Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Champions League’

6O Barcelona recebe hoje, no Camp Nou, o Dínamo de Kiev, da Ucrânia. O Barça, apesar de não ter Henry, terá suas principais estrelas, Lionel Messi e Zlatan Ibrahimovic, mas estes não são os principais personagens do jogo de hoje. Todos os holofotes estão virados para o experiente atacante do Dínamo, Shevchenko, que completa hoje 33 anos de idade.

Sheva comemorando um gol em sua primeira passagem pelo Milan

Toda a atenção que está voltada para o centroavante ex-Milan e Chelsea, não acontece, porém, por causa do seu aniversário. Há quase 12 anos, o até então jovem jogador ajudou o time de Kiev a derrotar o poderoso time, em 4 de novembro de 1997. A derrota foi decisiva para a eliminação do time espanhol, que acabou ficando em último no Grupo C, do qual o Dínamo foi o primeiro colocado. Naquela temporada o time ucraniano foi eliminado nas quartas de final da competição europeia.

Shevchenko marcou três gols naquela oportunidade, que é considerada, por muitos a grande reviravolta na história do time azul e branco. Na temporada seguinte, o time chegou às semifinais da mesma Liga dos Campeões e foi eliminado pelo Bayern de Munique, que foi derrotado pelo Manchester United.

Em seu primeiro jogo de volta ao Dínamo, Shevchenko marcou de pênalti

Depois das boas campanhas pelo Dínamo de Kiev, Sheva foi vendido por 26 milhões de euros para o Milan, clube pelo qual atuou de 1999 até 2006. Pelo clube milanista, o atacante se destacou muito e chegou a ser considerado o melhor jogador do mundo pela renomada revista France Football, em 2004. Naquele ano, porém, na eleição da Fifa para melhor do mundo, ele acabou ficando apenas na terceira colocação, atrás de Ronaldinho Gaúcho e Thierry Henry.

Em 2006, Shev se transferiu para o Chelsea. A transação foi considerada manobra de gênio do russo Roman Abramovich, dono do time inglês. Entretanto, ao chegar na Inglaterra, o artilheiro não conseguiu repetir as boas atuações da época do Milan e foi uma decepção no time azul, apesar de ter vencido um Campeonato Inglês em sua segunda temporada. Como não vinha bem, ele buscou retomar o futebol em um lugar conhecido e conseguiu ir de empréstimo para o Milan novamente. Em uma temporada em Milão, ele atuou em apenas 13 partidas, e não conseguiu brilhar. Ao término do contrato, retornou para o Chelsea, onde viu que não teria chances e ficou por apenas um jogo, até acertar sua volta ao time de Kiev.

Na partida da tarde de hoje, porém, Sheva busca marcar mais gols contra o Barcelona em seu estádio, e manter a liderança do Dínamo no grupo da Champions League.

Ficha técnica da partida de hoje:

Data/Hora: 29/09/2009 às 15h45 (de Brasília)

Local: Camp Nou, Barcelona

Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)

Assistentes: Sander van Roekel (HOL) e Norbertus Simons (HOL)

BARCELONA: Valdés, Daniel Alves, Puyol, Piqué e Abidal; Xavi, Touré e Keita; Messi, Iniesta e Ibrahimovic. Técnico: Pep Guardiola

DÍNAMO DE KIEV: Shovkovskyi, Gusev, Ghioane, Almeida e Betão; Yussuf, Vukojevic, Aliyev e Ninkovic; Shevchenko e Milevskyy. Técnico: Valeri Gazzaev

Aniversariantes da semana:

Times:

Cerro Porteño, Paraguai, dia 1º, 97 anos

Inter de Limeira, dia 5, 96 anos

Jogadores:

