Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Borges’

São Paulo

O tricolor enfrenta, hoje, às 18h30, no Morumbi, o Avaí de Silas, ex-craque são paulino. Para essa partida, Ricardo Gomes terá três desfalques: André Dias e Richarlyson estão suspensos e serão substituídos por Renato Silva e Arouca, respectivamente. Hernanes continua machucado e não joga, o que implicará o recuo de Jorge Wagner à posição de segundo volante, abrindo espaço para Marlos. No ataque, Borges ganhou a vaga de Washington e será titular. Além disso, duas notícias movimentaram a semana do clube. A primeira é a parceria firmada com a organização do GP Brasil de F1 para arrendar uma das arquibancadas do circuito de Interlagos. A segunda, é a declaração do secretário-geral da FIFA, Jerome Valcker, na qual ele afirma que o Morumbi não teria condições de sediar a abertuda da Copa do Mundo de 2014. A diretoria tricolor rebateu afirmando que Valcke não leu o segundo relatório enviado a ele e, inclusive, convidou- a vir conhecer o estádio do Morumbi.

Santos

Na Vila Belmiro o principal acontecimento da semana foi a apresentação da atacante Marta para a disputa da Libertadores feminina. Ela jogará ao lado de outras atletas da seleção brasileira como Cristiane e Érika. Além disso, o zagueiro Domingos foi afastado por Luxemburgo e posto na lista de transferências do clube por ter quebrado a perna do quarto goleiro santista, Rafael, em uma disputa de bola no treinamento. Para o técnico, “Domingos é uma grande pessoa , mas profissionalmente acaba se tornando perigoso”. A lesão de Rafael obrigou Luxemburgo a finalmente acertar o contrato de Sérgio, ex-goleiro do Palmeiras. Ainda falando em guarda-redes, Fabio Costa treinou com bola e talvez não tenha que operar o pé, o que adiaria seu retorno aos campos.

Santo André

No Ramalhão, o velho novo técnico Sérgio Soares sofre com os desfalques para escalar sua equipe na partida de amanhã contra o Santos. Vanderlei, Nunes, Cesinha e Cris cumprem suspensão e não poderão jogar. Com a impossibilidade de escalar seus zagueiros, o treinador deve promover a volta prematura de Marcelo, que operou o joelho a apenas 14 dias. Outra notícia que agitou o Bruno José Daniel foi o retorno do atacante Leandrinho, de 26 anos, ao clube. Ele assinou contrato até o fim de 2011.

Goiás

A principal notícia no Goiás durante a semana foi a liberação de Fernandão pelo STJD. Pela expulsão contra o Internacional, a expectativa era que o atacante pudesse pegar uma pena mais pesada. Foi punido com apenas um jogo, já cumprido. Dentro de campo, o técnico Hélio dos Anjos esboça algumas mudanças, principalmente na defesa. Léo Lima, meia mais ofensivo, pode perder sua posição para Everton, que formaria dupla de volantes marcadores com Ramalho.

Anúncios

Read Full Post »

atletico-pr e sao pauloO primeiro tempo de jogo em Curitiba foi muito fraco. O São Paulo, em busca da primeira vitória na Arena da Baixada não conseguia tocar a bola com a mesma qualidade dos últimos jogos. E isso passou muito pela ausência de Hernanes, substituído por Arouca, que não fez boa partida.

As jogadas eram invariavelmente paradas por faltas, e era nas cobranças que os lances mais agudos aconteciam, embora nenhuma chance clara de gol tenha sido criada para nenhum dos dois lados, até porque nem Jorge Wagner e nem Paulo Baier estavam com os pés afiados.

Com a bola rolando, o ex-jogador de Palmeiras, Sport e Goiás era o mais perigoso. Seus lançamentos, aproveitando a velocidade de Marcinho e Wallyson, eram a principal jogada do furacão. Do outro lado, Dagoberto, talvez incentivado pelas vaias da torcida adversária, buscava sempre o jogo, mas não conseguia produzir muita coisa.

