Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Arsenal’

brasucas-ao-extremo3Com o início das competições européias, a tendência no número de gols brasucas ao longo da semana é aumentar, e foi examente isto que aconteceu. Pelo segundo dia da Liga dos Campeões da Europa, o ex-cruzeirense Gérson Magrão fez o segundo do Dínamo Kiev na vitória por 3 a 1 sobre o Rubin Kazan. Pelo Grupo H, o Arsenal passou sufoco, mas conseguiu uma bela virada sobre o Standard Liège graças ao croata-brasileiro Eduardo da Silva. Mas quem realmente dependeu de nossos jogadores para somar seus primeiros três pontos foi o Sevilla, que bateu o desconhecido Unirea com gols de Renato e, sempre ele, Luís Fabiano.

renato-sevilla

Renato vibra contra o Unirea

Como se não bastasse a Champions League, a nova Liga Europa começou no meio da semana passada e o que não faltaram foram comemorações verde-amarelas. Pelo Grupo J, os dois jogos contaram com isso. No primeiro, o ex-corintiano Willian colaborou com a goleada de 4 a 1 do Shakhtar sobre o Club Brugge. Já no segundo, Cléo, ex-Atlético Paranaense fez um, mas não foi capaz de evitar a derrota do Partizan Belgrado para o Tolouse.

Em partidas que envolveram clubes portugueses, não há nem dúvida de que os tupiniquins foram responsáveis por alterações nos placares. Na derrota do Nacional da Ilha de Madeira por 3 a 2 para o Werder Bremen, o zagueiro Felipe Aliste, ex-Guarani, anotou o seu. Já a partida entre Heerenveen e Sporting terminou em 3 a 2 para os lusos, e quem será que foi o autor dos gols? Sim, Liédson três vezes, na Holanda.

Outra equipe que conseguiu vitória fora de casa foi o Galatasaray, que viajou a Grécia e voltou para casa com um 3 a 1 diante do Panathinaikos. O meia Elano, recém-chegado do Manchester City, foi quem abriu o placar.

nilmar-villarreal

Nilmar não jogou bem mas decidiu

O restante dos gols foram anotados por jogadores de ataque. Na Bulgária, Michel, que veio do Chernomorets, fez o empate do CSKA Sofia diante do Fulham. Perto dalí, em Praga, o garoto Jonathan Reis, cria das categorias de base do Atlético Mineiro, fez os dois do PSV Eindhoven no 2 a 2 com o Sparta local. Diferente dos últimos dois citados, os brasileiros que completaram a rodada da Liga Europa são conhecidos por todos por aqui. Nilmar fez o único do Villarreal no êxito sobre o Levski, enquantoaproveitou o 4 a 0 do Everton sobre o AEK para marcar.

Depois de explorar as competições continentais, já é hora de seguir para as ligas e copas nacionais pela Europa. A primeira parada será a região escandinava, onde muitos desconhecidos da maioria do público se destacam. Um exemplo disso é o jovem Wanderson, que saiu do River do Piauí para a Suécia e fez um hat-trick na última quinta-feira, quando o GAIS goleou o Gefle por 4 a 0. No mesmo país, o meia Marcel Sacramento fez só um, e não foi suficiente para o Jonkopings, que perdeu por 5 a 3 para o Ljungskile.

A Suécia ficou para trás, mas o frio veio junto. Na Rússia, o zagueiro Leandro, que tem maior parte da carreira no leste europeu, fez o dois do Spartak Nalchik na vitória sobre o Khimki. Se Khimki, Spartak Nalchik e seu Leandro são praticamente nulos para a maioria, os próximos deixam saudades para torcedores de Internacional e Cruzeiro. O meia Alex fez de pênalti para o Spartak de Moscou contra o Saturn, naquele famoso lance que o torcedor invadiu o gramado para cobrar a penalidade. Já o duelo entre CSKA e Dinamo Moscou contou Guilherme comemorando.

