Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Nilmar’

Depois de uma semana com a grande parte dos jogos de futebol sendo disputados pelas seleções nacionais, nesta quarta-feira a situação volta ao normal, e, como sempre, gols brasileiros não faltam ao redor do planeta.

Espanha

Nilmar fez dois contra o Valladolid

Apesar de ser o novo líder do Campeonato Espanhol, o Real Madrid não contou com nenhum tento verde e amarelo nos últimos dias. Situação diferente a do Barcelona, que empatou em 1 a 1 com o Athletic de Bilbao graças ao gol de Daniel Alves. No mesmo dia, Renato garantiu a vitória do Sevilla por 2 a 1 sobre o Tenerife. No domingo, quem se destacou foi Nilmar, que marcou duas vezes no triunfo de 3 a 1 do Villarreal sobre o Valladolid. Diego Costa descontou para os derrotados. Perto dali, o Zaragoza visitou o Málaga e conseguiu um pontinho, o ex-corintiano Éwerthon foi o autor do gol visitante.

Itália

A rodada italiana contou com um jogaço no domingo, a bela vitória do Milan por 4 a 3 sobre o Cagliari. E os três pontos só foram conquistados pelas belas atuações de Ronaldinho e Pato, que marcaram um cada. Do outro lado, o ex-cruzeirense Nenê descontou.

Já  pela Serie C1/A, Emerson tentou, mas não foi o suficiente para o Lumezzane, que saiu derrotado pelo Como, fora de casa, por 2 a 1.

Portugal

O futebol na terra dos nossos colonizadores foi movimentado apenas pela Taça de Portugal, o suficiente para ter seu espaço por aqui. No domingo, o Vitória Guimarães surpreendeu o Benfica, em pleno Estádio da Luz, e venceu por 1 a 0 com gol do zagueiro Gustavo Lazzareti. Outro clube da capital, o Sporting, não decepcionou sua torcida e goleou o Pescadores Costa Caparica por 4 a 1 e, sem dúvida, Liédson deixou o dele. No mesmo dia, outro Sporting se deu bem, mas o de Braga, e venceu o Vitória Setúbal por 3 a 0, com tentos de Moisés e Márcio Mossoró, ex-Internacional e Paulista de Jundiaí.

Alemanha

Naldo comemora com seus companheiros

Pela Bundesliga, o agora vice-líder Werder Bremen deu show, e atropelou o Freiburg por 6 a 0. O zagueirão Naldo deixou o seu de pênalti. Outro que goleou foi o Hoffenheim, que fez 4 a 0 no Colônia, com o jovem Carlos Eduardo vibrando com a galera. Para completar a elite do país, o atacante Grafite converteu sua penalidade  mas o Wolfsburg acabou derrotado pelo Nuremberg por 3 a 2.

Já  na segunda divisão alemã, o Frankfurt não teve problemas para passar pelo Oberhausen, fora de casa, 3 a 1 com dois gols de Cidimar, jogador com passagem pelo Internacional.

Leste Europeu

Wagner com a camisa do Lokomotiv

Uma das regiões mais recheadas de brasileiros no mundo, sempre aparece por aqui. Começando pela Rússia, dois clássicos movimentaram o o final de semana. No primeiro, o Lokomotiv Moscow venceu o Dinamo por 2 a 0, e o ex-cruzeireinse Wagner foi autor de um dos gols. No segundo, o Spartak foi derrotado por 3 a 2 pelo CSKA, com seus dois gols sendo marcador por Welliton e Alex.
Uma das surpresas positivas da área foi o futebol búlgaro. Por lá, seis brasucas balançaram as redes nos últimos sete dias. No 5 a 0 do Litex sobre o Lokomotiv Plovdiv, Tom, ex-Portuguesa, Sandrinho, ex-Juventude, e Doka Madureira, ex-Goiás, colocaram seus nomes no placar. No 3 a 0 do Levski sobre o Cherno More Varna, outro ex-lusitano marcou, o meia Joãozinho. Ainda no sábado, Michel Platini, que não é aquele, contribuiu com CSKA Sofia no empate por 2 a 2 no clássico contra o Lokomotiv. Já no domingo, a estrela foi José Júnior, que simplesmente fez três na vitória de 3 a 2 do Slavia Sofia sobre o Chernomorets Burgas.
Na Croácia, o atacante Dodô foi o responsável pelos três pontos do Inter sobre o Lokomotiva, enquanto Rafael Paraíba apenas foi mais um a marcar no massacre de 6 a 0 do Hajduk Split sobre o Croatia Sasvete. O jogador está emprestado pelo Grêmio para ganhar maior experiência.
Para fechar a região, um jogador que sempre coloca seu nome nesta coluna, Jajá. O atacante, que já teve passagem pelo Flamengo, fez mais um com a camisa do Metalist Kharkiv, desta vez na vitória do clube sobre o Zorya, pelo Campeonato Ucraniano.

Grécia e Inglaterra

Denílson fez a festa dos Gunners

Nas belas terras gregas, o Iraklis não saiu de um empate por 2 a 2 com o Atromitos, diante de sua torcida. Luís Eduardo foi responsável por um dos gols dos visitantes. Já no clássico entre PAOK e Aris, o lateral-direito Neto, que teve passagens por Ituano, Paraná, Santos e Fluminense marcou um dos gols nos 4 a 1 dos donos da casa.
Fora da terra firme, na Inglaterra, apenas uma presença brasileira nas redes, e em partida válida pela Liga dos Campeões da Europa, o jovem Denilson marcou o segundo do Arsenal na vitória por 2 a 0 sobre o Standard de Liège.