O segundo tempo voltou mais aberto, com o time da casa pressionando o tricolor paulista e levando muito perigo a Rogério Ceni. Ricardo Gomes não conseguia fazer seu time trocar passes consecutivos, o que tornava Washington uma peça nula em campo. O técnico tirou o camisa 9 e pôs Borges, que também não foi muito melhor.

No final da partida, Paulo Baier puxou contra-ataque pelo meio, abriu a jogada na direita para Gabriel, que cruzou a bola na área para o camisa 10 rubro-negro decretar o fim da série invicta do São Paulo.

Por que o Atlético-PR venceu?

O São Paulo não conseguiu trocar passes com qualidade e, dessa forma, a bola pouco chegava à Washington. A ausência de Hernanes foi sentida, pois Arouca não o substituiu a altura. Do outro lado, Paulo Baier fez excelente partida e comandou a quinta vitória em seis partidas do furacão sob o comando de Antonio Lopes.

O que esse resultado muda na classificação?

O tricolor vê o Palmeiras abrir 4 pontos de vantagem na liderança, e pode acordar na segunda-feira na terceira colocação caso o Goiás vença o Santos. Já o Furacão, em clara ascensão, respira e já abre, no mínimo, 5 pontos para a zona de rebaixamento.

Atlético-PR 1 x 0 São Paulo

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)

Público: 22.999

Atlético-PR: Galatto; Manoel, Fransérgio e Chico; Wesley, Rafael Miranda (Bruno Costa), Valência, Paulo Baier e Márcio Azevedo; Marcinho (Alex Mineiro) e Wallyson (Gabriel). Técnico: Antonio Lopes

São Paulo: Rogério Ceni, Andre Dias, Miranda e Renato Silva; Jean Richarlyson, Arouca, Jorge Wagner e Júnior Cesar; Washington (Borges) e Dagoberto (Hugo). Técnico: Ricardo Gomes

Cartões amarelos: Paulo Baier, Chico e Valência (CAP); André Dias, Miranda, Borges e Dagoberto (SPO)

Gols: Paulo Baier, aos 41 do segundo tempo

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique, auxiliado por Ediney Guerreiro Mascarenhas e Marco Aurélio dos Santos Pessanha, todos do RJ

Read Full Post »

spxgoiO começo do campeonato, mais uma vez, dava indícios de que o São Paulo estava morto. Os adversários não acreditavam na reação nem mesmo depois das quatro vitórias seguidas. A inexperiência de Ricardo Gomes era motivo de chacota. Mas ao que tudo indica a torcida do Tricolor Paulista pode estar certa em gritar que “o campeão voltou”.

Ao receber o surpreendente Goiás o time de São Paulo teria o maior de seus testes nessa ótima sequência de vitórias. O embalado Esmeraldino começou a rodada como vice-líder e poderia, em caso de vitória, igualar o Palmeiras, que só joga na quarta-feira, em número de pontos. Poderia se não tivesse enfrentado o também embalado Tricolor.

A equipe visitante começou o jogo com respeito e viu sua tática defensiva dar certo em praticamente todo o primeiro tempo. Quase porque havia um Washington lá. O gol do Coração Valente aos 46 minutos da primeira etapa fez ruir o esquema armado por Hélio dos Anjos. Fez o São Paulo crescer. O segundo tempo mostrou que o time da casa também sabia, e como, se defender. Mostrou que Miranda voltou a ser Miranda, Hernanes voltou a ser Hernanes. E mais um gol saiu, desta vez com Jorge Wagner. Com a vantagem e pouco menos de cinco minutos para o apito final, o Goiás ainda respirou com Bruno Meneghel. Mas Borges, no último minuto da partida, fez questão de mostrar que também voltou a ser aquele Borges. E o campeão, voltou?

São Paulo 3 x 1 Goiás

Por que o São Paulo ganhou?

O Tricolor fez ruir o esquema defensivo do Goiás quando abriu o placar e obrigou o adversário a atacar. A defesa, ponto forte quando a equipe era treinada por Muricy Ramalho, voltou a funcionar e foi o ponto alto do time, que ainda viu mais uma boa partida do ótimo Hernanes que, finalmente, parece estar com a cabeça no lugar.

