Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Silas’

Assim como foi feito no final de cada rodada deste Campeonato Brasileiro, a Equipe do OpinaFute não podia deixar de fazer uma Seleção da competição.

Para a Seleção ser feita, cada um dos integrantes da equipe do site fez um selecionado próprio e, no final, os onze jogadores mais vezes escolhidos foram eleitos para a Seleção do Brasileirão 2009.

Victor – Grêmio

O goleiro do Tricolor Gaúcho se destacou mais uma vez com sua equipe, fazendo sempre grandes partidas e sendo o jogador mais importante do Grêmio. Suas boas atuações chamaram a atenção do técnico Dunga e vem sido convocado constantemente para as partidas que antecedem a Copa da África. Dificilmente fica de fora do Mundial de 2010.

Jonathan – Cruzeiro

Com seu estilo ofensivo de jogar, foi um dos destaques do Cruzeiro até mesmo quando a equipe celeste não vivia sua melhor fase. Assim como o time todo, subiu muito de rendimento no segundo turno do Brasileirão, após o baque da perda da Libertadores ter passado.

Miranda – São Paulo

Assim como Victor, está praticamente garantido na Copa do ano que vem. Cada vez mais se firma como principal zagueiro em atividade no Brasil, se destacando não só na marcação como nas subidas ao ataque. Sua calma é algo difícil de se ver nos defensores da atualidade.

Réver – Grêmio

Apesar de não se mais um garoto, ganhou mais destaque neste ano. Ainda mais do que Miranda, é um zagueiro que se destaca na jogada aérea e que sempre que vai ao ataque leva perigo. Marcou muitos gols importantes pelo Tricolor Gaúcho e também mostra muita segurança na defesa.

Júlio César – Goiás

Ganhou maior destaque na primeira parte do Brasileirão, quando o Goiás ia bem. Com isso, chamou atenção de muitos grandes clubes, principalmente do Corinthians. Tem um estilo muito ofensivo e, por isso, marcou muitos gols. Suas atuações no meio de campo também foram um ponto forte.

Willians – Flamengo

Um total cão de guarda para a zaga do campeão nacional. Viveu alguns altos e baixos durante o Campeonato, mas foi um jogador muito importante para o título rubronegro. Incansável em campo, fez a diferença em muitas partidas.

Pierre – Palmeiras

Coincidência ou não, o alviverde viveu sua pior fase no Brasileirão quando ele se contundiu. É diferencial quando está em campo, tanto pela disposição e marcação, quanto por sua liderança. Exemplo de raça para os companheiros e para a torcida, foi um dos poucos que não ficaram manchados com o vexame do Verdão no Brasileiro.

Diego Souza – Palmeiras

Fez um primeiro turno impecável, assim como grande parte da equipe, mas sofreu muito na segunda parte da competição, quando perdeu seus companheiros Cleiton Xavier e Pierre no meio de campo. Mesmo assim, decidiu jogos a favor do Verdão, muitas vezes com golaços, como o que marcou do meio de campo, contra o Atlético-MG.

Petkovic – Flamengo

Velho? Pode ser. Acabado? Nem pensar. Fez, neste Brasileirão, o que ninguém acreditava. Ressurgiu depois de algumas passagens fracassadas por algumas equipes e foi o maestro que levou o Mengão a um título que a torcida esperava há mais de 15 anos. Quanto mais importante a partida, mais ele jogava.

Diego Tardelli – Atlético Mineiro

Um dos artilheiros do Brasileirão, foi o responsável pelo Galo brigar pelo título por tanto tempo. Virou ídolo da torcida rapidamente e com razão. O Atlético era apontado por muitos como candidato ao rebaixamento e ele foi o responsável por mudar isso. Mesmo que não tenha ganho nada, fez o torcedor atleticano ter orgulho de seu time novamente.