Antes de chegar às grandes potências do Velho Continente, passaremos por Holanda, Bélgica, Grécia e Turquia. Na terra de Van Gogh, Claudemir contribuiu com o placar de 5 a 2 do Vitesse sobre o Top Oss. No país vizinho, o zagueiro Felipe, ex-Coritiba, balançou as redes pelo Standard Liège, enquanto Alex da Silva fez para o Sint-Truiden na derrota para o Racing Genk. Indo em direção ao sul, o futebol turco obriga uma parada. Mais uma vez por aqui, o ex-palmeirense Kahê fez o seu na vitória do Gençlerbirligi sobre o Ankaraguçu. Agora, no duelo entre os trava-línguas Eskisehirspor e Gaziantepspor, os defensores Ivan, ex-Furacão, e Julio César, ex-Real Madrid, Milan, Benfica e Olympiakos, deixaram o deles para os visitantes. Já na capital, Vederson fez o 1 a 0 do Fenerbahçe sobre o Istanbul Buyuksehir. Para completar o roteiro citado, Diogo, ex-Portuguesa, ajudou o Olympiakos a vencer o PAOK por 2 a 1, fora de casa.

nene-monaco

Nenê está bem com a camisa do Monaco

A Inglaterra é um país que não conta com muitos brasucas, mas dois deles vão aparecer por aqui. E o primeiro ainda será pela segunda vez neste texto. Eduardo da Silva deixou o seu nos 4 a 0 do Arsenal sobre o Wigan. O outro é Anderson Silva, que jogou no Uruguai e no Everton antes de balançar as redes com a camisa do Barnsley no 3 a 2 sobre o Burnley, pela Copa da Liga Inglesa. Ao fazer a travessia do Canal da Mancha, Nenê foi o único representante do nosso país na França, fazendo de pênalti na vitória do Monaco sobre o Nice.

zeroberto-x-frankfurt

Zé Roberto é o principal jogador do Hamburgo

Na Alemanha, um jogador que poderia resolver a difícil situação do Botafogo nesse ano fez sua torcida vibrar no sábado. Maicosuel anotou um nos 4 a 2 do Hoffenheim sobre o Borussia Monchengladbach. No dia seguinte, o veterano Zé Roberto deu o empate ao Hamburgo na partida com o Frankfurt. Depois dos jogos pela Bundesliga, o veterano Everson, que já defendeu clubes como Servette e Benfica, marcou dois dos quatro do Koblenz sobre o Energie Cottbus, pela copa do país.

Saindo da terra de Hitler e indo para a de Mussolini, o atacante Barreto foi emprestado pela Udinese ao Bari e deixou o seu nos 4 a 1 sobre a Atalanta. Um que fez, mas não conseguiu levar os três pontos para seu time foi Jeda, nos 2 a 1 da Internazionale sobre o Cagliari. Na Serie B, o zagueirão Fabiano fechou o placar de 3 a 1 do Lecce contra a Triestina.

danielalves-barcelona

Daniel Alves após mais uma falta perfeita

Agora partimos em direção à península Ibérica, onde o lateral Thiago Carleto, ex-Santos, inaugurou o placar para o Elche. Porém, Igor converteu penalidade e garantiu a virada do Levante pela segunda divisão espanhola. Na elite, Daniel Alves cobrou falta com perfeição nos 5 a 2 do Barcelona sobre o Atlético de Madrid. No dia seguinte, o zagueiro Michel, que surgiu na base do Flamengo, foi o único a comemorar na vitória do Almería em cima do Getafe.

Como sempre, Portugal é o ponto final da viagem pela Europa. No sábado, William abriu o marcador para o Paços Ferreira, mas Adriano, ex-Coxa, garantiu o empate do Rio Ave. Já o veterano Alan, que iniciou carreira no Ipatinga, conseguiu quebrar o Porto e garantir o 1 a 0 do Braga. No domingo, foi a vez de Edgar dar três pontos para seu time, fazendo os dois do Nacional sobre o Marítimo.

