Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘miranda’

Assim como foi feito no final de cada rodada deste Campeonato Brasileiro, a Equipe do OpinaFute não podia deixar de fazer uma Seleção da competição.

Para a Seleção ser feita, cada um dos integrantes da equipe do site fez um selecionado próprio e, no final, os onze jogadores mais vezes escolhidos foram eleitos para a Seleção do Brasileirão 2009.

Victor – Grêmio

O goleiro do Tricolor Gaúcho se destacou mais uma vez com sua equipe, fazendo sempre grandes partidas e sendo o jogador mais importante do Grêmio. Suas boas atuações chamaram a atenção do técnico Dunga e vem sido convocado constantemente para as partidas que antecedem a Copa da África. Dificilmente fica de fora do Mundial de 2010.

Jonathan – Cruzeiro

Com seu estilo ofensivo de jogar, foi um dos destaques do Cruzeiro até mesmo quando a equipe celeste não vivia sua melhor fase. Assim como o time todo, subiu muito de rendimento no segundo turno do Brasileirão, após o baque da perda da Libertadores ter passado.

Miranda – São Paulo

Assim como Victor, está praticamente garantido na Copa do ano que vem. Cada vez mais se firma como principal zagueiro em atividade no Brasil, se destacando não só na marcação como nas subidas ao ataque. Sua calma é algo difícil de se ver nos defensores da atualidade.

Réver – Grêmio

Apesar de não se mais um garoto, ganhou mais destaque neste ano. Ainda mais do que Miranda, é um zagueiro que se destaca na jogada aérea e que sempre que vai ao ataque leva perigo. Marcou muitos gols importantes pelo Tricolor Gaúcho e também mostra muita segurança na defesa.

Júlio César – Goiás

Ganhou maior destaque na primeira parte do Brasileirão, quando o Goiás ia bem. Com isso, chamou atenção de muitos grandes clubes, principalmente do Corinthians. Tem um estilo muito ofensivo e, por isso, marcou muitos gols. Suas atuações no meio de campo também foram um ponto forte.

Willians – Flamengo

Um total cão de guarda para a zaga do campeão nacional. Viveu alguns altos e baixos durante o Campeonato, mas foi um jogador muito importante para o título rubronegro. Incansável em campo, fez a diferença em muitas partidas.

Pierre – Palmeiras

Coincidência ou não, o alviverde viveu sua pior fase no Brasileirão quando ele se contundiu. É diferencial quando está em campo, tanto pela disposição e marcação, quanto por sua liderança. Exemplo de raça para os companheiros e para a torcida, foi um dos poucos que não ficaram manchados com o vexame do Verdão no Brasileiro.

Diego Souza – Palmeiras

Fez um primeiro turno impecável, assim como grande parte da equipe, mas sofreu muito na segunda parte da competição, quando perdeu seus companheiros Cleiton Xavier e Pierre no meio de campo. Mesmo assim, decidiu jogos a favor do Verdão, muitas vezes com golaços, como o que marcou do meio de campo, contra o Atlético-MG.

Petkovic – Flamengo

Velho? Pode ser. Acabado? Nem pensar. Fez, neste Brasileirão, o que ninguém acreditava. Ressurgiu depois de algumas passagens fracassadas por algumas equipes e foi o maestro que levou o Mengão a um título que a torcida esperava há mais de 15 anos. Quanto mais importante a partida, mais ele jogava.

Diego Tardelli – Atlético Mineiro

Um dos artilheiros do Brasileirão, foi o responsável pelo Galo brigar pelo título por tanto tempo. Virou ídolo da torcida rapidamente e com razão. O Atlético era apontado por muitos como candidato ao rebaixamento e ele foi o responsável por mudar isso. Mesmo que não tenha ganho nada, fez o torcedor atleticano ter orgulho de seu time novamente.

Adriano – Flamengo

Depois de anunciar sua aposentadoria depois de deixar a Inter de Milão, o Imperador voltou em grande estilo ao futebol (mesmo que só tenha o deixado por poucas semanas). Foi, junto com Tardelli, artilheiro do Brasileirão e, junto com Pet, o grande responsável pelo título do Mengão. Mostrou que, quando quer, joga muita bola.

Técnico: Silas – Avaí

Se, no início do Campeonato, alguém lhe dissesse que o Avaí ficaria em sexto lugar no Campeonato, você provavelmente não acreditaria. Ainda mais depois do início ruim da equipe. Silas, entretanto, foi o técnico que conseguiu este feito. Tanto que, ao final do Brasileiro, ele já acertou com o Grêmio e tenta cravar seu nome no hall dos grandes técnicos do Brasil.

