Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Jucilei’

Assim como foi feito no final de cada rodada deste Campeonato Brasileiro, a Equipe do OpinaFute não podia deixar de fazer uma Seleção da competição.

Para a Seleção ser feita, cada um dos integrantes da equipe do site fez um selecionado próprio e, no final, os onze jogadores mais vezes escolhidos foram eleitos para a Seleção do Brasileirão 2009.

Victor – Grêmio

O goleiro do Tricolor Gaúcho se destacou mais uma vez com sua equipe, fazendo sempre grandes partidas e sendo o jogador mais importante do Grêmio. Suas boas atuações chamaram a atenção do técnico Dunga e vem sido convocado constantemente para as partidas que antecedem a Copa da África. Dificilmente fica de fora do Mundial de 2010.

Jonathan – Cruzeiro

Com seu estilo ofensivo de jogar, foi um dos destaques do Cruzeiro até mesmo quando a equipe celeste não vivia sua melhor fase. Assim como o time todo, subiu muito de rendimento no segundo turno do Brasileirão, após o baque da perda da Libertadores ter passado.

Miranda – São Paulo

Assim como Victor, está praticamente garantido na Copa do ano que vem. Cada vez mais se firma como principal zagueiro em atividade no Brasil, se destacando não só na marcação como nas subidas ao ataque. Sua calma é algo difícil de se ver nos defensores da atualidade.

Réver – Grêmio

Apesar de não se mais um garoto, ganhou mais destaque neste ano. Ainda mais do que Miranda, é um zagueiro que se destaca na jogada aérea e que sempre que vai ao ataque leva perigo. Marcou muitos gols importantes pelo Tricolor Gaúcho e também mostra muita segurança na defesa.

Júlio César – Goiás

Ganhou maior destaque na primeira parte do Brasileirão, quando o Goiás ia bem. Com isso, chamou atenção de muitos grandes clubes, principalmente do Corinthians. Tem um estilo muito ofensivo e, por isso, marcou muitos gols. Suas atuações no meio de campo também foram um ponto forte.

Willians – Flamengo

Um total cão de guarda para a zaga do campeão nacional. Viveu alguns altos e baixos durante o Campeonato, mas foi um jogador muito importante para o título rubronegro. Incansável em campo, fez a diferença em muitas partidas.

Pierre – Palmeiras

Coincidência ou não, o alviverde viveu sua pior fase no Brasileirão quando ele se contundiu. É diferencial quando está em campo, tanto pela disposição e marcação, quanto por sua liderança. Exemplo de raça para os companheiros e para a torcida, foi um dos poucos que não ficaram manchados com o vexame do Verdão no Brasileiro.

Diego Souza – Palmeiras

Fez um primeiro turno impecável, assim como grande parte da equipe, mas sofreu muito na segunda parte da competição, quando perdeu seus companheiros Cleiton Xavier e Pierre no meio de campo. Mesmo assim, decidiu jogos a favor do Verdão, muitas vezes com golaços, como o que marcou do meio de campo, contra o Atlético-MG.

Petkovic – Flamengo

Velho? Pode ser. Acabado? Nem pensar. Fez, neste Brasileirão, o que ninguém acreditava. Ressurgiu depois de algumas passagens fracassadas por algumas equipes e foi o maestro que levou o Mengão a um título que a torcida esperava há mais de 15 anos. Quanto mais importante a partida, mais ele jogava.

Diego Tardelli – Atlético Mineiro

Um dos artilheiros do Brasileirão, foi o responsável pelo Galo brigar pelo título por tanto tempo. Virou ídolo da torcida rapidamente e com razão. O Atlético era apontado por muitos como candidato ao rebaixamento e ele foi o responsável por mudar isso. Mesmo que não tenha ganho nada, fez o torcedor atleticano ter orgulho de seu time novamente.

Adriano – Flamengo

Depois de anunciar sua aposentadoria depois de deixar a Inter de Milão, o Imperador voltou em grande estilo ao futebol (mesmo que só tenha o deixado por poucas semanas). Foi, junto com Tardelli, artilheiro do Brasileirão e, junto com Pet, o grande responsável pelo título do Mengão. Mostrou que, quando quer, joga muita bola.