Antes de cruzar o Atlântico rumo à América do Sul, o Oriente Médio não pode ser esquecido, uma vez que lá três compatriotas tiveram felicidade na última quinta-feira. No Qatar, Leandro Silva fez o terceiro do Al Sadd contra o Al Ahli, enquanto Magno Alves e Davi José Silva foram responsáveis pelos dois tentos do Umm Salal na derrota por 3 a 2 para o Al Wakra.

Apesar de ficar mais perto de nós, os jogadores que atuam em ligas menos populares da América acabam passando sem serem percebidos, mas não aqui. Na Bolívia, Charles da Silva fechou a goleada do Bolívar sobre o Blooming. Ainda na capital de Evo Morales, Régis de Souza fez o único do La Paz no fracasso diante do Real Mamoré.

No Equador, o Espoli venceu o El Nacional por 3 a 2, e Marquinho foi quem abriu o placar para os donos da casa. Mas quem realmente conseguiu ser o destaque dos últimos sete dias ficou por último nessa lista. Andrézinho, do River Plate uruguaio, foi responsável pelo empate da sua equipe com o Danúbio, e, nesta terça, deixou o seu nos surpreendentes 4 a 1 em cima do Vitória da Bahia, em partida válida pela Copa Sulamericana.

Realmente tem muitos brasileiros ganhando a vida com o futebol pelo mundo afora, e o número de redes estufadas por eles é apenas uma amostra disso. Até a próxima quarta, com mais uma provável enxurrada verde-amarela.

Anúncios

Read Full Post »

Os grupos da Liga dos Campeões foram sorteados nesta tarde de quinta-feira, na bela Mônaco.

No grupo A, o cabeça-de-chave Bayern de Munique terá a companhia da Juventus, além do campeão francês Bordeaux e do israelense Maccabi Haifa. A Vecchia Signora tem todas as possibilidades de classificar-se em primeiro, seguida pelo Bayern que parece mais sério agora sob o comando de Loius Van Gaal.

Leonardo

Leonardo terá que quebrar a cabeça para classificar o Milan

Em seguida vem o grupo do tricampeão inglês. CSKA Moscou, Besiktas e o campeão alemão Wolfsburg jogarão com o Manchester United na primeira fase. Sir Alex Ferguson não deve ter dificuldades para classificar sua equipe, e a segunda vaga terá uma boa briga entre o time de Grafite e o de Zico.

A expectativa antes do sorteio era em qual grupo o Real Madrid cairia. Pelas más atuações nas ultimas Champions Leagues os madrilenos foram rebaixados ao segundo pote. O afortunado acabou sendo o Milan, do grupo C. Dessa forma, logo nos primeiros jogos pela competição européia, Kaká reencontrará seu ex-time, no qual obteve grande sucesso. O camisa 8, inclusive, tem todas as condições de bater a equipe de Leonardo nos dois duelos, pois esta, comandada pelo decadente Ronaldinho, promete uma temporada ruim. Os outros dois integrantes do grupo são Olympique de Marselha do novo contratado Lucho Gonzáles, e o coitado campeão suíço, o Zurique.

Carlo Ancelotti

Apostando na experiência de Carlo Ancelotti, o Chelsea não deve ter muitas dificuldades para passar de fase

O grupo D também promete uma grande disputa pela segunda vaga. A primeira deve ser do Chelsea, sob o comando do bicampeão da Liga, Carlo Ancelloti. Pela segunda, Porto e Atlético de Madrid farão bons duelos. O APOEL, do Chipre, deve fazer apenas figuração.

O Liverpool não terá vida fácil para classificar-se. Enfrenta o sempre chato Lyon e a Fiorentina, entretanto, Rafa Benitez deve conseguir a primeira colocação do grupo E. O Debrecen, primeiro time húngaro na fase de grupos desde a temporada 95/96, é o coitado da vez.

 

Barcelona e Inter de Milão prometem os melhores jogos dessa etapa da competição. Ambos foram sorteados no grupo F e devem classificar-se com muita facilidade. Esse duelo também terá reencontros. Eto’o joga contra sua ex-equipe, assim como Ibrahimovic, tetracampeão pelo time de Milão, agora no lado catalão. Rubin Kazan e Dínamo de Kiev brigam para chegar à Liga Europa.

