Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Brasileirão’

O objetivo é dar emoção para todos os jogos disputados, da primeira à última rodada. Ok. Outro objetivo é premiar o time mais organizado e estruturado. Ok. Nos últimos anos o melhor e mais organizado tem vencido, premiando e consagrando a fórmula dos pontos corridos. Nada de errado até aí. Desde 2003 muito se fala sobre uma evolução do futebol brasileiro depois que o Brasileirão passou a ser disputados em turno e returno, com o campeão sendo o time que mais somou pontos em todos os jogos.  Desde então tivemos seis torneios disputados – excluindo, é claro, o que ainda está vivo – e tivemos quatro campeões: Cruzeiro, Santos e Corinthians levaram um troféu cada, enquanto o São Paulo faturou nada menos do que três. O problema não está aí.

Na última semana a Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão do Brasileiro enviou carta para todos os times que disputam a Série A propondo a extinção dos pontos corridos e a volta dos mata-matas, em ato que muitos especialistas consideram como uma regressão. Volto a insistir que meu problema não está na fórmula de disputa, mas sim no nível técnico que vem sendo apresentado. O Brasileirão 2009 tem sido um prato cheio para aqueles que defendem a volta dos playoffs no Nacional. O nível de disputa tem sido horripilante e só não temos um campeão definido já neste momento porque os times que tiveram a chance de abocanhar o título falharam vergonhosamente.

O Palmeiras de Muricy Ramalho parecia caminhar sossegado para conseguir seu pentacampeonato e sair de uma fila que já dura desde 1994. Mas o time tem jogado mal e abusado da falta de competência dos adversários pelo caneco, que tem vacilado nas rodadas que o Verdão perde. A sonora derrota para o Flamengo, em pleno Parque Antártica, acendo uma luz vermelha e intensa na Academia. Nem mesmo jogando em casa, onde se deu bem até aqui, o alviverde paulista consegue impor se jogo. Um risco desnecessário e que antes não existia tem ficado cada vez mais real.

Pior – e muito – do que o Palmeiras é o Internacional, talvez a equipe mais cornetada por esse que aqui vos fala. Com um dos melhores elencos do Brasil o Colorado tem feito um esforço sobrenatural para aumentar para 31 anos o tempo sem vencer o Brasileiro. O tropeço do Verdão diante do Fla teria sido perfeito se o Inter não tivesse tomado DOIS gols de um ZAGUEIRO do Fluminense, PIOR time do Campeonato. Sendo que um dos gols do zagueirão Gum aconteceu nos minutos finais da partida, que terminou empatada. O problema dos gaúchos não parece mesmo ser o Tite, treinador demitido do clube. A chegada de Mário Sérgio manteve os jogadores atuando com a mesma postura anterior: com medo de ser feliz.

Não menos pior vêm alguns outros times como o Corinthians, que ainda não decidiu se está ou não de férias ou o São Paulo, que na soberba de se achar imortal tem caído pelas tabelas com péssimas atuações. Podemos ainda somar a péssima campanha do Atlético Mineiro na parte intermediária do torneio e o medo do Grêmio de ganhar fora de casa. O próprio Flamengo, que muitos citam como exemplo de superação, perdeu a chance de ser líder absoluto hoje quando perdeu jogos risíveis no começo do Brasileiro. São erros de todas as partes que fazem com que o Campeonato Brasileiro seja decidido com nivelação por baixo. Ganhará o que errar menos e não o que acertar mais.

Cutucadas

– Ponto forte da equipe nos últimos anos, a zaga do São Paulo foi destruída pelo esquema de Ricardo Gomes

Vanderlei Luxemburgo, mesmo longe dos holofotes, tem mostrado cada vez mais que não é mais o técnico prestigiado de outros tempos: o Santos não sai mais do lugar

– Simplesmente bizarro o pênalti batido por Vágner Love. As crianças que nadavam na piscina do Palestra devem ter se assustado. Eu, como moro perto do estádio, vou ver se a janela do meu apartamento segue intacta. Que fase…

Anúncios

Read Full Post »

Victor – Grêmio

Lembrando com constância por Dunga na Seleção, o arqueiro gremista foi um dos grandes destaques de seu time, parando com excelentes defesas o ataque do Coritiba.

Jonathan – Cruzeiro

Ótima opção pela direita, o lateral foi uma válvula de escape para o Cruzeiro conseguir chegar ao campo de ataque. Quando a equipe mais precisou, deu ótimo passe para Thiago Ribeiro marcar o gol da vitória celeste.