Holanda, Dinamarca e Suíça

Direto da base do Cruzeiro para o solo holandês, o garto Jonathas marcou mais um gol com a camisa do AZ Alkmaar, desta vez na goleada por 4 a 2, fora de casa, sobre o Roda. Outro que iniciou em Minas Gerais, mas no rival Atlético Mineiro, foi o atacante Aílton, que anotou dois tentos na vitória do Copenhagen sobre o Randers, pelo Campeonato Dinamarquês. Já pela Copa da Suíça, o Kriens bateu o Solothurn por 4 a 2 e contou com a colaboração do zagueiro Thiago.

Turquia e Chipre

Ex-palmeirense Kahê

A rodada turca teve como grande duelo o Besiktas enfrentando o Fenerbahçe. E os donos da casa conseguiram vencer o rival por 3 a 0, com direito a gol do ex-corintiano Bobô. Outro jogador que saiu de São Paulo para a Turquia e balançou as redes nos últimos dias foi Kahê. O ex-palmeirense participou do placar de 3 a 1 do Genclerbirligi sobre o Istanbul Buyuksehir. Já pela segunda divisão do país, Tiago Bezerra bem que tentou, mas seu Altay saiu de campo derrotado por 2 a 1 pelo Bucaspor.
No rival político Chipre, o veterano Clayton, de 34 anos de idade, marcou um dos gols do AEL Limassol nos 3 a 1 sobre o fraco Nea Salamis.

Oriente Médio

Como os Emirados Árabes Unidos não tiveram jogos nos últimos dias, a região não esteve cheia de gols como de costume. Em Israel, o ex-vascaíno Cadu marcou para o Bnei Sachnin na vitória por 2 a 1, fora de casa, sobre o Maccabi Petah Tikva. No mesmo dia, o Hapoel Raanana fez 2 a 1 no Hapoel Haifa, e Cristiano foi o autor do tento da vitória.
Mais ao Sul, mais precisamento no Qatar, o atacante Júlio César fez o único gol do Al Ahli no empate por 1 a 1 com o Al Khor. Em outro empate, Leandro balançou as redes para o Al Sadd no movimentado 3 a 3 com o Al Arabi.

Japão

Lucas defende as cores do Gamba Osaka

Sem rodada no Campeonato Chinês, o espaço do extremo oriente fica todo para o Japão. Por lá, três atacantes levaram seus times às vitórias no sábado. França para o Kashiwa Reysol, Lucas para o Gamba Osaka, e Edmílson, com incríveis três gols, para o Urawa Red Diamonds.
No domingo, Neto Baiano fez um nos 2 a 1 do JEF United em cima do FC Tokyo, enquanto o meia Fernandinho, que já atuou com as camisas do Vasco e do Figueirense, foi o único a alterar o placar na vitória do Oita Trinita sobre o Kawasaki Frontale.

Anúncios

Read Full Post »

brasucas-ao-extremo3

Como os últimos sete dias mostraram uma quantidade imensa de atletas verde-amarelos fazendo seus gols pelo mundo, a coluna dessa quarta será escrita de um jeito diferente, de modo que a leitura seja facilitada.

Espanha

A rodada da Liga Espanhola foi fraca para os brasucas. No final de semana, apenas Nilmar balançou as redes, o de abertura de placar do Villarreal na vitória por 2 a 1 sobre o Málaga. Já na terça-feira, o Sevilla entrou em campo pela Copa do Rei e goleou o Atlético Ciudad por 4 a 2, com dois gols de Luís Fabiano.

Itália

pato-realmilan
Pato deu show no Bernabéu

Antes de chegar às competições nacionais, primeiro temos que passar pela Liga dos Campeões. No jogo dos maiores campeões do torneio, o Milan levou a melhor sobre o Real Madrid em pleno Camp Nou, e graças a Pato, que marcou duas vezes e ajudou a construir a virada de 3 a 2.
Pela Serie A, o atacante Nenê, ex-Santa Cruz e Cruzeiro, fez o seu de pênalti para o Cagliari na vitória sobre o Genoa. No mesmo dia, Barreto, ex-Udinese, comemorou com a torcida do Bari no belo triunfo sobre a Lazio. Enquanto Amauri garantiu os três pontos da Juventus diante do Siena.
Ao descer para a Serie B, o destaque foi o Empoli, principalmente o atacante Éder, que começou no Criciúma e marcou duas vezes na última semana. Primeiro na vitória sobre o Ascoli, depois no empate com a Triestina. Outro que ficou no empate foi o Cesena, que contou com um tento de Guilherme do Prado, ex-Portuguesa Santista, no duelo contra o Grosseto.

Portugal

hulk-porto
Hulk beija escudo do Porto

Os portugueses se deram bem nas competições européias nos últimos dias. Pela Liga dos Campeões, o Porto bateu o APOEL por 2 a 1, sendo os dois gols de Hulk, recém-convocado por Dunga. Já pela Liga Europa, o Benfica meteu cinco no Everton, e o zagueiro Luisão contribuiu com o placar.
O clube de Lisboa ainda conseguiu outra goleada, desta vez por 6 a 1 em cima do Nacional pelo Campeonato Português. Nenhum brasuca fez para os vermelhos, mas o de honra foi de Edgar. Ainda pela Liga, Carlão e Cássio construíram o 2 a 0 do União Leiria sobre o Naval. Enquanto o zagueiro Evaldo empatou para o Braga diante do Rio Ave.