Eto

Eto'o e Ibrahimovic trocaram de time, e agora enfrentam suas ex-equipes já na fase de grupo

O Grupo G é o mais equilibrado, porém por baixo. O Sevilla, recém-elevado ao primeiro pote do sorteio, recebeu a companhia de Rangers, Stuttgart e do romeno Urinea. Briga boa entre os três primeiros pelas duas vagas.

Quem se deve classificar facilmente é o Arsenal. De mais complicado em seu grupo H apenas o AZ Alkmaar, campeão holandês. Os outros dois são o Olympiakos e o Standard Liége.

Messi

Lionel Messi, artilheiro, melhor atacante e jogador da Liga dos Campeões 2008/09

O que também agitou a festa em Mônaco foi a premiação aos melhores jogadores da Liga dos Campeões passada.

Van der Sar, do vice-campeão Manchester United foi escolhido o melhor goleiro. John Terry, o melhor zagueiro. A nomeação do capitão do Chelsea é curiosa, pois os blues não chegaram nem à final. Os outros três prêmios ficaram com atletas do campeão Barcelona: Xavi foi o melhor meio-campista e Lionel Messi o melhor atacante e melhor jogador da Champions League 2008/09.

Confira os grupos e os premiados:

Grupo A: Bayern de Munique (ALE), Juventus (ITA), Bordeaux (FRA) e Maccabi Haifa (ISR)

Grupo B: Manchester United (ING), CSKA Moscou (RUS), Besiktas (TUR) e Wolfsburg (ALE)

Grupo C: Milan (ITA), Real Madrid (ESP), Olympique de Marselha (FRA) e Zurique (SUI)

Grupo D: Chelsea (ING), Porto (POR), Atlético de Madrid (ESP) e APOEL Nircosia (CHI)

Grupo E: Liverpool (ING), Lyon (FRA), Fiorentina (ITA) e Debrecen (HUN)

Grupo F: Barcelona (ESP), Inter de Milão (ITA), Dinamo de Kiev (UCR) e Rubin Kazan (RUS)

Grupo G: Sevilla (ESP), Rangers (ESC), Stuttgart (ALE) e Unirea (ROM)

Grupo H: Arsenal (ING), AZ Alkmaar (HOL), Olympiacos (GRE) e Standard de Liége (BEL)

Premiados:

Melhor goleiro: Van der Sar (Manchester United)

Melhor zagueiro: John Terry (Chelsea)

Melhor meio-campista: Xavi (Barcelona)

Melhor atacante: Messi (Barcelona)

Melhor jogador: Messi (Barcelona)

Read Full Post »

Foi um show no Goodison Park. Evidente que não para a platéia, pois o Arsenal massacrou o Everton, fora de casa, por 6×1. Denilson, o estreante Vermaelen, Gallas, Fabregas (2) e Eduardo Da Silva fizeram os gols. Saha descontou para os anfitriões.

Fabregas

Fabregas, autor de dois gols e duas assistências no jogo de hoje, e Van Persie

Com Bendtner infernal pela direita do meio-campo e Fabregas em estado de graça, a bagunçada e fraca defesa do time adversario não foi párea, nem pelo alto, nem pelo chão. Vermaelen e Gallas fizeram seus gols, ambos de cabeça e sem serem incomodados. Como também ninguém quis interferir na pintura que Cesc fez aos 24 do segundo tempo, pegando a bola no circulo central e conduzindo até a entrada da área, de onde acertou um belo chute no canto. Após o gol, o espanhol homenageou seu compatriota Jarque, que faleceu devido a um ataque cardíaco.

A estréia do time de Arsene Wenger não poderia ter sido melhor. Se manter esse futebol até o final do campeonato, cala minhas mãos e disputa o título. O problema é que nem sempre os gunners enfrentarão uma defesa tão frágil como a de hoje e times jovens tendem a oscilar muito.