O que o jogo mudou no campeonato?

Bastante coisa. O São Paulo chega perto do líder – está a cinco pontos do Palmeiras – e faz sua presença incomodar. Com o Tricolor entre os líderes, a partida entre Atlético Mineiro e Palmeiras, quarta no Mineirão, toma tons dramáticos. Ambos precisam da vitória, pois sabem que se o hexacampeão chegar, o bicho pode pegar.

Read Full Post »

Diante de mais de 50 mil torcedores, que pagaram ingresso com 1 kg de alimento não parecível, o São Paulo fez 3 a 0 no Cruzeiro e mostrou que não está morto e que pode se classificar na Taça Libertadores, quarta feira, dia 17, quando enfrenta o… Cruzeiro, de novo.

A partida de hoje, apesar de contar com os mesmos times que estão se enfrentando pela Libertadores, não foi nem um pouco parecida com a da última quarta feira, quando o São Paulo foi massacrado no Mineirão.borges-sp-cruzeiro

O time são paulino tomou conta do jogo deste domingo e criou uma confiança que pode ser muito importante para o confronto decisivo na competição sul americana. Apesar de ter poupado Hernanes no início, o São Paulo começou bem a partida, tanto que abriu o placar logo aos 12 minutos, com Washington. Em uma jogada bisonha, os zagueiros do time celeste bateram cabeça e o centro avante Tricolor cabeceou fraco, mas Fábio não alcançou.

Quem estava no lugar de Hernanes era o estreante Marlos, ex-Coritiba. O meia fez uma partida excelente, fazendo belas jogadas. Aos 32 minutos, ele deu um belíssimo passe para Zé Luís cruzar e Borges, aquele mesmo que estava reclamando da reserva, bater firme e marcar o segundo do Tricolor.

O Cruzeiro parecia se poupar em campo e não forçava muito, mas chegou bem algumas vezes e, sempre que chegou, esbarrou em Dênis, o jovem goleiro são paulino, que fez ótimas defesas, evitando diversos gols do time adversário.

No segundo tempo, o jogo continuou pendendo para o lado do Tricolor. Dagoberto, que iniciou a partida no banco, recebeu uma bola em profundidade aos 32 minutos e bateu forte na entrada da área para marcar o terceiro do São Paulo. Pela primeira vez, Borges, Dagoberto e Washington, os três principais atacantes do São Paulo, marcaram em uma mesma partida, mostrando que tudo estava dando certo mesmo.

Agora, resta aos torcedores tricolores torcerem para que o espírito da equipe seja o mesmo no dia 17 e que o resultado seja o mesmo também. Porém, só 1 a 0 já basta.

O Tricolor chegou à sua primeira vitória no Brasileirão e está na 8ª colocação, já o Cruzeiro, que perdeu seu segundo jogo, tem um ponto a mais e é o 7º.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 3 X 0 CRUZEIRO

Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 31/05/2009 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman – PR(FIFA)
Auxiliares: Márcia Bezerra Lopes Caetano/RO(FIFA) e Gilson Bento Coutinho/PR
Cartões Amarelos: Miranda E Zé Luís (SAO); Wellington Paulista, Henrique e Ramires (CRU).

GOLS: Washington, aos 11’/1oT (1-0); Borges, aos 32’/1oT (2-0) e Dagoberto, aos 33’/2oT (3-0).

SÃO PAULO: Dênis; Renato Silva, André Dias e Miranda; Zé Luís, Jean, Eduardo Costa, Marlos (Hernanes, aos 33’/2ºT) e Júnior César; Borges e Washington (Dagoberto, aos 26’/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

CRUZEIRO: Fábio; Jonathan, Léo Fortunato, Thiago Heleno e Gérson Magrão (Athirson, no intervalo) (Eli Carlos, aos 28’/2ºT) ; Fabrício, Henrique, Marquinhos Paraná e Ramires; Wellington Paulista (Zé Carlos, aos 20’/2ºT), e Kléber. Técnico: Adílson Batista

Read Full Post »