Dieguinho, Fluminense, dia 29, 20 anos

Feitiço, ex-Vasco, dia 29, 108 anos

Gian, Vasco, dia 29, 27 anos

Jervel, ex-Flamengo, dia 29, 86 anos

Shevchenko, Dínamo de Kiev, dia 29, 33 anos

Thiago Silva, Milan, dia 29, 25 anos

Élton, ex-Botafogo, dia 30, 72 anos

Fábio, Cruzeiro, dia 30, 29 anos

Heleno, ex-Atlético Mineiro, dia 30, 54 anos

Tapia, Universidad Católica, dia 30, 32 anos

André, Ponte Preta, dia 1º, 24 anos

Cris, Brasiliense, dia 1º, 30 anos

Gilmar, ex-Atlético-MG, dia 1º, 47 anos

Jean, ex-Corinthians, dia 1º, 37 anos

Júlio Baptista, Roma, dia 1º, 29 anos

Ortunho, ex-Seleção Brasileira, dia 1º, 74 anos

Paulo Sérgio, Vasco, dia 1º, 31 anos

Polozzi, ex-Palmeiras, dia 1º, 54 anos

Vidal, ex-Seleção Brasileira, dia 1º, 113 anos

Celso, ex-Palmeiras, dia 2, 59 anos

Éverton, Goiás, dia 2, 26 anos

Hélcio, ex-Flamengo, dia 2, 106 anos

Asamoah, Alemanha, dia 3, 31 anos

China, ex-Palmeiras, dia 3, 61 anos

Clóvis, ex-Flamengo, dia 3, 82 anos

Fred, Fluminense, dia 3, 26 anos

Ibrahimovic, Barcelona, dia 3, 28 anos

Isaksson, Suécia, dia 3, 28 anos

Tesourinha, ex-Vasco, dia 3, 88 anos

Camoranesi, Juventus, dia 4, 33 anos

Dedé, Ponte Preta, dia 4, 24 anos

Fábio Neves, Fluminense, dia 4, 23 anos

Renatinho, Coritiba, dia 4, 21 anos

Rosicky, Arsenal, dia 4, 29 anos

Borges, São Paulo, dia 5, 29 anos

Careca, ex-Seleção Brasileira, dia 5, 49 anos

Florindo, ex-Seleção Brasileira, dia 5, 80 anos

Fumagalli, Vasco, dia 5, 32 anos

Jadson, Shaktar Donetsk, dia 5, 26 anos

Julio Cáceres, Boca Juniors, dia 5, 30 anos

Rossi, ex-Santos, dia 5, 72 anos

Tato, ex-Atlético-MG, dia 5, 45 anos

Anúncios

Read Full Post »

brasucas-ao-extremo3Com o início das competições européias, a tendência no número de gols brasucas ao longo da semana é aumentar, e foi examente isto que aconteceu. Pelo segundo dia da Liga dos Campeões da Europa, o ex-cruzeirense Gérson Magrão fez o segundo do Dínamo Kiev na vitória por 3 a 1 sobre o Rubin Kazan. Pelo Grupo H, o Arsenal passou sufoco, mas conseguiu uma bela virada sobre o Standard Liège graças ao croata-brasileiro Eduardo da Silva. Mas quem realmente dependeu de nossos jogadores para somar seus primeiros três pontos foi o Sevilla, que bateu o desconhecido Unirea com gols de Renato e, sempre ele, Luís Fabiano.

renato-sevilla

Renato vibra contra o Unirea

Como se não bastasse a Champions League, a nova Liga Europa começou no meio da semana passada e o que não faltaram foram comemorações verde-amarelas. Pelo Grupo J, os dois jogos contaram com isso. No primeiro, o ex-corintiano Willian colaborou com a goleada de 4 a 1 do Shakhtar sobre o Club Brugge. Já no segundo, Cléo, ex-Atlético Paranaense fez um, mas não foi capaz de evitar a derrota do Partizan Belgrado para o Tolouse.

Em partidas que envolveram clubes portugueses, não há nem dúvida de que os tupiniquins foram responsáveis por alterações nos placares. Na derrota do Nacional da Ilha de Madeira por 3 a 2 para o Werder Bremen, o zagueiro Felipe Aliste, ex-Guarani, anotou o seu. Já a partida entre Heerenveen e Sporting terminou em 3 a 2 para os lusos, e quem será que foi o autor dos gols? Sim, Liédson três vezes, na Holanda.

Outra equipe que conseguiu vitória fora de casa foi o Galatasaray, que viajou a Grécia e voltou para casa com um 3 a 1 diante do Panathinaikos. O meia Elano, recém-chegado do Manchester City, foi quem abriu o placar.

nilmar-villarreal

Nilmar não jogou bem mas decidiu

O restante dos gols foram anotados por jogadores de ataque. Na Bulgária, Michel, que veio do Chernomorets, fez o empate do CSKA Sofia diante do Fulham. Perto dalí, em Praga, o garoto Jonathan Reis, cria das categorias de base do Atlético Mineiro, fez os dois do PSV Eindhoven no 2 a 2 com o Sparta local. Diferente dos últimos dois citados, os brasileiros que completaram a rodada da Liga Europa são conhecidos por todos por aqui. Nilmar fez o único do Villarreal no êxito sobre o Levski, enquantoaproveitou o 4 a 0 do Everton sobre o AEK para marcar.

