Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Série A’

brasucas-ao-extremo3

Passados mais sete dias desde a minha última aparição aqui, volto com mais uma avalanche de gols brasileiros pelo mundo afora, e a manutenção do estilo de escrita em tópicos por países ou regiões do planeta.

Itália

nene-cagliari-x-atalanta

Nenê comemora um de seus gols sobre a Atalanta

Antes de entrar de vez na “Terra da Bota”, é preciso destacar o superclássico europeu entre Milan e Real Madrid desta terça-feira, que acabou em 1 a 1, com gol de Ronaldinho Gaúcho cobrando pênalti.
Pelas ligas nacionais, o destaque ficou com o atacante Nenê, ex-Cruzeiro, que fez dois na vitória do Cagliari sobre a Atalanta. No mesmo dia, o lateral Maicon fechou o placar de 2 a 0 da Internazionale sobre o Livorno, e Adaílton não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1 do Bologna para a Roma.
Pela Serie C1/A, Togni mais uma vez balançou as redes com a camisa do Arezzo, desta vez no triunfo sobre o Pergocrema. Emerson e Paulinho também ajudaram o Lumezzane e o Sorrento a conquistarem três pontos, respectivamente.

Espanha e Portugal

Na Península Ibérica, o verde e amarelo teve pouco destaque nos últimos sete dias. Na Espanha, apenas um gol, sempre dele, Luís Fabiano, nos 2 a 0 do Sevilla sobre o novato Xerez. Enquanto em Portugal, o atacante Cássio, que começou no Corinthians de Alagoas, fez o único do União Leiria na vitória sobre o Paços Ferreira, e Lima garantiu o importante empate do Belenenses por 1 a 1 com o Porto.

França e Inglaterra

brandao-marseille-x-zurich

Brandão fechou o massacre do Olympique

Além de Ronaldinho, outros brasucas que balançaram as redes pela Liga dos Campeões nestes últimos sete dias foram Hilton e Brandão, na espetacular goleada de 6 a 1 do Olympique de Marseille sobre o FC Zurich. O atacante ex-São Caetano ainda havia marcado no sábado, quando seu time empatou com o Tolouse por 1 a 1.
Também pela Ligue 1, o atacante Eduardo, ex-Joinville, garantiu que o Lens não saísse de campo derrotado em casa pelo Lorient.
Do outro lado do Canal da Mancha, local de poucos brasileiros desfilando pelos gramados, apenas Deco, comemorou com sua torcida, e foi nos 4 a 0 do Chelsea sobre o Bolton.

Holanda

Dois jovens talentos tupiniquins se destacaram pela Copa da Holanda, Jonathas e Jonathan Reis. O primeiro, criado na base do Cruzeiro, fez o seu nos 5 a 2 do AZ Alkmaar sobre o Spakenburg. Já o segundo, conhecido de quem acompanha a coluna, marcou na vitória por 2 a 0 do PSV sobre o Roda.
Pela Liga Holandesa, Leonardo evitou que o NAC Breda fosse derrotado pelo VVV, enquanto Everton, ex-Barueri, contribuiu para o triunfo de 3 a 1 do Heracles sobre o Utrecht.

Alemanha e Áustria

maicosuel-hoff-freiburg

Maicosuel comemora gol com seus companheiros

Nos antigos aliados de guerra, começamos pela Alemanha, onde o Hamburgo foi surpreendido em casa pelo Borussia Monchengladbach e acabou sendo derrotado por 3 a 2. Zé Roberto marcou para os anfitriões e o zagueiro Dante, ex-Juventude, marcou para os visitantes. No dia seguinte, Maicosuel garantiu os três pontos do Hoffenheim sobre o Freiburg, e outro ex-palmeirense, Caio, também levou seu time à vitória, 2 a 1 do Frankfurt em cima do Bochum.
Pela segunda divisão do país, o Duisburg bateu o Koblenz por 3 a 0, fora de casa, com dois tentos verde e amarelos, de Bruno Soares e do ex-sãopaulino Caiuby.
Na vizinha Áustria, o trombador Schumacher continua infernizando os goleiros adversários, desta vez foi o do Wiener Neustadt, porém, o Austria Vienna saiu de campo derrotado por 4 a 3. Fora da elite, o meia Sidinei participou do placar de 2 a 2 entre Gratkorn e Austria Lustenau.