Técnico: Silas – Avaí

Se, no início do Campeonato, alguém lhe dissesse que o Avaí ficaria em sexto lugar no Campeonato, você provavelmente não acreditaria. Ainda mais depois do início ruim da equipe. Silas, entretanto, foi o técnico que conseguiu este feito. Tanto que, ao final do Brasileiro, ele já acertou com o Grêmio e tenta cravar seu nome no hall dos grandes técnicos do Brasil.

Revelação: Jucilei – Corinthians

Chegou pouco antes do início do Campeonato, estreiou na primeira rodada e, antes da virada dos turnos, já era titular absoluto. Aos 21 anos, jogou de volante e de lateral e, em ambas posições, mostrou muita qualidade, persnonalidade e identificação com a torcida. Ponto para a diretoria que achou o jogador no J. Malucelli.

Craque: Petkovic – Flamengo

Voltou ao clube por causa de uma dívida. Muitos falaram mal da contratação, disseram que se tratava de um jogador acabado e que não ia adicionar nada ao Mengão. Ele provou a todos que ainda podia jogar, que podia ser titular e que, ainda mais, podia decidir não só partidas como um Campeonato. A virada flamenguista aconteceu quando ele virou titular. Deixou ainda mais seu nome gravado na História do Fla.

Read Full Post »

selecao-da-rodada7

Eduardo Martini – Avaí

Decisivo em várias partidas dos avaianos neste ano, o goleiro apareceu mais uma vez muito bem e não deixou que sua rede fosse balançada contra o Vitória.

Jucilei – Corinthians

Deslocado mais uma vez para a lateral-direita, o jovem talento alvinegro continua mostrando que tem futuro promissor.

Digão – Fluminense

Com muita raça, o zagueirão Tricolor não aliviou para o ataque palmeirense e não deixou que o goleiro Rafael levasse muitos sustos no Maracanã.

Leonardo Silva – Cruzeiro

Apesar de um mal início de partida, o zagueiro cruzeirense melhorou ao decorrer do relógio e até chegou a marcar o gol de empate da Raposa na Ilha do Retiro.

Márcio Careca – Barueri

Principal válvula de escape do time, o jogador mais uma vez abusou de suas subidas ao ataque e, diante do Internacional, ainda foi o responsável por abrir o marcador.

Maldonado – Flamengo

Volante que já atuou no Cruzeiro, sentiu-se bem no Mineirão contra o ex-rival Atlético Mineiro. Conseguiu proteger bem o setor defensivo e ainda apareceu como elemento surpresa para deixar seu gol.

Marquinhos Paraná – Cruzeiro

O meiocampista tomou conta do meio de campo na Ilha do Retiro, ajudanto tanto na defesa como no ataque.

Gilberto – Cruzeiro

Mais uma vez o veterano meiocampista conseguiu se destacar e comandar a Raposo rumo à virada sobre o Sport.

Madson – Santos

O baixinho entrou em campo apenas na segunda etapa, mas foi o suficiente para infernizar a defesa do Timbú e ainda dar assistência para Neymar marcar.

Neymar – Santos

Outro que foi à campo na segunda etapa, decidiu a partida em favor do Peixe. Fez dois belos gols, esbanjando habilidade.

Ronaldo – Corinthians

O atacante corintiano parece querer estar na África do Sul em 2010. Mostrou grande movimentação, deu uma assistência para Dentinho e ainda marcou um golaço de canhota.

Técnico: Vanderlei Luxemburgo – Santos

Apesar de ter errado na formação inicial do time, soube consertar no segundo tempo, colocando Neymar e Madson em campo, que foram os grandes responsáveis pela vitória santista.

Craque da rodada

neymar-santos-x-nautico

Neymar - Santos

Read Full Post »

selecao-da-rodada7

Bosco – São Paulo

Aproveitou a oportunidade deixada pelo suspenso Rogério Ceni e fechou o gol contra o Internacional. Se não fosse por ele, o São Paulo não saía de campo com os três pontos.

Nei – Atlético Paranaense

Mais uma vez o garoto do Furacão aparece por aqui. Uma das principais peças do time, defende e ataca com qualidade. Contra o Santos, deu trabalho para a ala esquerda.