Depois de explorar as competições continentais, já é hora de seguir para as ligas e copas nacionais pela Europa. A primeira parada será a região escandinava, onde muitos desconhecidos da maioria do público se destacam. Um exemplo disso é o jovem Wanderson, que saiu do River do Piauí para a Suécia e fez um hat-trick na última quinta-feira, quando o GAIS goleou o Gefle por 4 a 0. No mesmo país, o meia Marcel Sacramento fez só um, e não foi suficiente para o Jonkopings, que perdeu por 5 a 3 para o Ljungskile.

A Suécia ficou para trás, mas o frio veio junto. Na Rússia, o zagueiro Leandro, que tem maior parte da carreira no leste europeu, fez o dois do Spartak Nalchik na vitória sobre o Khimki. Se Khimki, Spartak Nalchik e seu Leandro são praticamente nulos para a maioria, os próximos deixam saudades para torcedores de Internacional e Cruzeiro. O meia Alex fez de pênalti para o Spartak de Moscou contra o Saturn, naquele famoso lance que o torcedor invadiu o gramado para cobrar a penalidade. Já o duelo entre CSKA e Dinamo Moscou contou Guilherme comemorando.

Antes de chegar às grandes potências do Velho Continente, passaremos por Holanda, Bélgica, Grécia e Turquia. Na terra de Van Gogh, Claudemir contribuiu com o placar de 5 a 2 do Vitesse sobre o Top Oss. No país vizinho, o zagueiro Felipe, ex-Coritiba, balançou as redes pelo Standard Liège, enquanto Alex da Silva fez para o Sint-Truiden na derrota para o Racing Genk. Indo em direção ao sul, o futebol turco obriga uma parada. Mais uma vez por aqui, o ex-palmeirense Kahê fez o seu na vitória do Gençlerbirligi sobre o Ankaraguçu. Agora, no duelo entre os trava-línguas Eskisehirspor e Gaziantepspor, os defensores Ivan, ex-Furacão, e Julio César, ex-Real Madrid, Milan, Benfica e Olympiakos, deixaram o deles para os visitantes. Já na capital, Vederson fez o 1 a 0 do Fenerbahçe sobre o Istanbul Buyuksehir. Para completar o roteiro citado, Diogo, ex-Portuguesa, ajudou o Olympiakos a vencer o PAOK por 2 a 1, fora de casa.

nene-monaco

Nenê está bem com a camisa do Monaco

A Inglaterra é um país que não conta com muitos brasucas, mas dois deles vão aparecer por aqui. E o primeiro ainda será pela segunda vez neste texto. Eduardo da Silva deixou o seu nos 4 a 0 do Arsenal sobre o Wigan. O outro é Anderson Silva, que jogou no Uruguai e no Everton antes de balançar as redes com a camisa do Barnsley no 3 a 2 sobre o Burnley, pela Copa da Liga Inglesa. Ao fazer a travessia do Canal da Mancha, Nenê foi o único representante do nosso país na França, fazendo de pênalti na vitória do Monaco sobre o Nice.

zeroberto-x-frankfurt

Zé Roberto é o principal jogador do Hamburgo

Na Alemanha, um jogador que poderia resolver a difícil situação do Botafogo nesse ano fez sua torcida vibrar no sábado. Maicosuel anotou um nos 4 a 2 do Hoffenheim sobre o Borussia Monchengladbach. No dia seguinte, o veterano Zé Roberto deu o empate ao Hamburgo na partida com o Frankfurt. Depois dos jogos pela Bundesliga, o veterano Everson, que já defendeu clubes como Servette e Benfica, marcou dois dos quatro do Koblenz sobre o Energie Cottbus, pela copa do país.