Adriano – Flamengo

Depois de anunciar sua aposentadoria depois de deixar a Inter de Milão, o Imperador voltou em grande estilo ao futebol (mesmo que só tenha o deixado por poucas semanas). Foi, junto com Tardelli, artilheiro do Brasileirão e, junto com Pet, o grande responsável pelo título do Mengão. Mostrou que, quando quer, joga muita bola.

Técnico: Silas – Avaí

Se, no início do Campeonato, alguém lhe dissesse que o Avaí ficaria em sexto lugar no Campeonato, você provavelmente não acreditaria. Ainda mais depois do início ruim da equipe. Silas, entretanto, foi o técnico que conseguiu este feito. Tanto que, ao final do Brasileiro, ele já acertou com o Grêmio e tenta cravar seu nome no hall dos grandes técnicos do Brasil.

Revelação: Jucilei – Corinthians

Chegou pouco antes do início do Campeonato, estreiou na primeira rodada e, antes da virada dos turnos, já era titular absoluto. Aos 21 anos, jogou de volante e de lateral e, em ambas posições, mostrou muita qualidade, persnonalidade e identificação com a torcida. Ponto para a diretoria que achou o jogador no J. Malucelli.

Craque: Petkovic – Flamengo

Voltou ao clube por causa de uma dívida. Muitos falaram mal da contratação, disseram que se tratava de um jogador acabado e que não ia adicionar nada ao Mengão. Ele provou a todos que ainda podia jogar, que podia ser titular e que, ainda mais, podia decidir não só partidas como um Campeonato. A virada flamenguista aconteceu quando ele virou titular. Deixou ainda mais seu nome gravado na História do Fla.

Read Full Post »

Cruzeiro

Após a excelente vitória fora de casa contra o Inter, por 3 a 2, pela vigésima quarta rodada do Nacional-09, a Raposa parece ter reecontrado a paz. Gilberto, agora atuando na meia e com a camisa 10 da equipe, vem dando o toque de qualidade que faltava ao meio campo do Cruzeiro. Na próxima rodada do Brasileirão-09, os comandados de Adilson Batista encaram o atual líder da competição, o Palmeiras, no Mineirão. Fabrício, na última sexta-fera, volante da equipe azul-celeste soltou o verbo contra o meia alviverde Diego Souza: “Quando não dá na bola, ele vai no soco”. É promessa de jogo quente em Minas!

Flamengo

Melhor equipe carioca no Brasileirão-09, o Rubro-negro da Gávea vai em busca de mais uma vitória, para, quem sabe, se aproximar do G-4. Com Adriano em ponto de bala, o Flamengo espera, neste domingo contra o Coxa, no Maracanã, quebrar o recorde de público das 4 divisões do Nacional (atualmente esse recorde é do Vasco, maior rival do Fla). Marcelinho Paraíba, agora no Coritiba, promete ser o carrasco de seu ex-clube. São muitas as promessas para o “maior do mundo” nesta vigésima quarta rodada do Brasileirão-09.

Botafogo

Aleluia! Estevam Soares ganhou sua primeira partida no comando do Fogão, após dez jogos à frente da equipe. O resultado foi na Copa Sulamericana, contra o Atlético/PR, no Engenhão. Porém, no Brasileiro-09, a situação da equipe não é das melhores. Na zona da degola, o time de General Severiano enfrentará o Santos, neste domingo, na Vila, e promete “esquecer” por um momento a competição continental.

Av

A equipe do técnico Silas, após mais uma derrota no Brasileirão-09, desta vez para o São Paulo por 2 a 0, começa a olhar para a parte debaixo da tabela. Com 34 pontos e na décima colocação do campeonato, o Leão da Ressacada parece ter perdido o folêgo e a condição de sensação do torneio. Neste domingo, jogando em casa contra o Barueri, os catarinenses poderão contar com a volta do matador William, que se recupera de uma lesão na mão. Preocupado com o rendimento de sua  equipe nas bolas aéreas, Silas treinou à exaustão jogadas desse tipo nesta semana.