Escandinávia

É na Suécia que se encontra a maior concentração de brasileiros dentre os países da região, e por lá choveu gol no último domingo, de nomes que costumam aparecer por aqui. Wanderson, Antônio Flávio e o garoto Vinícius Lopes, criado na base do Cruzeiro, ajudaram nas vitórias do GAIS, AIK e Hacken, respectivamente. Enquanto o artilheiro Álvaro Santos fez mais um pelo Orgryte, no empate por 2 a 2 com o Gefle.
Na Noruega, apenas um tento, o do atacante Diego Silva para o Aalesund, no 1 a 1, em casa, com o Stromsgodset.

Grécia, Turquia e Chipre

Nas belas terras gregas, gols apenas pela segunda divisão. Gustavo e Rogério marcaram nas vitórias respectivas do Kerkyra e Olympiakos Volou. Já o meia Léozinho, ex-Vasco da Gama e Sport Recife garantiu os três pontos do Panserraikos em cima do Kalamata.
Na Turquia a situação foi diferente, e tentos apenas pela elite do país. No empate entre Kayserispor e Fenerbahçe, o ex-corintiano Cristian fez o único dos poderosos de Istambul. No mesmo dia, Jorginho deu a vitória para o Gaziantepspor sobre o Diyarbakirspor.
Fora do continente firme, na ilha cipriota, Roma e Rodrigo tentaram, mas o Doxa Katokopia saiu de campo derrotado para o Anorthosis por 3 a 2. Perto dalí, Gabriel Lima, que jogou no Fluminense entre 96 e 99, marcou, mas o seu AEP Paphos perdeu por 2 a 1 para o Apollon Limassol.

Leste Europeu

Mais uma vez, esta região européia proporciona várias linhas nas quartas-feiras, e para começar, a Rússia, onde o Spartak de Moscou aplicou um sonoro 5 a 1 no Rostov, contando com dois gols do ex-colorado Alex e um do ex-esmeraldino Welliton. O Spartak Nalchik também goleou, 4 a 0 em cima do Kuban, com tento de Leandro.
Na Ucrânia, jogos do Shakhtar Donetsk são certeza de brasucas vibrando, e desta vez não foi diferente. O time jogou duas vezes nos últimos sete dias. Na primeira, pela Copa, Fernandinho participou dos 2 a 0 sobre o Dinamo de Kiev, enquanto na segunda, Jadson garantiu a vitória magra sobre o Chernomorets.

jadson-shakhtar

Jadson vibra com a camisa do Shakhtar

Se os campeonatos russo e ucraniano recebem uma pequena divulgação no Brasil, os próximos não chegam nem perto de serem comentados. Na Hungria, Alex marcou para o Lombard-Papa no empate com o Paks. Já André Alves fez três, e o Videoton goleou o Vasas Budapest por 4 a 2, fora de casa.
Na Polônia, o jovem zagueiro Marcelo, ex-Santos, balançou as redes mais uma vez, agora nos 3 a 2 do Wisla Krakow sobre o Korona Kielce. Na Eslováquia, outro que aparece pela segunda semana consecutiva é o atacante Gaúcho, que deixou o seu na vitória do Slovan Bratislava sobre o Kosice.
Mais ao norte, na Estônia, o Nomme Kalju ficou no empate por 2 a 2 com o Narva Trans, e o zagueiro Alan Arruda contribuiu para o placar. Na vizinha Letônia, o Skonto Riga aplicou um belo 7 a 0 no Daugava, e o jovem Nathan Junior foi responsável por três desses gols.

Oriente Médio

douglas-hapoel-x-maccabi

Douglas festeja gol da vitória

Fora de solo europeu, o “Mundo Árabe” é o próximo ponto de passagem. Primeiro a turbulenta Israel, onde Hapoel e Maccabi se enfrentaram pelo clássico de Tel Aviv e o zagueiro Douglas, ex-Avaí e Atlético Paranaense, fez o único gol da partida, garantido a festa da torcida do Hapoel.
Já nos milionários Qatar e Emirados Árabes Unidos, houve fartura de gols, como de costume. No primeiro, o experiente Araújo deixou três na goleada do Al-Gharrafa sobre o Al Rayyan. Mesmo número de gols de Davi para o Umm Salal em cima do Al Shamal. O veterano Magno Alves ainda completou o 4 a 1. Perto dalí, outro que não se contentou com apenas um tento foi Leandro, fazendo dois nos 3 a 0 do Al Sadd sobre o Qatar SC.
No segundo, o ex-flamenguista Emerson continua balançando redes. Desta vez foi nos 4 a 0 do Al-Ain sobre o Al Shabab. No mesmo dia, o Al Wahda bateu o Al Dhafra por 2 a 1, graças aos gols de Fernando Baiano e Pinga.