Gum – Fluminense

O zagueirão deu algumas esperanças aos torcedores do Flu marcando os dois gols de seu time no empate contra o poderoso Internacional.

Durval – Sport

Em um dos poucos jogos bons do Sport no Campeonato Brasileiro, Durval foi um dos destaques. O zagueiro não deu espaço para o ataque corintiano e ainda subiu bem ao ataque, levando perigo ao gol paulista com belos chutes de longa distância.

Thiago Feltri – Atlético Mineiro

Cada vez mais o lateral esquerdo – que por vezes atua como zagueiro – vem se firmando como um dos destaques da posição neste Brasileiro. Contra o São Paulo, fechou seu lado contra as investidas tricolores e ainda conseguiu conduzir a bola ao ataque com a ajuda de seus companheiros de meio-campo.

Marquinhos – Avaí

O meia marcou um golaço que iniciou a reação do Avaí diante do Goiás. A vitória dos catarinenses, que ainda contou com ótima movimentação do jogador, fez com que a vaga na Libertadores voltasse a ser um sonho em Santa Catarina.

Ricardinho – Atlético Mineiro

Assumindo o papel de cérebro do Galo o meia vem provando que pode ser um jogador muito útil para o time mineiro. Na partida contra o São Paulo, comandou o meio de campo de sua equipe e a levou ao ataque, ajudando a garantir uma excelente vitória alvinegra em pleno Morumbi.

Petkovic – Flamengo

Sem sombras de dúvida o craque da rodada. Em pleno Palestra Itália anotou os dois gols de seu Flamengo na vitória sobre o líder Palmeiras. Ao abrir o placar o sérvio deixou meio time palmeirense no chão e no segundo anotou em cobrança de escanteio, com um golaço olímpico. É o responsável pela campanha do Fla rumo à Libertadores – e quem sabe ao título.

Souza – Grêmio

Essencial na campanha gremista no Brasileirão, o meia anotou mais um gol e ajudou o seu Tricolor a vencer o Coritiba, deixando o time do Rio Grande do Sul um pouco mais próximo do G4 e, logo, mais próximo de uma vaga na Libertadores em 2010.

Arce – Sport

Depois de servir a seleção da Bolívia o atacante prometeu que o seu Sport venceria seu ex-time, o Corinthians. Promessa dita, promessa feita: o veloz boliviano deixou o zagueiro William torto ao anotar o primeiro gol pernambucano e ainda foi responsável por puxar a maioria dos contra-ataques do Leão.

Diego Tardelli – Atlético Mineiro

A atuação do atacante do Galo não foi das melhores tendo em vista todos os jogos que o jogador, presença na última lista de Dunga, tem feito. Mas o gol relâmpago de Tardelli colocou o Atlético de volta na luta pelo título brasileiro.

Técnico  – Andrade – Flamengo

Andrade viajou até São Paulo para enfrentar o líder Palmeiras e não fez feio: a vitória por 2 a 0 consolida a ótima campanha do Fla no returno do Brasileirão.

Craque da Rodada

Petkovic, Flamengo

Read Full Post »

selecao-da-rodada7

Viafara – Vitória

O excêntrico goleiro colombiano teve bela atuação e conseguiu parar o ataque Colorado e dar a confiança necessária para os baianos conseguirem a vitória.

Vitor – Goiás

Não é de hoje que o lateral vem jogando bem. Contra o Corinthians, tomou conta da ala direita de campo, tanto defendendo como apoiando o ataque.

Álvaro – Flamengo

Surpreendentemente está fazendo boas partidas com a camisa rubro-negra, desde sua chegada o time começou a tomar menos gols.

Ronaldo Angelim – Flamengo

Parece ter encontrado finalmente um bom companheiro para a defesa. Contra o Coritiba, mais uma vez mostrou segurança e técnica com a bola nos pés.

Júlio César – Goiás

Junto com seu companheiro do lado direito, o lateral-esquerdo é o grande destaque do clube goiano. Com velocidade e habilidade, infernizou Alessandro no Pacaembú, além de ter dado três assistências.

Marquinhos – Avaí

O veterano meiocampista é a cabeça pensante do time catarinense. Contra o Barueri, comandou o setor e ainda deixou seus companheiros duas vezes na cara do gol para marcar.