Revelação: Jucilei – Corinthians

Chegou pouco antes do início do Campeonato, estreiou na primeira rodada e, antes da virada dos turnos, já era titular absoluto. Aos 21 anos, jogou de volante e de lateral e, em ambas posições, mostrou muita qualidade, persnonalidade e identificação com a torcida. Ponto para a diretoria que achou o jogador no J. Malucelli.

Craque: Petkovic – Flamengo

Voltou ao clube por causa de uma dívida. Muitos falaram mal da contratação, disseram que se tratava de um jogador acabado e que não ia adicionar nada ao Mengão. Ele provou a todos que ainda podia jogar, que podia ser titular e que, ainda mais, podia decidir não só partidas como um Campeonato. A virada flamenguista aconteceu quando ele virou titular. Deixou ainda mais seu nome gravado na História do Fla.

Anúncios

Read Full Post »

selecao-da-rodada73

Bruno – Flamengo

Simplesmente pegou dois pênaltis no duelo contra o Santos, ambos de Ganso, e garantiu a vitória rubro-negra.

Figueroa – Palmeiras

O chileno já está firmado na lateral-direita do alviverde. Com uma bela batida na bola, o jogador cruzou duas vezes para os gols que deram o empate no clássico contra o Corinthians.

Miranda – São Paulo

Depois de atuações recentes abaixo do seu potencial, o zagueiro voltou a jogar bem e mostrar segurança no setor defensivo do Tricolor, sendo um dos principais responsáveis por parar o ataque do Barueri.

Juninho – Botafogo

Além de ter marcado mais um de seus gols de falta, em bela cobrança, o zagueiro fez bem sua função comandando a zaga do Fogão.

Eltinho – Avaí

Um dos principais jogadores do elenco avaiano, o lateral-esquerdo deu trabalho ao lado direito da defesa do Furacão, além de ter participado com efetividade na defesa.

Adílson – Grêmio

Apesar de ter perdido por 2 a 0 para o Santo André, o jovem volante Tricolor teve bela atuação, mostrando que deverá ter futuro promissor.

Ricardinho – Atlético Mineiro

O pentacampeão mundial comandou o meio do campo do Galo na bela vitória sobre o Goiás, criando as melhores jogadas e ainda deixando o seu nas redes de Harlei.

Defederico – Corinthians

Mesmo ainda sem mostrar o futebol esperado em sua chegada, o argentino conseguiu se destacar no clássico contra o Palmeiras, sendo o responsável pelos passes que deixaram Jorge Henrique e Ronaldo na cara do gol.

Marcelinho Paraíba – Coritiba

Principal jogador do Coxa, mais uma vez chamou a responsabilidade para levar o time à vitória e conseguiu. Infernizou a defesa do Vitória e ainda deu a assistência para o gol de Pereira.

William – Avaí

O atacante chegou ao seu oitavo gol no Brasileirão em grande estilo, com uma bela bicicleta que ajudou o Avaí a bater o Atlético Paranaense.

Fred – Fluminense

O atacante não se importou de estar enfrentando seu ex-time e foi o principal nome em campo, balançando as redes duas vezes.

Técnico: Cuca – Fluminense

Depois de ver sua equipe sair perdendo por 2 a 0, o treinador conseguiu mudar o rumo do jogo durante o intervalo com as entradas de Tartá e Digão e a alteração do 4-4-2 para o 3-5-2, que levou o Tricolor à virada e aos três pontos.

Craque da rodada

bruno-flamengo

Bruno - Flamengo

Read Full Post »

E agora, José

O futebol é uma arte, mas poucos são artistas,

Hoje farei uma homenagem aos meus amigos paulistas!

Boleiros fervorosos dos mais diversos mantos,

De Corinthians, Palmeiras, São Paulo e de Santos.

A primeira vai pr’um parça que às vezes é um sono

Ele escreve aqui no “Opina”, meu brother Marcel Buono!

Sempre alviverde, amante da camisa nove,

Do artilheiro do amor, do matador Vágner Love!

Pra quem ele sempre torce: “que gols nunca erre!”

Já que no meio-campo o Palmeiras conta com o Pierre.

O time de Muricy Ramalho é o líder do Campeonato,

Mas anda vacilando e isso é um fato

Perdeu para o Timbú por três tentos a zero

Porém, o Marcel acredita: “Campeões, eu espero!”

Agora o Verdão tem o Flamengo em casa,

Tomara que não aconteça o que houve contra o ASA

Já os alvinegros só falam em Ronaldo,

Que mesmo gorducho ainda dá um caldo

Batata, biscotinho, Cicarelli e pão de mel…

Não importa o que ele coma ele é adorado na Fiel!

Passagens pela Europa o tornaram “pouco rico”

Agora, no Corinthians, temos o Defederico.

Menino argentino, brigador não vai à lona

Só tem um defeito: é adepto do Maradona!