Por que o Arsenal venceu?

Bendtner e Fabregas fizeram partidas espetaculares. O segundo, inclusive, fez dois gols e deu duas assistências. Além disso, a zaga do Everton foi uma verdadeira bagunça. Tanto pelo alto, quanto por baixo, nenhum dos defensores pareciam querer incomodar os atacantes do time londrino.

Read Full Post »

O mais rico campeonato nacional começa amanhã. Às 8h45 do sábado, horário de Brasília, em Londres, o Chelsea recebe o Hull City, dando o pontapé inicial na 18ª edição da Premier League.

O blues londrinos que, após o bi campeonato em 2003/04 e 2004/05, tiveram que ver Sir Alex Ferguson levar o rival Manchester United ao tri, começam a competição com grandes chances de quebrar a hegemonia dos Red Devils.

5204470

O Chelsea aposta na experiência de Carlo Ancelloti para conquistar seu quarto Campeonato Inglês

Apesar das especulações, Roman Abramovic ainda não abriu os cofres. Trouxe de volta Shevchenko, que espera recuperar o bom futebol, sob o comando de Carlo Ancelloti, seu ex-treinador no Milan. Além dele, apenas o médio-ala esquerdo Yuri Zhirkov foi contratado.

O grande trunfo do Chelsea é ter mantido seu elenco, um pouco envelhecido, é verdade, mas com muito entrosamento. E será dirigido por um técnico que, apesar de muito discutido, é sem dúvida vencedor. O campeonato italiano e o bi da Liga dos Campeões fazem parte da sua prateleira.

Entretanto, o principal candidato ao título reside um pouco mais ao norte. Não, não chegamos a Manchester ainda. Estamos, neste momento, na terra dos Beatles. De cofres cheios e principais jogadores ainda no plantel, o time de Rafa Benitez pinta como maior favorito ao seu primeiro caneco desde 1990.

Steven Gerrard

O capitão Steven Gerrad tenta levar o Liverpool ao primeiro título do Campeonato Inglês em 19 anos

E o torcedor dos Reds nunca quiseram tanto esse título. No começo dos anos 90, o Liverpool, com 18 conquistas, tinha larga vantagem para seus concorrentes. Atrás dele, com metade, estavam empatados Arsenal e Everton, seu maior rival.

O Manchester United tinha apenas 7, até contratar um escocês que fazia sucesso no Aberdeen. Sir Alex Ferguson demorou alguns anos para se acertar nos Red Devils mas, a partir do momento em que venceu seu primeiro Campeonato Inglês, em 1992/93, não parou. Conquistou mais 10 Premier Leagues e fez seu time empatar com o Liverpool em número de conquistas.

Para tentar desempatar a disputa, a diretoria do time não se mexeu muito. Alberto Aquilani chega da Roma para substituir Xabi Alonso, negociado com o Real Madrid. Além do meia italiano, apenas o lateral-direito do Porstmouth e da seleção inglesa, Glen Johnson, foi contratado.

Essas dois jogadores juntam-se ao atacante Fernando Torres e ao meia Steven Gerrard para tentar devolver a hegemonia aos Reds. O camisa 8, inclusive, é meu candidato a melhor jogador do campeonato. E o Liverpool, a campeão inglês.

Já o atual tricampeão dificilmente se sagrará tetra, e por um simples motivo: perdeu seu diferencial. O time continua bem montado, com ótimos jogadores como Carrick, Rooney, Nani, Ferdinand e Evra, mas não tem mais o jogador que pode decidir uma partida em um lance. Em resumo, vendeu Cristiano Ronaldo.

E para o lugar dele, tenho certeza, o torcedor esperava mais. Antonio Valencia, médio-ala equatoriano foi contratado junto ao Wigan. Não preciso nem dizer que ele não está a altura de substituir o atual melhor jogador do mundo.