Souza – Grêmio

Mais uma vez na Seleção da Rodada, o meiocampista vem mostrando futebol que para alguns merecia até a Seleção Brasileira. Contra o fraco Fluminense, balançou as redes duas vezes.

Diego Souza – Palmeiras

O camisa 7 do Verdão sempre aparece nas horas decisivas, e contra o Cruzeiro não foi diferente. Mostrou personalidade, raça e ainda marcou o gol que esfriou os ânimos dos donos da casa e colocou o Palestra de volta na partida.

Muriqui – Avaí

Com muita velocidade, o atacante inferniza as defesas que enfrenta. Contra o Barueri não foi diferente, e foi um dos responsáveis pela construção da goleada, fazendo um gol e dando uma assistência.

Iarley – Goiás

Um dos jogadores mais inexplicáveis do futebol brasileiro. Famoso por estragar festas, fez isso mais uma vez, agora contra o Corinthians, marcando dois gols e calando o Pacaembu.

Adriano – Flamengo

Com seu bom futebol voltando aos poucos, vem liderando o rubro-negro e briga pela artilharia do Brasileirão. Contra o Coritiba, marcou um golaço de cobertura que poucos conseguem fazer.

Técnico: Muricy Ramalho – Palmeiras

O treinador soube motivar seus jogadores a entrarem com gana de vitória, não ficando intimidados com o Cruzeiro no Mineirão. Escalou uma equipe com dois atacante e dois meias de armação e só recuou depois da expulsão de Armero.

Craque da Rodada

iarley-goias

Iarley - Goiás

Read Full Post »

Rogério Ceni – São Paulo

O veterano arqueiro parece estar realmente voltando a sua velha forma. Fez belas defesas, principalmente em forte cobrança de falta de Gilberto.

Nei – Atlético Paranaense

No 0 a 0 contra o Flamengo, o lateral mostrou muita disposição na defesa e ainda mostrou mais uma vez que sabe apoiar o ataque.

Fabiano Eller – Internacional

Mal chegou ao Colorado e já anotou seu primeiro gol em sua nova passagem pelo clube, além de ter realizado boa partida, garantindo a segurança do setor defensivo.

Ronaldo Angelim – Flamengo

O zero no placar da Arena da Baixada pode ser explicado pela atuação da defesa rubro-negra, comandada por Angelim, que ainda contou com a boa ajuda de Álvaro.

Márcio Azevedo – Atlético Paranaense

O lateral abusa das investidas ao ataque. Com muita velocidade, deu trabalho para a zaga do Flamengo.

Souza – Palmeiras

Mais uma vez o jovem volante palestrino mostrou que deverá ter um belo futuro no futebol. Apesar da pouca idade, mostra uma tranquilidade de veterano com as bolas no pé.

Magrão – Internacional

Depois de ser contestado pela torcida colorada, o meiocampista parece estar voltando ao seu bom futebol. Diante do Avaí fez bela partida, mostrando sua costumeira raça e ainda anotou um gol.

Giuliano – Internacional

O garoto vem jogando muita bola e mais uma vez se destacou. Vai ser uma grande perda para o Colorado durante o Mundial Sub-20.

Marlos – São Paulo

O habilidoso meiocampista saiu do banco de reservas para mudar a cara do jogo. Fez o gol de empate e deu nova movimentação ao Tricolor.

Éder Luís – Atlético Mineiro

Outro que saiu do banco de reservas direto para a Seleção da Rodada foi o atacante atleticano. Sua entrada em campo impulsionou a virada do Galo.

Ariel – Coritiba

Apesar de um tipo físico que engana, o argentino também sabe esbanjar técnica com a bola. Em jogo duro contra o Goiás, balançou as redes duas vezes, com direito a golaço de bicicleta.

Técnico: Ricardo Gomes – São Paulo

O treinador sãopaulino simplesmente colocou em campo dois jogadores que viraram a partida para o Tricolor. Marlos pegou na bola pela primeira vez e empatou. Mais tarde, Borges entrou para empurrar a bola às redes e decretar a virada paulista.