Saindo da terra de Hitler e indo para a de Mussolini, o atacante Barreto foi emprestado pela Udinese ao Bari e deixou o seu nos 4 a 1 sobre a Atalanta. Um que fez, mas não conseguiu levar os três pontos para seu time foi Jeda, nos 2 a 1 da Internazionale sobre o Cagliari. Na Serie B, o zagueirão Fabiano fechou o placar de 3 a 1 do Lecce contra a Triestina.

danielalves-barcelona

Daniel Alves após mais uma falta perfeita

Agora partimos em direção à península Ibérica, onde o lateral Thiago Carleto, ex-Santos, inaugurou o placar para o Elche. Porém, Igor converteu penalidade e garantiu a virada do Levante pela segunda divisão espanhola. Na elite, Daniel Alves cobrou falta com perfeição nos 5 a 2 do Barcelona sobre o Atlético de Madrid. No dia seguinte, o zagueiro Michel, que surgiu na base do Flamengo, foi o único a comemorar na vitória do Almería em cima do Getafe.

Como sempre, Portugal é o ponto final da viagem pela Europa. No sábado, William abriu o marcador para o Paços Ferreira, mas Adriano, ex-Coxa, garantiu o empate do Rio Ave. Já o veterano Alan, que iniciou carreira no Ipatinga, conseguiu quebrar o Porto e garantir o 1 a 0 do Braga. No domingo, foi a vez de Edgar dar três pontos para seu time, fazendo os dois do Nacional sobre o Marítimo.

Antes de cruzar o Atlântico rumo à América do Sul, o Oriente Médio não pode ser esquecido, uma vez que lá três compatriotas tiveram felicidade na última quinta-feira. No Qatar, Leandro Silva fez o terceiro do Al Sadd contra o Al Ahli, enquanto Magno Alves e Davi José Silva foram responsáveis pelos dois tentos do Umm Salal na derrota por 3 a 2 para o Al Wakra.

Apesar de ficar mais perto de nós, os jogadores que atuam em ligas menos populares da América acabam passando sem serem percebidos, mas não aqui. Na Bolívia, Charles da Silva fechou a goleada do Bolívar sobre o Blooming. Ainda na capital de Evo Morales, Régis de Souza fez o único do La Paz no fracasso diante do Real Mamoré.

No Equador, o Espoli venceu o El Nacional por 3 a 2, e Marquinho foi quem abriu o placar para os donos da casa. Mas quem realmente conseguiu ser o destaque dos últimos sete dias ficou por último nessa lista. Andrézinho, do River Plate uruguaio, foi responsável pelo empate da sua equipe com o Danúbio, e, nesta terça, deixou o seu nos surpreendentes 4 a 1 em cima do Vitória da Bahia, em partida válida pela Copa Sulamericana.

Realmente tem muitos brasileiros ganhando a vida com o futebol pelo mundo afora, e o número de redes estufadas por eles é apenas uma amostra disso. Até a próxima quarta, com mais uma provável enxurrada verde-amarela.

Read Full Post »

Grupo A

Uma das poucas surpresas da primeira fase ocorreu neste grupo. A Juvents, em casa, empatou com o Bordeaux. Resultado ruim, mas não deve impedir a Vecchia Signora de classificar-se. Talvez complique o primeiro lugar do grupo, pois o Bayern venceu, sem dificuldades, o Maccabi Haifa por 3×0.

Grupo B

Todos os gols da história do Wolfsburg na Liga dos Campeões foram marcados por um brasileiro. Grafite balançou as redes três vezes contra o CSKA Moscou, e ajudou o time alemão a liderar seu grupo. O ex-atacante do São Paulo nunca mereceu tanto uma chance com a camisa da seleção brasileira. No outro jogo do grupo, um gol solitário de Paulo Scholes deu a vitória ao Manchester United sobre o Besiktas, na Turquia.

Grupo C

Resultado espetacular do Milan. Venceu o Olympique de Marselha por 2×1, na França. Como o time francês é seu principal rival pela segunda vaga nas oitavas, Leonardo deu um grande passo rumo à classificação. Os dois gols foram feitos por Inzaghi, um caso a ser estudado. Na outra partida, Cristiano Ronaldo também marcou duas vezes e ajudou o Real Madrid a golear o Zurique por 5×2. Foi uma semana triste para os suíços.

Grupo D

Apenas um gol neste grupo. Anelka marcou para o Chelsea contra o Porto, em Stamford Bridge. Já Atlético de Madrid e Apoel empataram sem gols. Resultado péssimo para o time espanhol, pois dificilmente mais alguém perderá pontos para a equipe cipriota.