China e Coréia do Sul

Como a rodada foi diferente no Japão, os destaques do extremo oriente ficaram, principalmente, por conta do futebol chinês. Na liga do país, José Duarte marcou dois, mas não conseguiu evitar a derrota do Chongqing Lifan. Mesma situação de Jefferson Feijão, que já passou por Goiás, Internacional e Botafogo, e agora defende o Changsha Ginde, fez o seu mas saiu de campo sem ponto algum.
Quem conseguiu somar pontos foram o Chengdu Blades, três, graças ao gol de Rodrigues, e o Shaanxi Zhongxin, um, pelo tento de Vicente.
Já em solo sul-coreano, apenas uma rede balançada por um compatriota, e ainda um que ostenta o nome da nossa capital. O meia Brasília, que iniciou sua carreita no Ituano, ajudou a construir o 4 a 2 do Jeonbuk sobre o Gyeongnam.

América

maiconsantos-chivas

Maicon Santos no duelo contra o Galaxy

Cruzando o oceano rumo à América, o primeiro destino são os Estados Unidos, local que estreia nesta coluna. No domingo, o Chivas enfrentou o poderoso Los Angeles Galaxy e ficou no 2 a 2. Para a filial dos mexicanos, o brasileiro Maicon Santos anotou. Atravessando a fronteira, o meia naturalizado mexicano Zinha fechou a vitória de 2 a 0 do Toluca sobre o Queretaro.
Perto de nós, na América do Sul, o único brasileiro que saiu para o abraço foi atacante Roberval, que garantiu a vitória do Audax Italiano por 2 a 1, no Campeonato Chileno, sobre o Everton, mesmo jogando fora de casa.

Anúncios

Read Full Post »

Rogério Ceni – São Paulo

O veterano arqueiro parece estar realmente voltando a sua velha forma. Fez belas defesas, principalmente em forte cobrança de falta de Gilberto.

Nei – Atlético Paranaense

No 0 a 0 contra o Flamengo, o lateral mostrou muita disposição na defesa e ainda mostrou mais uma vez que sabe apoiar o ataque.

Fabiano Eller – Internacional

Mal chegou ao Colorado e já anotou seu primeiro gol em sua nova passagem pelo clube, além de ter realizado boa partida, garantindo a segurança do setor defensivo.

Ronaldo Angelim – Flamengo

O zero no placar da Arena da Baixada pode ser explicado pela atuação da defesa rubro-negra, comandada por Angelim, que ainda contou com a boa ajuda de Álvaro.

Márcio Azevedo – Atlético Paranaense

O lateral abusa das investidas ao ataque. Com muita velocidade, deu trabalho para a zaga do Flamengo.

Souza – Palmeiras

Mais uma vez o jovem volante palestrino mostrou que deverá ter um belo futuro no futebol. Apesar da pouca idade, mostra uma tranquilidade de veterano com as bolas no pé.

Magrão – Internacional

Depois de ser contestado pela torcida colorada, o meiocampista parece estar voltando ao seu bom futebol. Diante do Avaí fez bela partida, mostrando sua costumeira raça e ainda anotou um gol.

Giuliano – Internacional

O garoto vem jogando muita bola e mais uma vez se destacou. Vai ser uma grande perda para o Colorado durante o Mundial Sub-20.

Marlos – São Paulo

O habilidoso meiocampista saiu do banco de reservas para mudar a cara do jogo. Fez o gol de empate e deu nova movimentação ao Tricolor.

Éder Luís – Atlético Mineiro

Outro que saiu do banco de reservas direto para a Seleção da Rodada foi o atacante atleticano. Sua entrada em campo impulsionou a virada do Galo.