Holanda

Um jogador que vem se chamando a atenção recentemente é o jovem Jonathan Reis. O atacante saiu da base do Atlético Mineiro rumo ao PSV e sempre balança as redes. Na quinta-feira, garantiu a vitória do seu time sobre o Copenhagen pela Liga Europa, e no domingo fez mais um, na goleada por 4 a 0 sobre o NEC pela Liga.
Pela segunda divisão do país, o garoto Bruno Andrade participou do movimentado placar de 4 a 4 no duelo entre Helmond Sport e AGOVV. Já pela Copa da Holanda, na terça-feira, Leonardo marcou duas vezes no belo 6 a 1 do NAC sobre o De Treffers, enquanto Everton e André Bahia ajudaram nas vitórias respectivas do Heracles e Feyenoord.

Alemanha

País que costuma colocar alguns nomes no Opina Fute toda quarta-feira, não representou desta vez. Apenas um brasileiro conseguiu fazer a alegria da sua torcida, e pela segunda divisão. O atacante Cidimar, que já atuou pelo Internacional, Caxias, Guarani e Paysandú, fez para o Frankfurt nos 3 a 2 sobre o Munique 1860.

Turquia

alex-fenergalatasaray

Alex é abraçado por companheiros após gol

Convocado mais uma vez por Dunga, o meia Elano fez o seu na quinta-feira passada, de pênalti, quando o Galatasaray passou pelo Dinamo Bucareste por 4 a 1 pela Liga Europa. Porém, no domingo, o tradicional clube voltou a campo, desta vez para o duelo contra o arqui-rival Fenerbahçe, e acabou saindo derrotado por 3 a 1, com dois tentos do craque Alex.
Pela segunda divisão do país, o ex-flamenguista Fabiano Oliveira comemorou com a torcida do Giresunspor na vitória por 3 a 0 sobre o Samsunspor.

Áustria e Suíça

Outro jogo que movimentou a Liga Europa foi Austria Vienna e Werder Bremen. Jogando em casa, os austríacos ficaram no empate por 2 a 2, e o atacante Schumacher, ex-Atlético Paranaense, guardou o seu.
Nas ligas nacionais, o meia Sandro, que já jogou pelo Vitória e Vasco igualou o marcador para o Austria Kärnten diante do Kapfenberg. Enquanto o atacante Fabiano, que iniciou carreira na Ponte Preta, fez um hat-trick no espetacular 6 a 0 do Wacker Tirol sobre o Hartberg.
Já na vizinha Suíça, gol apenas na segunda divisão, e mais uma vez de Silvio Carlos, que vem se destacando com a camisa do Lugano FC. Desta vez deixou um no empate com o Yverdon, fora de casa.

França

Em solo francês, apenas dois jogos contaram com tentos verde-amarelos. No primeiro, o Monaco bateu o Boulogne por 3 a 1, com dois gols do artilheiro do campeonato Nenê. Na outra partida, o meia Éderson fez o gol de honra do Lyon na goleada de 4 a 1 sofrida para o Nice.

Escandinávia

Como sempre, os países escandinavos enchem a Brasucas ao Extremo. Desta vez não foi diferente. Na Suécia, Wilton Figueiredo marcou para o Malmo no empate, fora de casa, com o GAIS. O time ainda voltou a campo quatro dias mais tarde, contra o Kalmar, novamente fora de casa, e foi derrotado por 5 a 4, com gol de Ricardo Santos para os donos da casa. O atacante também marcou no empate entre Kalmar e Helsingborg. Outro que vem fazendo sucesso em terras estrangeiras é Antônio Flávio, que garantiu a vitória do AIK sobre o Hammarby.
Na Noruega, José Mota deu a vitória ao Molde sobre o Fredrikstad, enquanto Diego Silva, ex-Londrina, não conseguiu evitar a derrota do Aalesund para o forte Rosenborg. Para completar, Felipe Gonçalves fez dois na goleada por 4 a 1 do Naestved em cima do Thisted, este pelo Campeonato Dinamarquês.

Leste Europeu

luiz-adriano-shakhatr

Luiz Adriano com a camisa do Shakhtar

Assim como a Escandinávia, outra região recheada de brasileiros é o leste europeu. O primeiro alvo é a Ucrânia, onde o Shakhtar venceu o Tolouse por 4 a 0 na última quinta-feira, com gols de Fernandinho e Luiz Adriano duas vezes, pela Liga Europa. Já na Liga, o único tupinquim a comemorar foi o ex-flamenguista Jajá, na vitória do Metalista sobre o Vorskla Poltava.
Na Bulgária, o meia Tom, que já defendeu as cores de Botafogo e Portuguesa deu os três pontos para o Litex diante do Lokomotiv. Já José Júnior, ex-Duque de Caxias, ficou, junto ao seu Slavia Sofia, no empate com o Cherno More Varna. Mas quem não conseguiu somar nenhum ponto foi o Lokomotiv Plovdiv, que mesmo com gol de Rafael Sciani, foi derrotado pelo Sliven.
Em solo húngaro, o Lombard-Papa conseguiu atropelar o Nyiregyhaza por 5 a 1, e Alex fez dois neste placar. Perto dalí, no ex-clube da lenda Puskas, o Honved, Diego saiu para o abraço nos 3 a 0 sobre o Szolnok.
Um jogador que deveria ter recebido chance nesta última convocação de Dunga seria o atacante Welliton, que mais uma vez brilhou com a camisa do Spartak de Moscou, fazendo dois na vitória sobre o Khimki. No dia seguinte, outro Spartak entrou em campo pelo Campeonato Russo, mas o de Nalchik, que contou com gol de Leandro da Silva para arrancar empate do Zenit.
Na Polônia, o jovem zagueiro Marcelo, ex-Santos, garantiu o triunfo do Wisla Krakow  sobre o Piast Gliwice. Fora da elite do país, Dudu Paraíba fez o goleiro adversário buscar a bola nas redes duas vezes no elástico 7 a 0 do Widzew Lodz em cima do Znicz.
Para fechar a região, dois países que garantiram suas vagas na próxima Copa do Mundo. Na estreante Eslováquia, o atacante Gaúcho, ex-Juventus, fez para o Slovan Bratislava em cima do Sobota. Já na Sérvia, Cléo marcou dois para o Partizan diante do Rad, em clássico de Belgrado.