Leandro Sarhan, Léo Sacco, e Chavedar

São “loucos por ti” – “não pára de lutar”!

E o que direi, então, do hexa-brasileiro?

Pro Adriel, meu grande brother, um baita de um parceiro:

Nos três últimos anos o tricolor foi até tri!

Mas, na nossa Copa, não teremos o Morumbi (brincadeirinha)

A equipe anda bem, servindo à seleção

André Dias e Miranda já foram chamados pelo “patrão”

Sempre bem montando, sempre com bons nomes,

Esse é o time do ex-zagueiro Ricardo Gomes!

Pra finalizar vem o Peixe e suas meninas

Que, ao contrário dos marmanjos, fortalecem as minhas rimas!

Mostrando para o mundo que sabem usar os pés,

Trouxeram até a Marta pra usar a camisa 10

Já homens não vão bem, como isso pode?

Essas rimas meio aquáticas vão pro parceiro God

Mas, não fica triste, vocês tem um tal de “Ganso”

Que, diferente do Neymar, não dá uma de “manso”

Joga muito esse menino, tem classe e é de primeira!

Pena, que na frente, quem tá é o Kléber Pereira!

E assim vai terminando essa singela homenagem

Aos 4 de São Paulo que não estão de sacanagem

Já que lá no Rio o amadorismo é o que impera,

Escrevo essas linhas pr’um futebol que é mesmo fera

Read Full Post »

São Paulo

Faz 4 anos que o tricolor não vence o Santo André. De 2005 para cá foram quatro partidas, com dois empates e duas vitórias do time da grande São Paulo, e três desses jogos foram no Morumbi. Para mudar esse mau retrospecto, Ricardo Gomes deve escalar o time quase titular. Hernanes segue machucado e, além dele, o treinador, com medo de perder dois dos zagueiros titulares para o clássico contra o Corinthians, deve poupar Renato Silva ou Miranda. Provavelmente, o ex-botafoguense deve descansar.

Santo André

Rodrigo Fabri e Cris estão machucados. Pelo menos, Sérgio Soares terá a volta da dupla de zaga titular, Marcel e Cesinha, suspensa na última partida. O Ramalhão conta com Marcelinho Carioca, que já fez 12 gols contra o São Paulo, sendo 9 deles em Rogério Ceni.

Santos

O mercado de transferências esteve agitado na Vila Belmiro. Sérgio, ex-goleiro do Palmeiras, foi apresentado. O peixe também contratou Gil, atacante do Vila Nova, que chega por empréstimo até o final do ano que vem. Domingos, afastado por Luxemburgo, quase assinou com o Fortaleza, mas jogador e time não chegaram a um acordo. Outro que está fora dos planos do treinador, Roberto Brum, pelo menos conseguiu um clube. Assinou com o Figueirense, por empréstimo, até o final do ano. Para a partida contra o Botafogo, apenas George Lucas, suspenso, e Paulo Henrique, na seleção sub-20, são desfalques.

Goiás

O time esmeraldino jogou pela Copa Sul-Americana esta semana. Empatou com o Atlético-MG novamente por 1×1, e a classificação foi decidida nos pênaltis. Nas cobranças, 6×5 para o time de Hélio dos Anjos. Para tentar vencer o Corinthians, domingo, no Pacaembu, Amaral e Felipe, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo, não jogam. Além disso, Rafael Tolói e Douglas continuam com a seleção sub-20.

Read Full Post »

sport-x-spO São Paulo ainda não chegou à liderança nesse Campeonato Brasileiro, mas com certeza já pode ser considerado o principal candidato à conquista do título, mais uma vez. A passos largos, o time do Morumbi segue se aproximando da ponta, e neste domingo conseguiu nova vitória.

Depois de passar por protestos de sua torcida ao longo da semana, o Sport Recife esperava iniciar sua recuperação na competição diante do atual campeão nacional, mas o momento da equipe realmente não é bom. Mesmo empurrado por seus torcedores, que não decepcionam quando a bola rola, os pernambucanos tiveram um péssimo primeiro tempo e acabaram dominados pelo Tricolor, que conseguiram abrir o marcador em bela jogada que envolveu Hernanes, Borges e acabou com finalização de Washington.

Para a segunda etapa, o técnico Péricles Chamusca decidiu fazer dupla alteração, colocando Fabiano e Luciano Henrique nos lugares de Juliano e Fumagalli. E as mudanças surtiram efeito, tanto que os donos da casa dominaram as principais ações do jogo. Sofrendo pressão, o São Paulo ainda viu Miranda e Renato Silva sendo expulsos de campo. Pelo lado do Leão, Wilson também foi para o chuveiro mais cedo.