Ariel – Coritiba

Apesar de um tipo físico que engana, o argentino também sabe esbanjar técnica com a bola. Em jogo duro contra o Goiás, balançou as redes duas vezes, com direito a golaço de bicicleta.

Técnico: Ricardo Gomes – São Paulo

O treinador sãopaulino simplesmente colocou em campo dois jogadores que viraram a partida para o Tricolor. Marlos pegou na bola pela primeira vez e empatou. Mais tarde, Borges entrou para empurrar a bola às redes e decretar a virada paulista.

Craque da rodada

ariel-coritiba

Ariel - Coritiba

Read Full Post »

Depois de um péssimo início de Campeonato Brasileiro, quando chegou a ficar dentro da zona de rebaixamento, o Atlético Paranaense conseguiu recuperar o bom futebol sob o comando do delegado Antônio Lopes e chegou a sua quarta vitória seguida neste domingo.

Uma das grandes surpresas da competição, o caçula Barueri não contou com a maior revelação do ano Fernandinho, que teve seu contrato expirado nesta semana. Assim, o técnico Diego Cerri, substituto provisório de Estevam Soares, escalou Otacílio Neto e Val Baiano no ataque.

Com o apoio de sua torcida, o Furacão mostrou desde o início que havia entrado em campo pelos três pontos e a sua superioridade em campo demorou apenas vinte minutos para alterar o placar, com o veterano Paulo Baier. E o incansável meiocampista estava inspirado, tanto que ampliou a vantagem curitibana ainda no primeiro tempo, em mais uma de suas belas cobranças de falta.

Totalmente dominado em campo, o Barueri não assustou a torcida rival, e a derrota ficou pior no segundo tempo. Mais uma vez, Paulo Baier apareceu no ataque, desta vez para sofrer pênalti do goleiro Renê, que acabou expulso por Simon. Na cobrança, o apagado Marcinho converteu.

Por que o Atlético venceu a partida?

Em boa fase no Brasileirão, o Furacão contou com tarde inspirada de Paulo Baier, que foi responsável pelos três gols de sua equipe. Além do camisa 10, o lateral Márcio Azevedo infernizou a defesa paulista com sua velocidade. Sem o comando de Estevam Soares, o Barueri mostrou-se totalmente apático. Se continuar assim lutará para não cair.

O que o jogo muda no campeonato?

Com mais uma vitória, o Atlético Paranaense confirma sua recuperação na tabela e agora ocupa a 13ª colocação, esbanjando futebol para conseguir tranquilamente uma vaga na Copa Sulamericana. Já o Barueri continua irregular e deverá sofrer muito após a saída do técnico Estevam e da revelação Fernandinho.

Atlético Paranaense 3 x 0 Barueri

Atlético Paranaense : Neto; Nei, Manoel (Renan) e Chico; Wesley, Valencia, Rafael Miranda (Raul), Paulo Baier e Márcio Azevedo; Marcinho e Zulu (Wallyson)
Técnico: Antônio Lopes

Barueri: Renê; Leandro Castan, Daniel Marques e Xandão; Marcos Pimentel (João Vitor), Ralf, Éverton, Thiago Humberto (Flavinho) e Márcio Careca; Otacílio Neto (Márcio) e Val Baiano
Técnico: Diego Cerri

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Carlos Eugenio Simon (Fifa-RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Jose Javel Silveira (RS)
Cartões Amarelos: Manoel (Atlético-PR); Ewerton, Thiago Humberto (Barueri)
Cartão Vermelho: Renê (Barueri)

Read Full Post »

Para tentar encostar nos líderes, o Grêmio recebe o Flamengo, no Olímpico, amanhã, as 16h. Jogando em casa, o tricolor gaúcho é o melhor time deste Campeonato Brasileiro.

Desfalcado de seus dois principais armadores, Paulo Autuori deve adiantar Réver para a função de primeiro volante no meio-campo. No ataque, Maxi Lopez sofreu lesão muscular e está fora da partida. Perea fará a dupla ofensiva com Jonas.

O técnico Andrade também não terá vida fácil para escalar seu time. Juan, Toró, Kleberson e Léo Moura estão machucados. Nas alas, Everton Silva fará a direita, enquanto seu xará Everton será o jogador mais a esquerda do time rubro-negro. No meio-campo, as lesões de dois titulares devem manter Lennon e Petkovic entre os 11 que começam a partida. Caso o sérvio não jogue, entra um chileno, o Fierro.