Grécia e Chipre

No sábado, o Olympiakos bateu o Ergotelis por 2 a 1 pelo Campeonato Grego, e o meia Dudu Cearense anotou um. No dia seguinte, pela Liga do Chipre, o Ermis fez 5 a 3 em cima do Aris. Joeano fez três e Wender um para os donos da casa, enquanto Eduardo Marques descontou para os visitantes.

Oriente Médio

juninho-algharrafa

Juninho em jogo pelo Al-Gharrafa

Fora da Europa, a viagem chega à terra dos petrodólares. Nos Emirados Árabes Unidos, Marcelinho fez os dois do Sharjah na vitória sobre o Al Nasr. Outro que fez os dois do seu time foi Alexandre Oliveira, no êxito do Al Wasl diante do Al Dhafra. Mas quem não se contentou com dois gols foi Fernando Baiano, que deixou três na goleada do Al Wahda em cima do Al Shabab. O meia Pinga também fez um para os donos da casa.
Perto dalí, no Qatar, o meia Roger participou da vitória do Al Sailiya sobre o Al Shamal. Mesma sorte não tiveram Juninho Pernambucano e Júlio César, que ficaram em empate e derrota com as camisas do Al Gharrafa e Al Ahli, respectivamente.
Já na Liga do Bahrein, quem aparece mais uma vez por aqui é o atacante Rico, desta vez na vitória de 2 a 0 do Al Muharraq sobre o Manama.

Coréia e Japão

danilinho-jaguares

Danilinho comemora no Jaguares

Na Terra do Sol Nascente, a legião de brasileiros é grande e um time que vem forte é o Kawasaki Frontale, que massacrou o Sanfrecce Hiroshima por 7 a 0, com dois gols de Juninho e um de Renatinho. Omiya Ardija e Kashima Antlers também venceram, com gols de Rafael Mariano e Marquinhos, respectivamente.
Pela segunda divisão do país, Maranhão e Kaio marcaram nas vitórias do Ventforet e Cerezo Osaka. Já Josimar, ex-Ipatinga, ficou apenas no empate com seu Ehime diante do Gifu.
De volta ao continente, na Coréia do Sul, o atacante Índio, que recentemente se destacou com a camisa do Vitória, deixou o seu na goleada de 4 a 1 do Gyeongnam sobre o Seongnam Ilhwa. No dia anterior, Edu havia empatado o placar para o Suwon diante do Jeonbuk.

México

Se há duas semanas quem apareceu aqui foi o atacante Itamar, desta vez o destaque vai para Danilinho, ex-Santos e Atlético Mineiro, que garantiu pelo menos o empate do Jaguares contra o Santos Laguna, no sábado.

Read Full Post »

brasucas-ao-extremo3Com o início das competições européias, a tendência no número de gols brasucas ao longo da semana é aumentar, e foi examente isto que aconteceu. Pelo segundo dia da Liga dos Campeões da Europa, o ex-cruzeirense Gérson Magrão fez o segundo do Dínamo Kiev na vitória por 3 a 1 sobre o Rubin Kazan. Pelo Grupo H, o Arsenal passou sufoco, mas conseguiu uma bela virada sobre o Standard Liège graças ao croata-brasileiro Eduardo da Silva. Mas quem realmente dependeu de nossos jogadores para somar seus primeiros três pontos foi o Sevilla, que bateu o desconhecido Unirea com gols de Renato e, sempre ele, Luís Fabiano.

renato-sevilla

Renato vibra contra o Unirea

Como se não bastasse a Champions League, a nova Liga Europa começou no meio da semana passada e o que não faltaram foram comemorações verde-amarelas. Pelo Grupo J, os dois jogos contaram com isso. No primeiro, o ex-corintiano Willian colaborou com a goleada de 4 a 1 do Shakhtar sobre o Club Brugge. Já no segundo, Cléo, ex-Atlético Paranaense fez um, mas não foi capaz de evitar a derrota do Partizan Belgrado para o Tolouse.

Em partidas que envolveram clubes portugueses, não há nem dúvida de que os tupiniquins foram responsáveis por alterações nos placares. Na derrota do Nacional da Ilha de Madeira por 3 a 2 para o Werder Bremen, o zagueiro Felipe Aliste, ex-Guarani, anotou o seu. Já a partida entre Heerenveen e Sporting terminou em 3 a 2 para os lusos, e quem será que foi o autor dos gols? Sim, Liédson três vezes, na Holanda.

Outra equipe que conseguiu vitória fora de casa foi o Galatasaray, que viajou a Grécia e voltou para casa com um 3 a 1 diante do Panathinaikos. O meia Elano, recém-chegado do Manchester City, foi quem abriu o placar.

nilmar-villarreal

Nilmar não jogou bem mas decidiu

O restante dos gols foram anotados por jogadores de ataque. Na Bulgária, Michel, que veio do Chernomorets, fez o empate do CSKA Sofia diante do Fulham. Perto dalí, em Praga, o garoto Jonathan Reis, cria das categorias de base do Atlético Mineiro, fez os dois do PSV Eindhoven no 2 a 2 com o Sparta local. Diferente dos últimos dois citados, os brasileiros que completaram a rodada da Liga Europa são conhecidos por todos por aqui. Nilmar fez o único do Villarreal no êxito sobre o Levski, enquantoaproveitou o 4 a 0 do Everton sobre o AEK para marcar.