Mario Fernandes – Grêmio

Zagueirão mostrou muita raça dentro de campo, do jeito que a torcida tricolor gosta. Ganhou a maioria das bolas contra o ataque avaiano.

Marcão – Palmeiras

Surpreendentemente, o contestado jogador teve atuação impecável. Mostrou segurança e raça na parte defensiva e ainda deixou Obina na cara do gol para fazer o quarto.

Dutra – Sport

Foi pelo lado esquerdo que os pernambucanos conseguiram criar as melhores jogadas.

Jucilei – Corinthians

Melhor em campo diante do Vitória. Mostrou grande capacidade de marcação e qualidade para sair com a bola nos pés, tanto que foi o responsável pela assistência no gol de Defederico.

Gilberto – Cruzeiro

Com certeza o principal jogador do elenco cruzeirense. Vem provando jogo a jogo que ainda tem muita lenha pra queimar.

Paulo Henrique – Santos

Apesar do futebol das equipes não ter sido dos melhores, o garoto se destacou em campo. Com muita técnica, foi o senhor do meio de campo, criando as melhores jogadas do Peixe e dando até chapéu.

Diego Souza – Palmeiras

Sem o companheiro Cleiton Xavier ao seu lado, o camisa 7 chamou a responsabilidade para si e comandou o meio de campo alviverde. Futebol de quem quer esta na Copa do ano que vem.

Thiago Ribeiro – Cruzeiro

Com sua costumeira velocidade e habilidade, deu trabalho para a defesa do Santo André. No final da partida, conseguiu se colocar com perfeição e dar a vitória à Raposa.

Obina – Palmeiras

Só não fez chover, ou fez? Três gols e uma assistência de calcanhar para Deyvid Sacconi. O atacante saiu ovacionado pela torcida e com a moral alta para pegar o rival Corinthians no domingo.

Técnico: Adílson Batista – Cruzeiro

Não vou falar muito, assumo que ele está aqui pela comemoração no terceiro gol da Raposa. Foi sensacional.

Craque da rodada

obina-palxgoias

Obina - Palmeiras

Read Full Post »

Eduardo Martini – Avaí

Mais uma vez o goleiro aparece na nossa Seleção, desta vez, parou o ataque corintiano com belas defesas, garantindo o zero no placar.

Júnior César – São Paulo

O lateral-esquerdo ainda não conseguiu chegar ao seu futebol dos tempos de Fluminense, mas neste domingo jogou bem e parece estar evoluindo com a camisa do Tricolor Paulista.

Bruno Costa – Atlético Paranaense

Com atuação segura, o zagueiro foi peça importante da vitória do Furacão sobre o Fluminense.

Renato Silva – São Paulo

Se no Botafogo, o jogador causava calafrios a sua torcida, no Tricolor costuma se sair bem quando requisitado

Júlio César – Goiás

Jogador que está ganhando grande destaque neste Brasileirão, atuando de maneira ofensiva, mais uma vez foi bem e ainda marcou seu gol.

Jucilei – Corinthians

Desconhecido quando chegou ao Parque São Jorge, o jovem talento mostra a cada rodada que tem grande potencial.

Tcheco – Grêmio

Grande comandante do meio de campo gaúcho, o jogador teve bela atuação diante Cruzeiro e ainda balançou as redes do goleiro Fabio.

Felipe Menezes – Goiás

Assim como o Júlio César, o meiocampista é uma das revelações do time esmeraldino nesta temporada. Contra o Santo André, fora de casa, articulou grande parte das jogadas de sua equipe.

Gilmar – Náutico

Para quem pensava que o atacante só sabia fazer gols de pênalti, neste domingo, abriu o placar, em pleno Maracanã, com um belo gol e ainda infernizou a defesa rubro-negra pelo resto da partida.

Dagoberto – São Paulo

Coincidência ou não, o atacante melhorou seu desempenho após a saída de Muricy Ramalho. Contra o Vitória, manteve sua ótima seguência de partidas e fez um golaço, o único no Barradão.