Read Full Post »

São Paulo

O tricolor enfrenta, hoje, às 18h30, no Morumbi, o Avaí de Silas, ex-craque são paulino. Para essa partida, Ricardo Gomes terá três desfalques: André Dias e Richarlyson estão suspensos e serão substituídos por Renato Silva e Arouca, respectivamente. Hernanes continua machucado e não joga, o que implicará o recuo de Jorge Wagner à posição de segundo volante, abrindo espaço para Marlos. No ataque, Borges ganhou a vaga de Washington e será titular. Além disso, duas notícias movimentaram a semana do clube. A primeira é a parceria firmada com a organização do GP Brasil de F1 para arrendar uma das arquibancadas do circuito de Interlagos. A segunda, é a declaração do secretário-geral da FIFA, Jerome Valcker, na qual ele afirma que o Morumbi não teria condições de sediar a abertuda da Copa do Mundo de 2014. A diretoria tricolor rebateu afirmando que Valcke não leu o segundo relatório enviado a ele e, inclusive, convidou- a vir conhecer o estádio do Morumbi.

Santos

Na Vila Belmiro o principal acontecimento da semana foi a apresentação da atacante Marta para a disputa da Libertadores feminina. Ela jogará ao lado de outras atletas da seleção brasileira como Cristiane e Érika. Além disso, o zagueiro Domingos foi afastado por Luxemburgo e posto na lista de transferências do clube por ter quebrado a perna do quarto goleiro santista, Rafael, em uma disputa de bola no treinamento. Para o técnico, “Domingos é uma grande pessoa , mas profissionalmente acaba se tornando perigoso”. A lesão de Rafael obrigou Luxemburgo a finalmente acertar o contrato de Sérgio, ex-goleiro do Palmeiras. Ainda falando em guarda-redes, Fabio Costa treinou com bola e talvez não tenha que operar o pé, o que adiaria seu retorno aos campos.

Santo André

No Ramalhão, o velho novo técnico Sérgio Soares sofre com os desfalques para escalar sua equipe na partida de amanhã contra o Santos. Vanderlei, Nunes, Cesinha e Cris cumprem suspensão e não poderão jogar. Com a impossibilidade de escalar seus zagueiros, o treinador deve promover a volta prematura de Marcelo, que operou o joelho a apenas 14 dias. Outra notícia que agitou o Bruno José Daniel foi o retorno do atacante Leandrinho, de 26 anos, ao clube. Ele assinou contrato até o fim de 2011.

Goiás

A principal notícia no Goiás durante a semana foi a liberação de Fernandão pelo STJD. Pela expulsão contra o Internacional, a expectativa era que o atacante pudesse pegar uma pena mais pesada. Foi punido com apenas um jogo, já cumprido. Dentro de campo, o técnico Hélio dos Anjos esboça algumas mudanças, principalmente na defesa. Léo Lima, meia mais ofensivo, pode perder sua posição para Everton, que formaria dupla de volantes marcadores com Ramalho.

Read Full Post »

Felipe – Santos

O Peixe saiu derrotado do Serra Dourada, mas o jovem arqueiro conseguiu praticar boas defesas, talvez agora por ter a sombra do veterano Sérgio na Vila Belmiro, evitando uma goleada.

Vitor – Goiás

Um dos pontos fortes do clube esmeraldino são as alas de campo. Diante do Santos, o lateral-direito teve boa atuação, apoiando o ataque constantemente e ainda anotando o gol de abertura do placar.

Xandão – Barueri

O clube paulista conseguiu belo resultado no Maracanã, empatando sem gols com o Fluminense. Apesar de o adversário não viver bom momento, o jovem zagueiro foi um dos responsáveis pelo goleiro Renê não ter que buscar a bola em suas redes.