Depois de explorar as competições continentais, já é hora de seguir para as ligas e copas nacionais pela Europa. A primeira parada será a região escandinava, onde muitos desconhecidos da maioria do público se destacam. Um exemplo disso é o jovem Wanderson, que saiu do River do Piauí para a Suécia e fez um hat-trick na última quinta-feira, quando o GAIS goleou o Gefle por 4 a 0. No mesmo país, o meia Marcel Sacramento fez só um, e não foi suficiente para o Jonkopings, que perdeu por 5 a 3 para o Ljungskile.

A Suécia ficou para trás, mas o frio veio junto. Na Rússia, o zagueiro Leandro, que tem maior parte da carreira no leste europeu, fez o dois do Spartak Nalchik na vitória sobre o Khimki. Se Khimki, Spartak Nalchik e seu Leandro são praticamente nulos para a maioria, os próximos deixam saudades para torcedores de Internacional e Cruzeiro. O meia Alex fez de pênalti para o Spartak de Moscou contra o Saturn, naquele famoso lance que o torcedor invadiu o gramado para cobrar a penalidade. Já o duelo entre CSKA e Dinamo Moscou contou Guilherme comemorando.

Antes de chegar às grandes potências do Velho Continente, passaremos por Holanda, Bélgica, Grécia e Turquia. Na terra de Van Gogh, Claudemir contribuiu com o placar de 5 a 2 do Vitesse sobre o Top Oss. No país vizinho, o zagueiro Felipe, ex-Coritiba, balançou as redes pelo Standard Liège, enquanto Alex da Silva fez para o Sint-Truiden na derrota para o Racing Genk. Indo em direção ao sul, o futebol turco obriga uma parada. Mais uma vez por aqui, o ex-palmeirense Kahê fez o seu na vitória do Gençlerbirligi sobre o Ankaraguçu. Agora, no duelo entre os trava-línguas Eskisehirspor e Gaziantepspor, os defensores Ivan, ex-Furacão, e Julio César, ex-Real Madrid, Milan, Benfica e Olympiakos, deixaram o deles para os visitantes. Já na capital, Vederson fez o 1 a 0 do Fenerbahçe sobre o Istanbul Buyuksehir. Para completar o roteiro citado, Diogo, ex-Portuguesa, ajudou o Olympiakos a vencer o PAOK por 2 a 1, fora de casa.

nene-monaco

Nenê está bem com a camisa do Monaco

A Inglaterra é um país que não conta com muitos brasucas, mas dois deles vão aparecer por aqui. E o primeiro ainda será pela segunda vez neste texto. Eduardo da Silva deixou o seu nos 4 a 0 do Arsenal sobre o Wigan. O outro é Anderson Silva, que jogou no Uruguai e no Everton antes de balançar as redes com a camisa do Barnsley no 3 a 2 sobre o Burnley, pela Copa da Liga Inglesa. Ao fazer a travessia do Canal da Mancha, Nenê foi o único representante do nosso país na França, fazendo de pênalti na vitória do Monaco sobre o Nice.

zeroberto-x-frankfurt

Zé Roberto é o principal jogador do Hamburgo

Na Alemanha, um jogador que poderia resolver a difícil situação do Botafogo nesse ano fez sua torcida vibrar no sábado. Maicosuel anotou um nos 4 a 2 do Hoffenheim sobre o Borussia Monchengladbach. No dia seguinte, o veterano Zé Roberto deu o empate ao Hamburgo na partida com o Frankfurt. Depois dos jogos pela Bundesliga, o veterano Everson, que já defendeu clubes como Servette e Benfica, marcou dois dos quatro do Koblenz sobre o Energie Cottbus, pela copa do país.

Saindo da terra de Hitler e indo para a de Mussolini, o atacante Barreto foi emprestado pela Udinese ao Bari e deixou o seu nos 4 a 1 sobre a Atalanta. Um que fez, mas não conseguiu levar os três pontos para seu time foi Jeda, nos 2 a 1 da Internazionale sobre o Cagliari. Na Serie B, o zagueirão Fabiano fechou o placar de 3 a 1 do Lecce contra a Triestina.

danielalves-barcelona

Daniel Alves após mais uma falta perfeita

Agora partimos em direção à península Ibérica, onde o lateral Thiago Carleto, ex-Santos, inaugurou o placar para o Elche. Porém, Igor converteu penalidade e garantiu a virada do Levante pela segunda divisão espanhola. Na elite, Daniel Alves cobrou falta com perfeição nos 5 a 2 do Barcelona sobre o Atlético de Madrid. No dia seguinte, o zagueiro Michel, que surgiu na base do Flamengo, foi o único a comemorar na vitória do Almería em cima do Getafe.

Como sempre, Portugal é o ponto final da viagem pela Europa. No sábado, William abriu o marcador para o Paços Ferreira, mas Adriano, ex-Coxa, garantiu o empate do Rio Ave. Já o veterano Alan, que iniciou carreira no Ipatinga, conseguiu quebrar o Porto e garantir o 1 a 0 do Braga. No domingo, foi a vez de Edgar dar três pontos para seu time, fazendo os dois do Nacional sobre o Marítimo.