Craque da rodada

ariel-coritiba

Ariel - Coritiba

Read Full Post »

bandeira-spNão existem dúvidas de que o futebol paulista vem sendo hegemônico no cenário nacional nos últimos anos. O São Paulo se tornou o primeiro tricampeão nacional desde que o Brasileirão surgiu, em 1971. Venceu em 2006, 2007 e 2008. O Corinthians, que até o início da década de 1990 não tinha sequer um título, hoje é tetracampeão, assim como seu arquirrival Palmeiras. O Santos também se manteve um bom tempo sem conquistas no torneio, vindo a ser campeão apenas em 2002. Hoje o Peixe é bicampeão do certame.

O domínio paulista na competição é uma constante inegável no século XXI. Desde 2001 foram disputados – não contando o atual – oito Campeonatos Brasileiros. Corinthians, Santos e São Paulo levaram simplesmente seis das taças disputadas. As outras tiveram como destino a sala de troféus do Atlético Paranaense (2001) e a do Cruzeiro (2003). Motivos esses que levam a crer em uma certa soberania dos paulistas sobre o restante do Brasil quando o assunto é futebol.

Não nego que o poder financeiro que paira sobre São Paulo, capital econômica do Brasil, é um dos fatores predominantes para que essa hegemonia seja instaurada. Porém não deixo de lembrar que com o Tricolor à parte, Corinthians e Palmeiras começam agora a reestruturar suas arcaicas estruturas, frutos de um continuismo presidencial que ainda reina na Baixada Santista. Pois sim, o dinheiro do Estado faz a diferença, mas não é preponderante. A mídia, dizem muitos, é. Mas a partir do momento no qual a detentora dos direitos de transmissão do torneio é carioca, não enxergo nenhuma influência direta disso nas conquistas paulistas.

Mas essa soberania, nos últimos meses, vem sendo confundida com soberba por alguns torcedores, dirigentes, treinadores e, claro, jogadores. E essa confusão, creio eu, é um tanto quanto exagerada. Tudo bem, é inegável que a conquista da Copa do Brasil pelo Corinthians e a força com a qual São Paulo e, principalmente, Palmeiras vêm se apresentando no Brasileiro só reforçam o discurso de que o Estado paulista sobra no futebol nacional. Mas daí a tirar do páreo times tradicionais e fortes para deixar a disputa quase que limitada ao Verdão e ao Tricolor, é uma absurda soberba.

Analisando o desempenho dos dois times do Trio de Ferro de São Paulo é claro que chegaremos à conclusão de que estes são favoritos na disputa pelo troféu nacional. Assim como eram Corinthians, Internacional, Cruzeiro e Flamengo no início do ano. Assim como não eram Atlético Mineiro e Goiás, candidatos ao rebaixamento em um primeiro momento e que hoje lutam cabeça a cabeça pelas primeiras posições. Não são favoritos absolutos, mas estão sim no páreo. Assim como ainda parece estar o Inter, apesar dos pesares e da saída de Nilmar.

A janela aberta fez com que um tufão entrasse e desmontasse a forte equipe corintiana. Mas com a volta das lesões, principalmente a volta do lipoaspirado Ronaldo, e a eventual contratação dos reforços prometidos, o Timão tem ainda um turno todo para voltar à disputa. Assim como Cruzeiro, que vai recolhendo e colando seus cacos após o seu Minerazo. E mesmo o Grêmio, tão pouco falado, pode chegar lá e atrapalhar o que hoje é tido como o Choque-Rei pelo título.

Calma é fundamental. Se continuar jogando o futebol das últimas rodadas o Palmeiras de Muricy caminha a passos largos pelo título. Assim como o Tricolor de Ricardo Gomes caminha a passos largos para lutar bravamente por seu hepta. Mas tentar dar um passo maior do que a perna pode ser suicídio. Ignorar os rivais atrás, mais ainda. A soberba pode ser o pior dos adversários…

Read Full Post »

Voltando suas atenções para o Campeonato Brasileiro após a conquista de torneio de intertemporada no Japão, o Internacional receberá em plena segunda-feira o combalido Sport de Recife. O time gaúcho busca agora dar segmento ao torneio nacional visando voltar ao G4 e se aproximar do líder Palmeiras.

A partida, marcada para as 21h00 (Brasília) no Beira-Rio, marcará também o início da tentativa colorada de manter seu ataque fulminante mesmo após a saída do artilheiro Nilmar para o futebol espanhol. Taison e Alecsandro serão os dois homens de frente escalados por Tite. Com a ausência de D’Alessandro, afastado para recuperar o condicionamento físico, Giuliano e Andrezinho formarão a parte criativa do meio-campo do Inter, que ainda contará com Sandro e Guiñazu.