Teremos um duelo interessante entre um Grêmio praticamente imbatível em casa contra um Flamengo tentando provar a todos que pode brigar pelo título. Ambos tentam aproximar-se dos líderes e terão muitos desfalques. Veremos amanhã quais farão mais falta.

Grêmio x Flamengo

Local: Olímpico, Porto Alegre (RS)

Horário: 16h00 (Brasília)

Arbitragem: Paulo César de Oliveira (SP), auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Carlos Berkenbrock (SC)

Grêmio: Victor; Mario Fernandes, Rafael Marques, Léo e Jadilson; Réver, Tulio, Adilson e Douglas Costa; Jonas e Pera. Técnico: Paulo Autuori

Flamengo: Bruno; David, Airton e Ronaldo Angelim; Everton Silva, Lennon, Willians, Petkovic (Fierro), Everton; Emersom e Adriano. Técnico: Andrade

Read Full Post »

Avaí x Náutico - 1º turno

A mais surpreendente reação do Campeonato Brasileiro de 2009 até o momento continua. O Avaí alcançou neste sábado, ao bater em casa o Naútico por 2 a 1, seu nono jogo consecutivo de invencibilidade no Brasileirão. De quebra, o time do técnico Silas ainda encosta de vez no G4 e agora é o quinto colocado na tabela de classificação. A vitória hoje, porém foi suada e constestada.

Geninho saiu da Ressacada esbravejando. Suas críticas tinham alvo certeiro: o árbitro Wilton Pereira Sampaio. A jogada contestada: um pênalti não marcado para os pernambucanos, que caso tivessem a penalidade assinalada e convertida, poderiam ter saído de Santa Catarina sem a doída derrota. Mas como bola na trave não altera o placar e pênalti não marcado não soma pontos, o Timbu segue penando no Brasileirão. O jogo também não foi grandes coisas.

Jogando em casa o Avaí mostra confiança incrível. Não só pelo apoio da torcida, mas por saber que atravessa ótima fase. Toma a iniciativa e tem postura. Mas enfrentou um adversário “à la Geninho”. Fechado, o Naútico pareceu ter entrado em campo para não perder – e, creio eu, não pareceu apenas. Mas a bola fez questão de punir a defesa excessiva do Timbu. Logo na metade da primeira etapa Eltinho acertou lindo chute de falta, estufou as redes e incendiou a torcida.

Porém se em seu time o Avaí contou com o ateador de fogo Eltinho, também tinha por lá o “bombeiro” Émerson. A bola foi cruzada na área, o zagueiro se atirou, acertou um belo peixinho e marcou um golaço… contra. Foi um balde d’água nas pretensões celestes. Mas Marquinhos, que parece ser eterno na Ressacada, fez questão de redimir o erro do companheiro e, após passe primoroso de Léo Gago fez justiça ao colocar o time que melhor jogava na frente. Na frente no placar, o Avaí segue na frente da tabela. Já o Naútico, disputa com o rival Sport pelo posto de pior time do Brasileiro. Disputa dura. De ser decidida e assistida.

Por que o Avaí ganhou?

Porque a fase do time catarinense é boa. E quando está em boa fase, a bola que ia para fora entra, o pereba vira craque e todas essas máximas que conhecemos. A retranca de Geninho não deu certo e sucumbiu em ótima cobrança de falta. Para o treinador do Náutico, no entanto, a vitória foi obra do juiz. Coisas do futebol, Geninho, coisas do futebol…

O que o jogo muda no campeonato?

Os catarinenses, pelas beiradas, vão chegando e já ocupam a quinta colocação. Silas mostra seu ótimo trabalho e o Avaí, cada vez mais, é dor de cabeça das boas para os grandes.