André Lima – Botafogo

Sem sucesso na sua passagem pelo São Paulo, o atacante parece realmente encaixar com o alvinegro carioca. Diante do Barueri, mostrou seu oportunismo para balançar as redes duas vezes, garantindo a vitória do Fogão.

Técnico: Ricardo Gomes – São Paulo

O treinador chegou ao Morumbi com a desconfiança da torcida tricolor, mas agora parece já estar fazendo seu método de trabalho ser entendido pelos seus comandados. Jogando assim, o atual campeão poderá lutar por novo título.

Craque da rodada:

eduardo-martini

Eduardo Martini - Avaí

Read Full Post »

Chicão

Vivendo momentos totalmente distintos, Corinthians e São Paulo se enfrentaram na noite deste domingo, pela sétima rodada do Brasileirão-09, no Pacaembu. O Timão, que pode conquistar o seu segundo título no ano – a Copa do Brasil -, entrou em campo para encarar um Tricolor ainda abatido, graças a eliminação precoce da Libertadores e a saída do então intocável Muricy Ramalho. Com gols de Cristian, Chicão e Jucilei, o Corinthians venceu com facilidade o São Paulo, que descontou com Richarlyson.

O Jogo

Mal começou a partida e um problema assustou o técnico alvinegro Mano Menezes. Marcelo Oliveira, aos 6, sentiu fortes dores na perna esquerda e teve de ser substituído. Diego foi o escolhido por Mano para o lugar do então titular da lateral esquerda do Timão.

Quando o jogo engrenou de fato, o São Paulo teve sua primeira chance de gol com Borges que, aos 14 minutos, foi lançado na área do Corinthians, mas  encontrava-se em posição de impedimento. No lance seguinte, Marlos foi derrubado na área por Marcelinho. Após muita reclamção dos tricolores, entretanto, o árbitro do clássico, Vicente Romano Neto, nada marcou.

Melhor em campo, os comandados de Milton Cruz tomavam conta do duelo e, aos 30, o mesmo Marlos tentou de fora da área, mas o chute foi por cima da meta defendida por Felipe.

Aos 37, o castigo. O velho jargão do futebol mais uma vez se fez presente e, “como quem não faz leva”, Cristian, ao receber pelo passe de Douglas,  encarregou-se de confirmar tal teoria. Ele invadiu a área e mandou com categoria, de perna direita, para o fundo do gol de Dênis, que nada pôde fazer. Era o primeiro dos finalistas da Copa do Brasil. Após o lance, o volante alvinegro também sentiu dores musculares e foi substituído por Jucilei.

Com um clima quente, o segundo tempo começou a todo vapor. Hugo, logo no primeiro minuto da etapa complemetar, arriscou de longe, para fácil defesa de Felipe. Marlos, o melhor em campo pelo lado tricolor, também tentou, mas a sorte era corintiana no Pacaembu. Aos 12, Chicão, o novo “pé-de-anjo” do Parque São Jorge, colocou a bola na gaveta esquerda de Dênis, após bela cobraça de falta. Um golaço que deu ainda mais tranquilidade ao time de Mano Menezes.

Sumido no jogo, Ronaldo teve grande oportunidade para deixar o seu aos 23, quando o garoto Marcelinho encontrou o Fenômeno sozinho na área, mas ele não conseguiu alcançar o lançamento.

Aos 27, após cobrança de escanteio, Jucilei, que havia entrado no lugar de Cristian, cabeceou bem para consolidar a vitória corintiana no Pacaembu.

Relaxado, graças a grande vantagem adquirida, o time do Parque São Jorge permitia as investidas do Tricolor que, aos 35, diminuiu com um belo gol de Richarlyson. Ao receber excelente passe de calcanhar do menino Oscar, revelação do Morumbi, o jogador acertou um belo chute sem chances para o goleiro Felipe, dando números finais ao clássico.

Na próxima rodada, o Corinthians vai ao Paraná pegar o Atlético/PR enquanto o São Paulo recebe o Náutico no Morumbi.

Corinthians 3 x 1 São Paulo

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)

Horário: 18h30min (Brasília)

Corinthians: Felipe; Diogo, Chicão, William e Marcelo Oliveira (Diego); Cristian (Jucilei), Elias e Douglas. Marcelinho (Jean), Ronaldo e Jorge Henrique. Técnico: Mano Menezes.