Alex Ferguson

Sem Cristiano Ronaldo e com um elenco cansado, Sir Alex Ferguson precisará quebrar muito a cabeça pra motivar seus jogadores a mais uma conquista

Outro que saiu foi Tévez, reposto pelo peculiar Michael Owen. Usei esse adjetivo para descrevê-lo, pois não achei outro melhor. O príncipe inglês tem muita qualidade, sem dúvida, mas poucas vezes fiquei sabendo de um jogador com preparo físico pior. Talvez jogando agora em um gigante como o Manchester, a pressão sobre ele diminua e ele possa recuperar-se melhor das lesões que por ventura sofra. No Newcastle, todos sempre esperavam sua volta ansiosamente para salvar o clube, o que muitas vezes implicava no retorno prematuro de Owen.

O elenco cansado de Sir Alex Ferguson, que nos últimos anos foi tricampeão inglês, campeão mundial e campeão europeu, além de vencer Copas da Liga Inglesa e Copas da Inglaterra, não me passa a imagem de que possa fazer outra temporada brilhante.

Um duelo interessante a ser observado no Campeonato que começa amanhã, é entre Arsenal e Manchester City pela quarta vaga na Liga dos Campeões. Enquanto o primo não mais tão pobre da cidade industrial fez ótimas contratações, os londrinos perderam diversos jogadores importantes e apenas o belga Thomas Vermaelen foi contratado.

E as perdas foram justamente para o seu principal adversário por um lugarzinho na principal competição de clubes do mundo. Os Blues do norte contrataram o zagueiro Kolo Toure e o atacante togolês Emmanuel Adebayor, junto ao Arsenal.

Além deles, o dinheiro árabe do Manchester City também foi suficiente para atrair Carlos Téves, Roque Santa Cruz e o capitão do Aston Villa e meio-campo da seleção inglesa, Gareth Barry. A única saída relevante foi o brasileiro Elano, que não vinha sendo titular.

Os novos contratados de Mark Hughes juntam-se a um elenco com bons jogadores, como Micah Richards, Richar Dunne, Stephen Ireland, Shawn Wrigth-Philips e Robinho. O Manchester City finalmente percebeu que antes de contratar as principais estrelas do futebol mundial, precisa montar um grande time. Os The Citizens darão muito trabalho nesse campeonato.

Robinho Arsene Wenger

Enquanto Robinho recebeu grandes companheiros para levar o Man City à Liga dos Campeões, Arsene Wenger precisará de muita inteligência para montar seu jovem time com condições de brigar pelo quarto lugar

Palpites:

Título: Liverpool

Liga dos Campeões: Chelsea, Manchester United e Manchester City

Artilheiro do campeonato: Fernando Torres

Melhor jogador: Steven Gerrard

Contagem de títulos:

Manchester United e Liverpool – 18

Arsenal – 13

Everton – 9

Aston Villa – 7

Sunderland – 6

Newcastle e Sheffield Wednesday – 4

Leeds United, Worverhampton, Huddersfield, Blackburn e Chelsea – 3

Preston North End, Tottenham, Manchester City, Burnley, Derby e Portsmouth – 2

Ipswich, Sheffield United, West Bromwich e Notthingham Forest – 1

As partidas da 1ª rodada:

(Sab) 8h45 – Chelsea x Hull City, em Stamford Bridge, Londres

(Sab) 11h00 – Aston Villa x Wigan, em Villa Park, Birmingham

(Sab) 11h00 – Blackburn x Manchester City, em Ewood Park, Blackburn

(Sab) 11h00 – Bolton x Sunderland, em Reebook Stadium, Bolton

(Sab) 11h00 – Portsmouth x Fulham, em Fratton Park, Portsmouth

(Sab) 11h00 – Stoke City x Burnley, em Brittania Stadium, Stoke-on-trent

(Sab) 11h00 – Wolverhampton x West ham, em Molineux, Wolverhampton

(Sab) 13h30 – Everton x Arsenal, em Goodison Park, Liverpool

(Dom) 09h30 – Manchester United x Birmingham, em Old Trafford, Manchester

(Dom) 12h00 – Tottenham x Liverpool, em White Hart Lane, em Londres

Read Full Post »