, e nessa região, brasileiros brilharam nos últimos sete dias. Na atual Bielo-rússia, Jefferson fez o único na vitória do Dinamo Minsk em cima do Granit. Na Estônia, o meia Felipe Nunes anotou o seu, mas o Nomme Kalju foi derrotado pelo FC Levadia. Mas foi na Ucrânia que o sucesso foi absoluto. O Shakhtar atropelou o Obolon por 4 a 0 e, Jadson, William e Ilsinho balançaram as redes.

Outro país que sofreu desfragmentação foi a Iugoslávia. Um dos que conseguiram a independência foi a Eslovênia, e por lá, Marco Tavares, que jogou pelo Furacão, fez dois na vitória por 3 a 2 do Maribor contra o Nova Gorica. Ainda na região de grandes conturbações históricas, mas na Sérvia, Cléo, outro que defendeu o rubro-negro de Curitiba, marcou de pênalti para o Partizan Belgrado, no sábado.

Como o tema entrou para rivalidades políticas, Turquia e Chipre são os próximos destinos. Na pequena ilha, Roma, que atuou por CSA e Sport deixou o seu nos 2 a 0 do Doxa Katokopia sobre o Nisou. Já no continente, Rizespor e Altay ficaram no 1 a 1 pela segunda divisão. Nascimento Ribeiro abriu para os locais e Tiago Bezerra, ex-Gama, igualou. Na elite do país, o ex-corintiano Marcus Vinícius deu, no finalzinho, os três pontos para o Istanbul Buyuksehir em cima do Sivasspor, enquanto Júlio César tentou mas não conseguiu evitar a derrota do Gaziantepspor para o Ankaraguçu.

Antes de entrar na rota dos poderosos do Velho Continente, vale a pena passar na Grécia. Por lá, o zagueiro Douglão, que começou no Inter e estava no rebaixado Nantes, deu a vitória ao Kavala sobre o Iraklis. Já nos 4 a 0 do Ergotelis sobre o Panthrakikos, os veteranos Junior Silva e Beto, que fizeram carreira fora, tiveram grande importância.

lucio-internazionale

Lúcio com a camisa nerazzurri

Na “Terra da Bota”, o atacante Nenê marcou para o Cagliari, na quarta-feira, no êxito sobre o Bari. No mesmo dia, o capitão da Seleção Lúcio deixou o seu no 3 a 1 da Internazionale em cima do Napoli. Já no domingo, a Juventus tentou mais três pontos, mas Adaílton, ex-Juventude e Guarani, não deixou e a partida com o Bologna ficou no empate. Mas quem conseguiu vitória foi o Cagliari, que contou com tento de Jeda para passar pelo Parma.

Partindo da Península Itálica para a Ibérica, o ex-botafoguense Juca marcou duas vezes nos últimos sete dias. Garantiu os resultados positivos do Deportivo sobre Xerez e Villarreal. Na capital, Cléber Santana empatou para o Atlético de Madrid contra o Almería, enquanto Kaká fechou o placar vitorioso do Real Madrid diante do Villarreal, fora de casa. O camisa 8 merengue voltou às redes no sábado, quando sua equipe passou pelo Tenerife por 3 a 0. Outra equipe que está com a bola toda é o Sevilla, que marcou oito gols nas últimas duas partidas, diante de Athletic Bilbao e Rangers, contando com a colaboração de Renato, Adriano e Luís Fabiano.

Em Portugal, Adílson e Alan, vibraram com as torcidas do Feirense e do Sporting Braga, respectivamente. Em Lisboa, o zagueiro David Luiz e o meia Ramires participaram do placar de 5 a 0 do Benfica sobre o Leixões. Completando a rodada lusitana, Vitória Guimarães e União Leiria ficaram no 2 a 2, com gols de Roberto para os donos da casa e Carlão e Vinícius para os visitantes.

wendel-bordeaux

Wendel é destaque no Bordeaux

Para fechar o continente europeu, Wendel, ex-Santos e Cruzeiro, foi para a galera no 1 a 0 do Bordeaux em cima do Rennes e garantiu a liderança de seu time na Ligue 1. Já na Premiership, o Hull tomou de 6 a 1 do Liverpool, mas Geovanni foi o responsável pelo gol de honra. O time do ex-cruzeirense também foi batido na quarta-feira, e o atacanteajudou a deixar o placar em 4 a 0 para o Everton.

Um lugar infestado de brasileiros jogando bola que foi um pouco esquecido nas últimas semanas foi a Ásia, mas desta vez receberá a devida atenção. Pela Liga dos Campeões do continente, Magno Alves marcou dois para o Umm Salal sobre o FC Seoul, enquanto Juninho, ex-Palmeiras, garantiu a vitória do Kawasaki Frontale sobre o Nagoya Grampus.

O país do Oriente Médio que concentra mais tupiniquins são os Emirados Árabes Unidos, e foi por lá que o ex-flamenguista Émerson ganhou grande destaque logo em seus primeiros dias na terra dos petrodólares. Em sua estreia, marcou dois e ajudou o Al Ain a sagrar-se campeão da Copa dos Emirados. Na segunda partida, diante do Al Nasr, fez outro. Quem também conseguiu balançar as redes duas vezes foi Fernando Baiano, nos 3 a 1 do Al Wahda sobre o Ahli. Pinga, ex-Torino e Internacional, completou a vitória dos visitantes.

emerson-valdivia-alain

Emerson comemora com Valdivia na estreia pelo Al Ain

Ainda no maior pólo verde-amarelo em terras desérticas, Marcelinho fez para o Sharjah no duelo com o Emirate, enquanto o artilheiro Pedrão, ex-Barueri, fez para o Al Shabab contra o Jazira. Em ambas as partidas, os gols não evitaram as derrotas.

No Bahrein, a antiga promessa Rico, ex-São Paulo e Grêmio, deixou sua marca na vitória do Al Muharraq. Já no Qatar, o desconhecido Leandro da Silva fez para o Al Sadd no empate de 1 a 1 com o Al Kharitiyat.

Para terminar de vez a viagem pelo globo em busca de talentos brasucas perdidos, a terra do sol nascente. Na quarta-feira, Marcelo Soares e Roberto ajudaram os visitantes Vegalta Sendai e Sagan Tosu, saírem de campo com um empate e uma vitória, respectivamente.

No final de semana, o habilidoso Michael, ex-Guaratinguetá e Coritiba, tentou, mas não evitou a derrota do JEF United para o Yamagata. Mesma situação de Marquinhos, na surpreendente goleada de 4 a 1 sofrida pelo Kashima Antlers para o Nagoya Grampus. Outro grande time japonês derrotado em casa foi o Urawa Red Diamonds, que contou com gol de Edmílson, antiga dupla de Vágner Love no Palmeiras, no fracasso diante do Yokohama Marinos.

A cada semana que passa, o número de gols cresce, e fica mais provado que, tratando-se de futebol, brasileiro faz sucesso em qualquer canto.

Read Full Post »