Grupo E

Os dois mandantes venceram pela contagem mínima. Kuyt garantiu a vitória do Liverpool sobre o Debrecien, primeiro time húngaro na fase de grupos desde 1995. Na outra partida, Lyon venceu a Fiorentina. Resultado importante para o time francês, que deve brigar com o italiano por uma vaga.

Grupo F

O jogo mais esperado da fase de grupos foi, de certa forma, decepcionante. Inter de Milão e Barcelona empataram em 0x0. Os catalães foram superiores a partida inteira. Incrível como os atuais tetracampeões italianos jogam sempre da mesma forma. Ainda por este grupo, o Dinamo de Kiev venceu o Rubin Kazan por 3×1 e saiu na frente pelo terceiro lugar, que dá direito a participar da Liga Europa. Um dos gols foi de Gérson Magrão.

Grupo G

Luis Fabiano e Renato ajudaram o Sevilla a vencer o Unirea por 2×0, no grupo mais equilibrado da Champions League. Equilibrado por baixo, claro, pois os outros dois times são Rangers e Stuttgart, que empataram em 1×1.

Grupo H

Com gol de Eduardo da Silva, o Arsenal conquistou uma virada espetacular sobre o Standard Liége, após estar perdendo por 2×0. Bendtner e Vermaelen marcaram os outros tentos da equipe londrina.  O Olympiakos, nova equipe de Zico, venceu o AZ Alkmaar, na Grécia, por 1×0.

Read Full Post »

brasucas-ao-extremo3Depois de uma estreia ousada, chegando até a futebolísticamente inóspita Cingapura, o Brasucas ao Extremo volta nesta semana concentrando suas atenções na Europa. E como prova disso, começamos com jogos das Eliminatórias Européias para a Copa do Mundo. Em duas situações bem diferentes, dois “brasileiros-estrangeiros” balançaram as redes na quarta-feira passada. Pepe fez o gol da vitória portuguesa sobre a Hungria, mantendo as esperanças de nossos conquistadores em disputar o próximo Mundial. Já o atacante Eduardo da Silva fez o único da Croácia no massacre sofrido por 5 a 1 pela Inglaterra.

pepe-portugal-x-hungria

Pepe deu sobrevida a Portugal

Na mesma quarta-feira, teve início a viagem alternativa que está coluna visa. Em solo norueguês, José Júnior, com seus 33 anos, fez dois na goleada de 5 a 0 do Randers FC sobre o Otterup. E a região escandinava ainda viu mais brasileiros vibrando. Na Suécia, o jovem Antônio Flávio, que se destacou pelo Santo André neste ano, fez seu primeiro gol com a camisa do AIK na vitória sobre o Hacken. No dia seguinte, foi a vez de Álvaro Santos, atacante que iniciou carreira no América/MG, fazer a alegria da torcida do Orgryte no êxito sobre o Halmstad.

Com a bola rolando por toda a Europa no final de semana, redes balançando não faltaram. Vamos começar pelas regiões pouco divulgadas por aqui, como o Chipre. Sim, existe futebol na pequena ilha e foi lá que Fillip da Silva fez o gol do APOP Peyias na derrota para o Enosis Paralimni.

Se no esporte o Chipre não incomoda ninguém, na situação geopolítica não é a mesma coisa que acontece. Grande rival da pequena nação, a Turquia é nosso próximo destino. Por lá, o craque Alex garantiu os três pontos do Fenerbahçe sobre o Bursaspor. Outro que foi responsável pela vitória de seu time foi Beto, atacante que começou no Ulbra e agora defende as cores do Gaziantepspor. Já o Kahê, jogador que chegou a vestir a camisa do Palmeiras, fez dois, mas o Gençlerbirligi não saiu de um empate com o Eskisehirspor.