Com o campo esvaziado, o Sport conseguiu chegar ao empate, com Fabiano completando escanteio. Porém, o clube de Recife vacilou, principalmente o jovem Moacir, que perdeu a bola no meio de campo e permitiu o ataque sãopaulino que culminou no gol da vitória, de Hugo, já no último minuto de jogo.

Por que o São Paulo venceu?

Não tem jeito, o São Paulo é o São Paulo e não é à toa que sua torcida voltou a ficar confiante no título. Mesmo sem mostrar um futebol brilhante e sofrendo grande pressão dos donos da casa, o Tricolor manteve-se calmo, como se acostumou a ser nos últimos anos e soube definir na hora certa, aproveitando bobeada incrível da defesa pernambucana. O Sport além de não ser nem sombra do time da Libertadores, ainda conta com um grande azar, a bola chora para entrar.

O que o jogo muda no campeonato?

A nova vitória do São Paulo na competição apenas provou que o clube vem como principal candidato ao título do Brasileirão, ainda mais pelos constantes vacilos de Palmeiras e Atlético Mineiro. Se os paulistas são favoritos ao troféu, os pernambucanos seguem rumo à segunda divisão.

FICHA TÉCNICA

SPORT 1 X 2 SÃO PAULO

Sport Recife: Magrão; César, Igor (Lincon) e Durval; Moacir, Andrade, Juliano (Fabiano), Fumagalli (Luciano Henrique) e Dutra; Wilson e Ciro
Técnico:
Péricles Chamusca

São Paulo: Denis; Renato Silva, André Dias e Miranda; Adrián González (Zé Luis), Richarlyson, Hernanes, Jorge Wagner e Junior Cesar; Borges (Hugo) e Washington (Wellington)
Técnico:
Ricardo Gomes

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes:
Ênio Ferreira de Carvalho e João Antônio Sousa Paulo Neto (ambos do DF)
Cartões amarelos: Wilson (Sport); Renato Silva, Miranda, Adrian González (São Paulo)
Cartão vermelho: Miranda e Renato Silva (São Paulo); Wilson (Sport)

Read Full Post »

Gléguer – Vitória

O goleiro teve que buscar a bola no fundo de suas redes por duas vezes, mas poderia ter sido muito mais. Em tarde inspirada, fez defesas espetaculares.

Nei – Atlético Paranaense

Jogador que vive momentos altos e baixos, fez bela partida diante do Botafogo, sendo fundamental para a vitória no Engenhão.

Miranda – São Paulo

Realmente merece uma vaga na próxima Copa do Mundo. Contra o Goiás, mostrou muita segurança e conseguiu parar, junto aos seus companheiros de zaga, o perigoso Iarley.

Renato Silva – São Paulo

Talvez por ter zagueiros do porte de Miranda e André Dias ao seu lado, o ex-botafoguense cresceu muito de produção neste ano, e mais uma vez fez boa partida.

Anderson Santana – Náutico

Jogador que vem se destacando desde o início do Brasileirão, mas acaba ofuscado pelo fraco time que defende. Na vitória contra o Santo André, mas uma vez se destacou, e ainda deu assistência para gol de Carlinhos Bala.

Sandro – Internacional

O meiocampista foi o melhor em campo no duelo contra o Sport, na segunda-feira. Além de tomar conta do setor, anotou um golaço.

Valência – Atlético Paranaense

Tendo a marcação como seu ponto forte, o volante do Furacão não deixou os armadores do Botafogo criarem chances de gol, e ainda teve suas chances de apoiar o seu ataque.

Henrique – Cruzeiro

Depois de sua aparição no Figueirense, o meiocampista chegou ao Cruzeiro e tomou conta de uma das posições do meio de campo. Na partida contra o Coritiba, mostrou o por que de ser titular de Adílson Batista.

Conca – Fluminense

Apesar de não ter conseguido levar os cariocas à vitória, o argentino esbanjou sua costumeira habilidade com a bola e foi o grande responsável pela armação de jogadas do seu time.

Marcelinho Paraíba – Coritiba

O Coritiba perdeu feio em pleno Couto Pereira, o experiente atacante nem realizou uma partida primorosa, mas o seu golaço, fazendo fila e driblando o goleiro mereceu um lugar na seleção da rodada.

Fernandinho – Barueri

Principal revelação do Campeonato Brasileiro até o momento, o veloz atacante mais uma vez surpreendeu a defesa rival. Diante do Grêmio, anotou novo gol, o da vitória paulista.

Técnico: Silas – Avaí

Depois de ver sua equipe sair perdendo por dois a zero, o comandante avaiano conseguiu mudar sua equipe, principalmente os brios de seus jogadores, que conseguiram reagir e levar um ponto para Florianópolis.

Craque da rodada

fernandinho-barueri

Fernandinho - Barueri

Read Full Post »