Antes de cruzar o Atlântico rumo à América do Sul, o Oriente Médio não pode ser esquecido, uma vez que lá três compatriotas tiveram felicidade na última quinta-feira. No Qatar, Leandro Silva fez o terceiro do Al Sadd contra o Al Ahli, enquanto Magno Alves e Davi José Silva foram responsáveis pelos dois tentos do Umm Salal na derrota por 3 a 2 para o Al Wakra.

Apesar de ficar mais perto de nós, os jogadores que atuam em ligas menos populares da América acabam passando sem serem percebidos, mas não aqui. Na Bolívia, Charles da Silva fechou a goleada do Bolívar sobre o Blooming. Ainda na capital de Evo Morales, Régis de Souza fez o único do La Paz no fracasso diante do Real Mamoré.

No Equador, o Espoli venceu o El Nacional por 3 a 2, e Marquinho foi quem abriu o placar para os donos da casa. Mas quem realmente conseguiu ser o destaque dos últimos sete dias ficou por último nessa lista. Andrézinho, do River Plate uruguaio, foi responsável pelo empate da sua equipe com o Danúbio, e, nesta terça, deixou o seu nos surpreendentes 4 a 1 em cima do Vitória da Bahia, em partida válida pela Copa Sulamericana.

Realmente tem muitos brasileiros ganhando a vida com o futebol pelo mundo afora, e o número de redes estufadas por eles é apenas uma amostra disso. Até a próxima quarta, com mais uma provável enxurrada verde-amarela.

Read Full Post »

1) Tendo o dito melhor time do país

Essa aula vem direto do Rio Grande do Sul e é ministrada com primor no Brasileirão pelo professor Tite. Comandando o Internacional o treinador, conhecido por ser especialista em tirar times do buraco, está colocando o Colorado em uma roubada atrás da outra em pleno ano de centenário. Após ser campeão gaúcho em uma final que nem contou com o Grêmio e que terminou mais uma vez em goleada histórica, o clube dos Pampas foi simplesmente limpado do mapa na final da Copa do Brasil. O Inter se mostra medroso na maioria das vezes e o elenco, recheado de qualidades técnicas, não parece suportar a pressão do rótulo que a imprensa impôs. E o segundo semestre parece cada vez mais ir por água abaixo. Lutando pelo título brasileiro, os gaúchos estão desde o início do certame na corrida atrás de outro time. Não importando qual o adversário que está na frente, Tite sempre vê seus comandados fracassarem na busca pela ponta. Este final de semana ficou marcado pela derrota para o Vitória, que acabou com qualquer chance colorada de chegar ao primeiro lugar. As retrancas montadas pelo treinador parecem ser cada vez mais motivo de alegria para aqueles que disputam com o Inter. Mesmo com um elenco quase que galático – sim, no âmbito nacional Guiñazu, D’Alessandro, Taison e o agora ausente Nilmar são jogadores galáticos – o Internacional se vê cada vez mais sem poder de chegada. Deve perder um título que era dado como certo (mais um) e irá ter, no fim das contas, comemorado seu centenário só com um Estadual. Bela aula.

2) Achando que férias têm seis meses

A qualidade de Mano Menezes é indiscutível. Arrisco dizer que ele é hoje o melhor técnico do Brasil. Montou um time que saiu da série B para vencer de forma invicta o Paulistão e para abocanhar a Copa do Brasil, ambas as conquistas efetuadas com o clube jogando o melhor futebol até então no país. Mas os títulos parecem ter acabado com a gana corintiana. Claro, as perdas de André Santos, Cristian e Douglas foram muito sentidas. Algumas lesões também foram prejudiciais. Mas a derrota para o Goiás, no último fim de semana, por exemplo, foi prova concreta da falta de interesse do Alvinegro do Parque São Jorge no torneio. Atuando sem vontade alguma o Timão não se contagiou nem com os 30 mil torcedores que lotavam o Pacaembu e muito menos com as voltas tão esperadas de Alessandro e, principalmente, Ronaldo. A derrota para o Esmeraldino sepultou as já escassas chances de título. Agora sim, o Corinthians pode entrar de férias. Mas Mano e a diretoria erraram em deixar o clima de oba-oba tomar posse do elenco. E me perdoem se discordarem, mas esse foi sim o clima do Timão depois de conquistar o tri da Copa do Brasil.

3) Sendo cavalo paraguaio

PhD no assunto, quem dará a última parte da aula é Celso Roth. Se colocarmos no Google os termos de pesquisa “cavalo paraguaio”, sem sombras de dúvida iremos ver o buscador responder: “Você quis dizer: Celso Roth”.  O atual comandante do Atlético Mineiro ganhará neste ano um importante bicampeonato, o de treinador que mais nada, nada, nada e morre na praia. Não discordo daqueles que diziam desde o começo que o elenco do Galo era limitado. Sim, era. Para começar, confiar no Diego Tardelli já é começar mal. Mas os mineiros jogaram bem durante um turno todo. Chegaram lá como há tempos não chegavam. Não me recordo de nenhuma campanha tão entusiasmante dos atleticanos na Era Pontos Corridos. Mas assim como fez em 2008 com o Grêmio, Roth conseguiu perder o fio da meada e mais uma vez está comendo poeira. Assolado por Goiás, Grêmio e até pelo Barueri (!!!), o Atlético corre o risco de deixar o posto de possível campeão e terminar o Brasileirão apenas classificado para a Sul-Americana. Uma aula de mestrado de Roth. Mais uma vez.

Que fique a lição para São Paulo e Palmeiras… ninguém está imune à síndrome da amarelite paraguaia aguda. Ninguém.