Está na hora de uma pausa no mundo alternativo e dar uma volta pelos grandes pólos europeus. Na França, Brandão e Michel Bastos deram vitórias aos Olympiques, o atacante ao de Marselha e o lateral-esquerdo ao de Lyon. Já no Principado de Mônaco, Nenê, ex-Palmeiras e Santos, contribuiu com o placar de 2 a 0 do time local contra o Paris Saint-Germain. Atravessando o Canal da Mancha, o meia Anderson fez um de seus raros gols na vitória do Manchester United por 3 a 1 sobre o Tottenham.

luisfabiano-sevilla-zaragoza

Fabuloso antes de mandar para as redes

De volta à terra firme europeia, Luís Fabiano segue arrebentando, colocou mais dois em sua conta, na goleada de 4 a 1 do Sevilla sobre o Zaragoza, e despertou o interesse de Sir Alex Ferguson para o próximo ano. Outro jogador da Seleção Brasileira que merece destaque foi o lateral Filipe Luís, que fez um golaço, garantindo a vitória do Deportivo sobre o Málaga.

grafite-wolfsburg-x-cska

Grafite comemora um de seus três

Se os últimos citados são queridos por Dunga, um que parece não agradar é Grafite. O ex-sãopaulino simplesmente balançou as redes quatro vezes nos últimos sete dias. No sábado, fez um de pênalti na derrota do Wolfsburg por 3 a 2 para o Leverkusen. Já nesta terça, anotou nada mais nada menos que um “hat-trick” em plena Liga dos Campeões, todos os tentos dos alemães na vitória sobre o CSKA de Moscou. Outro brasuca que vem fazendo sucesso em solo alemão é Zé Roberto. Após mudar de ares, está sendo o principal nome do Hamburgo e fechou o resultado de 3 a 1 de sua equipe sobre o Stuttgart.

Pela Champions League, o CSKA não começou bem, mas, três dias antes, havia batido o Krylya Sovetov graças ao ex-cruzeirense Guilherme, que marcou duas vezes. Outro atacante que saiu para o abraço duas vezes foi André Alves, do desconhecido Videoton sobre o ainda mais desconhecido Nyiregyhaza Spartacus, deixando seu time na liderança do Campeonato Húngaro. Para não deixar outros tupiniquins no anonimato, Cristiano Pinto dos Santos deixou o placar em 1 a 1 com a camisa do israelense Hapoel Raanana, enquanto o veterano Claudemir igualou para o Vitesse contra o NEC no Holandês.

liedson-sporting-x-leixoes

Liédson fez o único dos Leões

Um lugar que parece ter mais brasileiros do que locais é Portugal, mas desta vez o número de brasucas comemorando foi menor do que de costume. Começando pelos gigantes, Hulk fez um de pênalti em goleada do Porto sobre o Leixões. Na capital, mais uma vez Liédson mostrou seu faro de gol e deu os três pontos ao Sporting sobre o Paços Ferreira. Ainda em Lisboa, o meia Ramires fechou os 4 a 0 do Benfica diante do Belenenses. Todos estes marcando seus gols não é nenhuma surpresa para nós, mas em Estoril, o placar surpreendeu e mostrou duas vezes o nome do corintiano Lulinha no empate com o Esmoriz.

Para não dizer que apenas os europeus viram brasileiros brilhando nos últimos dias, alguns de nossos vizinhos também tiveram oportunidades. Na Venezuela de Chavez, Flávio de Oliveira comandou o impressionante 7 a 2 do Trujillanos sobre o Carabobo, marcando quatro vezes. Já na Bolívia de Evo, Thiago Leitão foi decisivo para o The Strongest diante do rival La Paz, fazendo o 3 a 2 no último minuto do clássico local.

Ufa! Semana cheia, mas pelo jeito será sempre assim. Brasileiro em campo é sinônimo de gol.

Read Full Post »

barcelona-champions-comemorDia 27 de maio, o mais importante do ano para o futebol europeu. Com o majestoso Estádio Olímpico de Roma como palco, Barcelona e Manchester United entraram em campo pelo título da Liga dos Campeões da Europa. E quem levou a melhor foi o Barça, dono do futebol mais bonito do mundo, que bateu os ingleses por 2 a 0 e sagrou-se tricampeão do continente.

Invicto na competição, os Diabos Vermelhos entraram em campo para defender o troféu conquistado na última temporada apenas com um setor ofensivo formado por Park Ji-Sung, Ryan Giggs, Rooney e Cristiano Ronaldo. Do outro lado, os catalães apostavam em Xavi, Iniesta, Henry, Eto’o e Lionel Messi.

barcelona-man-final1Ao apito inicial do árbitro Massimo Busacca, o Manchester começou melhor a partida, e ficou perto de abrir o marcador aos dois minutos, quando Piqué evitou gol de Park. Pouco depois, o camisa 7 voltou a aparecer, chutando forte, rente à trave de Víctor Valdés.