São Paulo: Denis; André Dias, Jean Rolt (Jorge Wagner) e Renato Silva; Jean (Arouca), Eduardo Costa, Richarlyson, Marlos e Júnior César; Hugo (Oscar) e Borges.

Gols: Cristian, aos 37 minutos do primeiro tempo; Chicão, aos 12, Jucilei, aos 27, Richarlyson, aos 35 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Diogo, Jorge Henrique, William (C); Marlos, Hugo, Jean Rolt, André Dias (SP).

Read Full Post »

Com mais uma rodada do Campeonato Brasileiro concluída, a Equipe Opina Fute seleciona novamente a seleção dos onze jogadores que foram destaques de suas posições nas partidas realizadas. Confira abaixo a seleção eleita:

Marcos – Palmeiras

Em 2009 o goleiro palmeirense vem a cada jogo provando porque é chamado de São Marcos. Fechou o gol no clássico contra o São Paulo, fez lindas defesas e garantiu o empate em 0 a 0.

Alessandro – Corinthians

Um dos titulares escalados por Mano Menezes na vitória sobre o Barueri, o lateral-direito teve boa atuação, apoiando bem pelo seu setor e fechando a defesa do lado direito. Seu folêgo e vontade impressionam.

Fabão – Santos

Na goleada do Santos sobre o Fluminense em pleno Maracanã o zagueiro se destacou com a qualidade de seus desarmes e o bom posicionamento, anulando o artilheiro Fred, grande trunfo do adversário em 2009.

Rever – Grêmio

O zagueiro foi essencial para o Grêmio parar os atacantes do Botafogo e conseguir a vitória por 2 a 0. Muito lúcido, esteve sempre bem nas jogadas e realizou ótimos desarmes.

Fábio Santos – Grêmio

Apoiou muito bem no ataque e realizou uma partida boa na defesa. Coroou sua atuação ao marcar um belo gol na vitória do Grêmio sobre o Botafogo.

Ramires – Cruzeiro

Organizador do meio-campo cruzeirense mais uma vez. Importantíssimo tanto na defesa quanto no ataque, o volante já deixa saudades nos torcedores celeste, que devem lamentar a saída do jogador para o Benfica.

Jucilei – Corinthians

Motivo de piada dos adversários no momento de sua contratação, o jogador não vem sentindo a pressão de atuar no Corinthians e vem desfilando bom futebol. Rápido e bom ladrão de bolas, foi muitíssimo bem na segunda etapa da vitória corintiana e mostrou que pode brilhar pelo Timão.

Madson – Santos

O baixinho infernizou a defesa do Fluminense com sua velocidade e habilidade. Muito veloz, marcou um belo gol e foi o nome do Santos na goleada aplicada em pleno Maracanã.

Anderson Lessa – Náutico

Vindo do banco de reservas o atacante marcou dois gols na virada do Naútico sobre o Atlético Paranaense em plena Arena da Baixada e manteve o Timbu entre os líderes do Brasileiro.

Kléber – Cruzeiro

O Gladiador esbanjou bom futebol ao anotar dois belos gols na vitória por 2 a 0 do Cruzeiro sobre o Vitória, garantindo a Raposa entre os primeiros colocados do torneio.

Éder Luiz – Atlético Mineiro

O Galo conseguiu anotar três gols e vencer o Sport em plena Ilha do Retiro. Muito disso se deve à atuação de Eder Luiz, autor de dois tentos na partida.

Técnico: Waldemar Lemos – Naútico

Novamente Waldemar foi importantíssimo para o Timbú. Acertou ao apostar em Anderson Lessa. Ao colocar o atacante e deixar Carlinhos Bala ser homem de ligação do meio-campo, mudou totalmente o panorama do que parecia ser uma derrota certa para seu time.

Craque da rodada

Marcos – Palmeiras


O arqueiro do Palmeiras foi o nome da rodada ao impedir com lindas defesas que seu time fosse derrotado em pleno Palestra Itália para o rival São Paulo.

Read Full Post »