Cutucadas

– Seu time tomar quatro gols já é deprimente. Com você falhando em três, talvez seja o caso de suicídio. Tomara que Diego, (péssimo) zagueiro/lateral-esquerdo do Corinthians, não ouça isso. Não quero que ele se mate

– O Fluminense carimbou mais do que nunca seu passaporte para a Segundona. E o Grêmio fez questão de dar logo cinco carimbadas no circo, digo clube das Laranjeiras

Defederico é o presente de natal da Fiel… e para 2018, pelo jeito.

– Continuo inconformado de a rodada só terminar na quarta-feira por exigência da TV. As durezas de ser brasileiro…

Read Full Post »

Inglaterra, Itália, França, Alemanha, a bola já está rolando pelas ligas dos principais países europeus, porém, os torcedores da Espanha ainda não têm seu campeonato nacional na ativa. Mas essa espera está perto de acabar, pois no próximo dia 29, Real Madrid e Deportivo La Coruña entram em campo para abrir a disputa do troféu mais importante da nação.

messi-lio-barcelona

Messi tentará levar o Barça a mais um título nacional

Depois de alguns anos com a Premier League ganhando maior destaque internacionalmente, essa temporada tem tudo para colocar La Liga de volta ao primeiro posto de campeonato mais atrativo do mundo, principalmente por contar com times do calibre de Barcelona e Real Madrid, normalmente já fortes, concentrando as maiores estrelas do futebol mundial.

Os catalães mantiveram sua base que levou o clube ao Triplete na última temporada, com a saída significativa apenas de Samuel Eto’o, que acabou sendo substituído por nada mais nada menos que Zlatan Ibrahimovic, craque da Internazionale de Milão que agora atuará ao lado de jogadores como Xavi, Iniesta, Henry e o provável melhor do mundo Lionel Messi.

kaka-realmadrid

Kaká terá a chance de voltar a ser o Melhor do Mundo

Para tentar tirar o título da Catalunha, o Real Madrid aparece como maior candidato, e não é a toa, a equipe conta com mais uma vez a presidência de Florentino Pérez, que gastou mais de 250 milhões de euros para montar um novo elenco galático. Depois de levar atletas como Beckham, Zidane, Figo e Ronaldo a Madrid em outros tempos, desta vez o presidente merengue escolheu Cristiano Ronaldo, Kaká, Benzema e Xabi Alonso para serem os líderes do time na tentativa de colocar o clube no topo do mundo.

Apesar de parecer uma disputa bipolar, outras equipes podem pintar para incomodar os gigantes da Espanha. Candidatos a “intrusos”, podem ser destacados Sevilla, Valência, Atlético de Madrid e Villarreal.

O clube de Sevilha agora não conta com o rival Bétis, rebaixado da elite, como adversário, e tem como maior trunfo a manutenção de Luís Fabiano, além do reforço de Negredo, destaque do Almería na última temporada espanhola.

forlan-aguero-atletico

Forlán e Agüero formam o poderoso ataque do Atlético

Mesmo atravessando uma crise financeira, o Valência conseguiu manter seus principais jogadores, como David Villa e David Silva, que foram especulados em diversas equipes européias durante a janela de transferências.

Na sombra do rival da capital, o Atlético mais uma vez aparece como possível destaque. Também na disputa da Liga dos Campeões, os torcedores alvirrubros depositam suas esperanças em sulamericanos como Máxi Rodríguez, Diego Forlán e Kun Agüero.

nilmar-villarreal

Nilmar chegou ao Villarreal com status de estrela

Sediado em uma cidade de apenas cinquenta mil habitantes, o Villarreal ganhou corpo nas últimas temporadas, inclusive chegando às semifinais da Liga dos Campeões da Europa recentemente. Sem o técnico Manuel Pellegrini, que seguiu ao Real Madrid, o Submarino Amarelo deverá lutar pela ponta da tabela com a ajuda dos brasileiros Marcos Senna e Nilmar, além do jovem Giuseppe Rossi e do experiente Robert Pirés.

Além dos seis já citados, quem poderá surpreender neste ano é o Espanyol. Após escapar milagrosamente do rebaixamento, a equipe catalã segue apostando no salvador Maurício Pochettino, que agora contará com o japonês Nakamura entre seus comandados. Porém, os jogadores terão que superar a morte do capitão Daniel Jarque.

nakamura-espanyol

Nakamura é o principal nome do Espanyol para a temporada

Depois de passar pelos concorrentes às primeiras colocações da tabela, a fuga do rebaixamento deverá ser bravamente disputada por clubes como Almería, Mallorca, Osasuna, Sporting Gijón, Valladolid e os recém-promovidos Tenerife e Xerez.

A análise está feira e todos já estão a postos para a largada do Campeonato Espanhol, que promete ser um dos melhores dos últimos tempos e o mais prestigiado da Terra. Será que o Barça conseguirá manter seu troféu? ¡Vamonos a La Liga!

Read Full Post »

marcinho-atlpr-x-intDepois de perder as finais da Copa do Brasil e da Recopa, o Internacional viajou a Curitiba para pegar o Atlético Paranaense com a cabeça apenas no Campeonato Brasileiro e sofreu nova derrota, desta vez por 3 a 2, deixando a liderança da competição.

Acompanhado por Taison no ataque, foi Nilmar quem fez o placar mudar pela primeira vez neste domingo. Com apenas nove minutos de jogo, o atacante arriscou chute de fora da área e contou com a sorte para marcar. A bola desviou em Rhodolfo antes de entrar.

O empate dos donos da casa veio aos trinta minutos. O jovem Wallyson fez boa jogada e cruzou na medida para Marcinho aparecer e tocar para o fundo das redes de Lauro.