Aparentemente dominado pelos ingleses, o Barcelona mostrou que seus jogadores são diferenciados aos dez minutos. Após bela arrancada no meio de campo, a bola ficou com Samuel Eto’o pela direita, o camaronês deu lindo drible em Vidic e bateu de bico. A bola bateu na mão de Van der Sar e morreu no fundo das redes.

O gol fez a partida ficar melhor ainda, e o time de Old Trafford tentou o empate com Giggs, em cobrança perigosa de falta. A resposta dos catalães foi imediata, mas o chute forte de Messi passou sobre o gol adversário.cronaldo-finalchampions

Até o final da primeira etapa, o Barça teve mais duas boas chances de ampliar sua vantagem. A primeira aconteceu aos 27, com Xavi, e a segunda aos 45, após linda jogada de Messi.

Na segunda etapa, Sir Alex Ferguson decidiu colocar Carlitos Tévez em campo. Quem deixou a decisão mais cedo foi o brasileiro Anderson. Porém, a alteração não deu resultado, principalmente nos primeiros minutos, quando o clube de Camp Nou teve três oportunidades seguidas de marcar, mas Van der Sar levou a melhor. A pressão azul-grená continuou, e, aos oito minutos, a trave evitou o segundo, após cobrança de falta de Xavi.

Vendo sua equipe sem poder de fogo, Alex Ferguson sacou Park para entrar dar chance a Berbatov, artilheiro da equipe na competição. Mas o búlgaro logo viu a dificuldade aumentar, pois aos 25 minutos o Barcelona matou a partida. Xavi fez boa jogada e cruzou com perfeição a Lionel Messi, que, mesmo baixinho, cabeceou para o fundo das redes dos Red Devils.

messi-finalchampionsOs defensores do troféu europeu tentaram a reação na sequência, mas Cristiano Ronaldo parou em bela defesa de Valdés. E a partir daí o clima começou a esquentar em Roma, principalmente por estranhamento entre o atacante português e o zagueiro Puyol. E foi o capitão catalão que quase marcou o terceiro.

Às 22h38, no horário de Barcelona, a torcida local pôde explodir de alegria, quando ouviram o apito final e viram sua equipe ser campeã pela terceira vez do torneio de clubes mais importante da Europa. Antes, o Barça havia levantado o troféu nas temporadas 1991/92 e 2005/06, esta última também levantada por Puyol.

Vitória do jovem Guardiola sobre o experiente e renomado Alex Ferguson. Vitória de Lionel Messi, o verdadeiro melhor do mundo, sobre Cristiano Ronaldo. Vitória do futebol-arte do Barcelona sobre o Manchester United. Final de temporada coroado aos catalães, que conquistaram tudo que podiam, Copa do Rei, Campeonato Espanhol e Liga dos Campeões.messi-trofeu-iniesta-champi

Read Full Post »

Final da Liga dos Campeões da Europa, a partida de futebol que deve perder apenas para a Copa do Mundo em termos de expectativa e audiência ao redor do planeta. Na próxima quarta-feira, a 54ª decisão do torneio será realizada, e, além de Manchester United e Barcelona dentro de campo, outro duelo será entre os treinadores Alex Ferguson e Josep Guardiola.

alexfergusonPor um lado, um homem que não é simplesmente um técnico, e sim um Sir. Nascido na cidade de Glasgow, na Escócia, Ferguson tem um currículo invejável, colecionando onze títulos do Campeonato Inglês, cinco Copas da Inglaterra, duas Ligas dos Campeões da Europa, dois Mundiais de Clubes, entre outros que ocupariam uma página inteira.

No comando dos Diabos Vermelhos há incríveis 23 anos, só ficando atrás de Sir Matt Busby, que treinou a equipe inglesa de 1945 até 1969, Alex Ferguson começou sua carreira de técnico no pequeno East Stirling, passando pelo Saint Mirren, até chegar ao Aberdeen, em 1978, clube no qual conquistou três campenatos escoceses e uma Supercopa da UEFA.

Com o destaque conquistado em sua terra natal, transferiu-se para o Manchester United em 1986, e construiu a história que todos já conhecemos.

Pelo outro lado, temos Josep Guardiola, treinador de apenas 38 anos de idade que estreou neste ano no comando de uma equipe principal, e logo em uma do porte do Barcelona.