Avaí 2 x 1 Naútico

Local: Ressacada, Florianópolis (SC)

Avaí: Eduardo Martini; Augusto, Rafael e Émerson (Fabinho Capixaba). Luiz Ricardo (Roberto), Marcus Winícios, Léo Gago, Marquinhos e Eltinho; Muriqui e William (Anderson). Técnico: Silas

Náutico: Glédson; Patrick (Sidny), Nilson, Asprilla e Michel; Rudnei, Derley, Juliano e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Márcio Barros (Márcio). Técnico: Geninho

Gols: Eltinho, aos 24 minutos do primeiro tempo e Marquinhos, aos 43 minutos do segundo tempo (Avaí); Émerson (contra), aos oito minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Marcus Winícius, Roberto, Anderson (Avaí); Anderson Santana, Juliano, Derley, Nilson, Rudnei (Náutico)

Cartões vermelhos: Rudnei (Náutico)

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (DF), auxiliado por Marrubson Melo Frentas e César Augusto de Oliveira Vaz

Read Full Post »

Buscando sua nona partida consecutiva sem derrota, o Avaí recebe neste sábado, em Florianópolis, o combalido Naútico, equipe que ocupa as últimas colocações deste Brasileiro. De olho na aproximação ao G4, o clube de Floripa entrará com tudo em campo para pressionar a pior defesa do campeonato (assim como rival Sport, o Timbu levou 35 gols até agora).

Outro combustível motivador para os comandados do técnico Silas será a aproximação de um recorde de Santa Catarina. Caso não perca hoje e na próxima rodada o Avaí igualará o rival Figueirense como time do estado que mais tempo ficou sem perder no Brasileirão: 10 jogos. O Figueira, hoje na série B, conseguiu o feito em 2004.

Já pelo lado do time pernambucano, muita preocupação. A ótima fase do adversário e a ausência do artilheiro Gilmar, que lesionado nem viajou para Florianópolis.

Avaí x Náutico

Local: Ressacada, Florianópolis (SC)

Horário: 18h30 (Brasília)

Avaí (3-5-2): Eduardo Martini; Rafael, Émerson e Augusto; Luis Ricardo, Marcus Winicius, Léo Gago, Marquinhos e Éltinho; Muriqui e William. Técnico: Silas

Náutico (4-4-2): Gledson; Patrick, Nilson, Asprilla e Michel; Rudnei, Derley, Anderson e Juliano; Carlinhos Bala e Márcio Barros. Técnico: Geninho

Arbitragem: Wilson Pereira Sampaio (DF), auxiliado por César Augusto Vaz e Marrubson Freitas.

Read Full Post »

Caso o Palmeiras não vença o Botafogo no final da tarde deste sábado o Internacional poderá sonhar, em caso de vitória nos três jogos que ainda tem a fazer pelo primeiro turno do Brasileirão, com o troféu Osmar Santos, oferecido pelo Lance! ao time de melhor campanha da primeira metade do Campeonato Brasileiro. E, além de secar o alviverde paulista, o Colorado deverá começar sua sequência de vitórias batendo o Santo André, no ABC paulista, também neste sábado.

Um adversário em crise é a presa perfeita para que os gaúchos confirmem sua volta por cima definitiva no torneio após idas e vindas ao longo do primeiro turno. Ainda com o astro argentino D’Alessandro vindo do banco de reservas, o clube do Rio Grande do Sul confiará na habilidade do goleador Taison e na boa fase vivida pelo meia Andrezinho para levar para casas os valiosos três pontos.

Já o Ramalhão entra em campo desesperado para espantar a crise. Na boca da zona de descenso, o time de São Paulo, que volta a disputar um Brasileiro após mais de duas décadas afastado da competição, conta com a experiência de Marcelinho Carioca para bater de frente com o time que é considerado um dos melhores do país. Os jogadores do Santo André, no entanto, fazem questão de afirmar que o empate, mesmo jogando em casa, não seria mal resultado, uma vez que todos têm ciência da força colorada.

Santo André x Internacional

Local: Bruno José Daniel, Santo André (SP)

Horário: 18h30 (Brasília)

Santo André (4-4-2): Neneca; Rômulo, Cesinha, Marcel e Arthur; Fernando, Ricardo Conceição, Marcelinho Carioca e Gustavo Nery; Pablo Escobar e Nunes. Técnico: Gallo

Internacional (4-4-2): Lauro; Bolívar, Danilo Silva, Sorondo e Kléber; Sandro, Guiñazu, Giuliano e Andrézinho; Taison e Alecsandro. Técnico: Tite

Arbitragem: Elmo Alves Resende Cunha (GO), auxiliado por Jesmar de Paula e Fabrício da Silva.

Read Full Post »

Older Posts »