Antes do intervalo, ambas as equipes ainda tiveram chances de tomar a dianteira. Taison pelo Colorado e Márcio Azevedo para o Furacão, mas a partida seguiu empatada.

No segundo tempo, os rubro-negros conseguiram chegar à virada. Aos doze minutos, Bolívar atropelou Wallyson dentro da grande área, pênalti. Na cobrança, mais uma vez Marcinho tratou de estufar as redes adversárias.

atl-interCom a desvantagem no placar, o técnico Tite promoveu duas substituições no seu time, colocando Giuliano e Alecsandro nos lugares de Glaydson e Taison. Porém, de nada adiantou, e o terceiro gol saiu aos 25 minutos, com Wesley, que girou com estilo e não deu chances a Lauro.

Já perto do final da partida, Alecsandro deu novas esperanças aos torcedores gaúchos, diminuindo o placar após passe de Danilo Silva, mas ficou só nisso.

Com a importante vitória por 3 a 2, o Atlético Paranaense chegou aos 11 pontos, subindo para a 11ª colocação do Brasileirão. Já o Colorado segue sem sua melhor fase no ano, caindo para a segunda posição, com vinte pontos.

ATLÉTICO-PR 3 X 2 INTERNACIONAL

Atlético Paranaense: Vinicius; Raul (Nei), Rhodolfo, Rafael Santos, Márcio Azevedo; Valência, Chico, Paulo Baier (Rafael Miranda) e Marcinho; Wallyson (Patrick) e Wesley. Técnico: Waldemar Lemos

Internacional: Lauro; Bolívar (Danilo Silva), Índio, Sorondo e Marcelo Cordeiro; Glaydson (Giuliano), Magrão, Guiñazu e Andrezinho; Nilmar e Taison (Alecsandro). Técnico: Tite

Data: 12/07/2009 (domingo)
Local: Estádio Arena da Baixada, em Curitiba-PR
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF),
Auxiliares: Ênio Ferreira de Carvalho e Fábio Gonçalves Araújo
Público: 16.747 pagantes
Renda: 352.640
Cartões amarelos Sorondo, Índio, Bolívar, Danilo, Giuliano (Inter) Raul (Atlético-PR)
Gols: Nilmar, aos 9 min,; Marcinho, aos 31 min do 1° tempo; Marcinho, aos 13 min. Wesley, aos 26 mi e Alecsandro, aos 43 min do 2° tempo.

Read Full Post »

Apesar do trauma recente por ter perdido a Copa do Brasil, o Internacional enfrentou o Náutico pela nona rodada do Campeonato Brasileiro e conseguiu vitória por 2 a 0, em pleno Estáido dos Aflitos.

Com Nilmar, Taison e D’Alessandro formando o trio ofensivo, o Colorado começou a partida levando sustos, primeiro em finalização de Carlinhos Bala, e depois em lance que Asprilla mandou a bola para as redes, mas o árbitro anulou alegando falta do zagueiro do Timbu.

nautico-interAos trinta minutos, o veloz Nilmar invadiu a grande área e foi derrubado por Galiardo, pênalti. Na cobrança, o argentino D’Alessandro bateu com força, mas não suficiente para passar pelo goleiro Eduardo, que agarrou firme a bola.

Ainda antes do intervalo, os gaúchos conseguiram balançar as redes, mas novamente o placar não foi alterado devido a anulação do árbitro, que viu impedimento de Nilmar no lance.

Na segunda etapa, o técnico Márcio Bittencourt promoveu duas alterações em sua equipe antes dos vinte minutos, colocando Edurado Eré e Aílton nas vagas de Johnny e Anderson Lessa. Assim, o Náutico conseguiu esboçar uma pressão, mas sem sucesso.

Com Andrézinho e Alecsandro entrando nos lugares de Taison e D’Alessandro, o Internacional conseguiu abrir o marcador. Aos 25 minutos, o meiocampista ex-Flamengo cobrou escanteio, a defesa local não afastou, e Nilmar tocou para as redes.

Atrás no marcador, a situação pernambucana ficou ainda pior aos 28 minutos, quando Asprilla fez falta dura em Alecsandro e recebeu seu segundo cartão amarelo na partida. O zagueiro foi para o chuveiro mais cedo sob vaias de seus torcedores.

Com um jogador a mais em campo, os visitantes conseguiram chegar ao segundo gol aos 32 minutos. No lance, Andrézinho mandou a bola para a área, Guiñazú desviou e Nilmar apareceu livre, em posição duvidosa, para bater com categoria ao fundo do gol de Eduardo.

Ao vencer o Náutico por 2 a 0, fora de casa, o Internacional chegou aos vinte pontos, assumindo a ponta do Campeonato Brasileiro com dois pontos a mais que o vice-líder Atlético Mineiro, que apenas empatou com o Botafogo. Já o Timbu ficou na zona de rebaixamento, com oito pontos somados.

NÁUTICO 0 X 2 INTERNACIONAL

Náutico: Eduardo, Nilson, Vágner, Asprilla e Anderson Santana; Galiardo, Johnny (Eduardo Eré), Juliano (Márcio Barros) e Carlinhos Bala. Anderson Lessa (Ailton) e Gilmar
Técnico: Márcio Bittencourt

Internacional: Lauro; Bolívar, Índio, Danny Morais e Kleber; Glaydson, Magrão, Guiñazu e D’Alessandro (Andrezinho); Taison (Alecsandro) e Nilmar (Bolaños)
Técnico: Tite

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Marcelo Braz Mariano (RJ) e Lorival Cândido das Flores (RN)

Read Full Post »

Older Posts »