Se experiência como treinador é algo que Pep não chega nem aos pés de seu rival de quarta-feira, o ex-meiocampista da seleção espanhola tem identificação de sobra com o clube catalão, além de ter na mão o elenco azul-grená.

Nascido em Santpedor, na região da Catalunha, Guardiola ficou famoso pelo seu desempenho dentro josep-guardioladas quatro linhas, onde defendeu o Barcelona entre 1990 e 2001. Além de seu time de coração, o atual técnico defendeu as cores do Brescia, Roma, Al Ahli e Dorados, encerrando sua carreira como jogador em 2006.

Apenas um ano após pendurar as chuteiras, o ex-capitão catalão assumiu o comando técnico do Barcelona B, e apenas com um ano de experiência, foi promovido a equipe principal no lugar do holandês Frank Rijkaard.

Após um início complicado, levou o time ao título da Liga Espanhola e da Copa do Rei de maneira incontestável, esbanjando um futebol ofensivo e envolvente, que ergueu o Barça ao posto de melhor equipe do mundo por muitos, rótulo este que poderá ser confirmado diante do Manchester United.

O tira-teima tão aguardado entre a experiência e a juventude será tirado na próxima quarta-feira, dia 27/06, quando os Diabos Vermelhos de Sir Alex Ferguson defendem o troféu europeu contra o Barcelona de Josep Guardiola, o time do momento.

Read Full Post »

Se uma das expressões mais utilizadas no mundo do futebol é a famosa “caixinha de surpresas”, esta não pode ser usada para a 54ª edição da Liga dos Campeões da Europa. Com a final marcada para o dia 27/06, Manchester United e Barcelona espantaram as zebras e confirmaram os rótulos de melhores equipes do mundo no momento.

manchester_arsenal1Atual campeão do torneio de clubes mais importante da Europa, os Diabos Vermelhos mantém-se invictos na competição. Sorteado no Grupo E, os ingleses acumularam duas vitórias, sobre Aalborg e Celtic, e quatro empates, duas vezes com o Villarreal e mais duas coms os adversários já citados. Em sua primeira fase, anotou nove gols e sofreu apenas três.

Já pelo Grupo C, o Barcelona chegou aos 13 pontos, batendo o Sporting de Lisboa por duas vezes, além de Shakhtar e Basel, ambos fora de casa. Seu único empate aconteceu contra os suíços, no Estádio Camp Nou. Ainda em seus domínios, foi derrotado por 3 a 2 para os ucranianos. Apesar de ter sofrido oito gols, balançou as redes adversárias dezoito vezes.

Com ambos passando às oitavas-de-final, o Manchester United teve a primeira pedreira pela frente, a tricampeã italiana Internazionale de Milão. messi_recreativo_x_barcelonaApós um empate sem gols no Giuseppe Meazza, os ingleses contaram com o apoio de sua torcida para fazer 2 a 0. Enquanto isso, o Barça não teve problemas para eliminar o Lyon, conseguindo uma vitória por 6 a 3 no placar agregado.

As quartas-de-final assustaram os atuais campeões europeus, que ficaram apenas no empate por 2 a 2 com o Porto, em pleno Old Trafford. Porém, na partida de volta, Cristiano Ronaldo acertou um petardo que garantiu sua equipe na próxima fase. Já o Barcelona, mais uma conseguiu transformar em fácil sua partida, goleando o Bayern de Munique por 4 a 0 no Camp Nou, e segurando um 1 a 1 na Alemanha.

anderson-cronaldoPorém, na fase semi-final os catalães viveram seu maior sufoco no ano. Após empate sem gols contra um retrancado Chelsea na Espanha, a equipe de Josep Guardiola perdia por 1 a 0 até os acréscimos, mas o jovem Iniesta apareceu para calar o Stamford Bridge com um lindo chute, que levou até o seu comandante ao êxtase.

Em um duelo inglês, foi a vez do Manchester United encontrar facilidade. Depois de bater o rival Arsenal por 1 a 0 em casa, foi a Londres e conquistou nova vitória, desta vez por 3 a 1.barcelona_malaga

Doze jogos para cada, mas de nada valerão caso o décimo-terceiro seja fracassado. Para saber quem terá sua vitoriosa campanha coroada com o título da Liga dos Campeões da Europa, teremos que esperar até quarta-feira, quando o Manchester United defenderá o troféu diante do Barcelona, no Estádio Olímpico de Roma.

Read Full Post »