Abalado pela goleada por 5 a 1 sofrida para o Fluminense em seu último compromisso pelo Brasileiro, o Sport junta os cacos para tentar se livrar da incômoda posição de lanterna do torneio. Para isso o técnico Péricles Chamusca deverá armar uma retranca para conter o ímpeto colorado, contado com a velocidade do jovem Ciro para puxar os contra-ataques. A dúvida fica por conta da escalação do meia Luciano Henrique, que pode figurar entre os titulares no lugar do também meia Fumagalli.

Inter x Sport

Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)

Horário: 21h00 (Brasília)

Árbitro: Sálvio Spínola (Fifa-SP)

Inter (4-4-2): Lauro; Bolívar, Índio, Sorondo e Kleber; Sandro, Guiñazú, Giuliano e Andrezinho; Taison e Alecsandro. T.: Tite

Sport (4-4-2): Magrão; Elder Granja, Juliano, Igor, Dutra; Sandro Goiano, Hamilton, Fabiano, Fumagalli (L.Henrique); Wilson e Ciro.
T.: Péricles Chamusca

Palpite do autor: vitória sem grandes dificuldades do Internacional. Se Alecsandro encaixar no time e a parte criativa do meio-campo funcionar, o Colorado deverá aplicar uma goleada que pode ser seu cobbustível para esta segunda parte do torneio que está próxima do início. Uma vitória pernambucana seria zebra e colocaria a cabeça de Tite (ainda mais) à prêmio.

Read Full Post »

Marcos – Palmeiras
Antes de sofrer o empate, o goleiro palmeirense havia realizado um verdadeiro milagre em voleio de Róbson. A espetacular defesa valeu sua vaga na seleção desta rodada.

Antônio Carlos – Atlético Paranaense
O grandalhão zagueiro do Furacão comandou o setor defensivo contra o Corinthians, e não deixou os seus visitantes incomodarem o goleiro Vinícius.

Jean Rolt – São Paulo
Após uma estreia insegura, o zagueiro tricolor mostrou bom futebol diante do Náutico e ainda conseguiu abrir o marcador com gol de cabeça.

Júnior César – São Paulo
Na estreia do técnico Ricardo Gomes, o lateral-esquerdo sãopaulino jogou futebol semelhante ao que mostrava nos tempos de Fluminense.

Vitor – Goiás
Depois de ter tido sua saída especulada, o jovem lateral-direito do Goiás novamente mostrou seu futebol ofensivo pela ala de campo e suas subidas levaram perigo à defesa do Botafogo.

Hernanes – São Paulo
O camisa 10 do time do Morumbi parece estar recuperando o futebol que já o levou a Seleção Brasileira. Diante do Náutico, carregou a faixa de capitão, fez o cruzamento para o gol de Jean Rolt e ainda deixou o seu, de falta.

Souza – Palmeiras
O jovem volante do Verdão não sentiu a pressão de um clássico paulista e jogou com muita segurança. Na defesa, conseguiu parar Mádson, e no ataque, saiu de cabeça erguida e arriscou chutes de longa distância.

Paulo Baier – Atlético Paranaense
O veterano meiocampista mais uma vez jogou bem contra o Corinthians, como já costumava fazer em tempos de Goiás e Palmeiras, e ainda garantiu a vitória paranaense em uma bela cobrança de falta.

Fumagalli – Sport
Um dos maiores ídolos da torcida do Leão, o meiocampista entrou no decorrer da partida e foi grande responsável pelo crescimento do futebol de sua equipe. No final, fez linda jogada individual e fechou o placar diante do Grêmio.

Thiago Humberto – Barueri
Mesmo com o artilheiro Pedrão em seu lado, anotou dois gols na goleada sobre o líder Atlético Mineiro, inclusive o terceiro, que colocou sua equipe novamente na dianteira do placar.

Bolaños – Internacional
O atacante equatoriano marcou simplesmente todos os três gols da vitória do Colorado sobre o Coritiba.

Técnico: Hélio dos Anjos – Goiás
Apesar do fraco rendimento dentro do Serra Dourada, o Goiás continua mostrando bom futebol fora de casa. No sábado, a equipe esmeraldina atropelou o Botafogo em pleno Engenhão graças ao estilo de jogo implantado por seu treinador.

Craque da Rodada

bolanos

Bolaños - Internacional

Read Full Post »

Older Posts »