Réver – Grêmio

Depois de se destacar no Paulista de Jundiaí, o zagueiro continua mostrando bom futebol com a camisa gaúcha. Na goleada sobre o Atlético, além de mostrar sua costumeira segurança na defesa, ainda marcou seu gol, o quarto no Brasileirão.

Dutra – Sport

Os pernambucanos tentam escapar do rebaixamento, e um dos principais jogadores da equipe nessa luta é o lateral-esquerdo. Quando acerta seus cruzamentos, leva perigo às defesas adversárias. Contra o Vitória, meteu a bola na cabeça de Fabiano, que fez o 2 a 0.

Souza – Palmeiras

Uma grata revelação para a torcida palmeirense. O garoto mostra muita qualidade como marcador e ainda conta com elegância difícil de ver hoje em dia quando está com a bola. Jogador deste estilo não costuma ficar muito tempo no Brasil.

Souza – Grêmio

O meiocampista continua sendo o principal jogador do elenco tricolor. No massacre contra o Galo, deu duas assistências e ainda deixou o seu nas redes de Bruno.

Paulo Baier – Atlético Paranaense

Mais uma vez na Seleção da Rodada, o veterano meiocampista é, de longe, o principal jogador do Furacão, e seu gol diante do São Paulo mostra bem o por que. Roubou a bola na defesa, lançou ao lateral e apareceu na grande área para cabecear às redes de Rogério Ceni, que caçou borboleta no lance.

Diego Souza – Palmeiras

Quando está acordado, ninguém segura. Na importante vitória sobre o Inter, foi responsável pelos dois gols alviverdes, distribuiu chapéus nos adversários e mostrou muita raça.

Jorge Henrique – Corinthians

Apesar de não ter muito destaque na mídia, o atacante faz função essencial para o técnico Mano Menezes. Rouba bolas na defesa, puxa contra-ataques e incomoda os zagueiros dentro da grande área. No empate deste domingo, fez tudo isso, sofreu um pênalti e quase deixou um golaço.

Wellington Paulista – Cruzeiro

Três gols diante do Náutico, isso basta.

Técnico: Silas – Avaí

Treinador que mais aparece na Seleção da Rodada, mais uma vez mostrou que seu time não está para brincadeira no Brasileirão, fez 3 a 0 no “poderoso” Flamengo e, se o campeonato terminasse hoje, estaria na Libertadores.

Craque da rodada

wellingtonpta-cruzeiro

Wellington Paulista - Cruzeiro

Read Full Post »

Avaí x Náutico - 1º turno

A mais surpreendente reação do Campeonato Brasileiro de 2009 até o momento continua. O Avaí alcançou neste sábado, ao bater em casa o Naútico por 2 a 1, seu nono jogo consecutivo de invencibilidade no Brasileirão. De quebra, o time do técnico Silas ainda encosta de vez no G4 e agora é o quinto colocado na tabela de classificação. A vitória hoje, porém foi suada e constestada.

Geninho saiu da Ressacada esbravejando. Suas críticas tinham alvo certeiro: o árbitro Wilton Pereira Sampaio. A jogada contestada: um pênalti não marcado para os pernambucanos, que caso tivessem a penalidade assinalada e convertida, poderiam ter saído de Santa Catarina sem a doída derrota. Mas como bola na trave não altera o placar e pênalti não marcado não soma pontos, o Timbu segue penando no Brasileirão. O jogo também não foi grandes coisas.

Jogando em casa o Avaí mostra confiança incrível. Não só pelo apoio da torcida, mas por saber que atravessa ótima fase. Toma a iniciativa e tem postura. Mas enfrentou um adversário “à la Geninho”. Fechado, o Naútico pareceu ter entrado em campo para não perder – e, creio eu, não pareceu apenas. Mas a bola fez questão de punir a defesa excessiva do Timbu. Logo na metade da primeira etapa Eltinho acertou lindo chute de falta, estufou as redes e incendiou a torcida.

Porém se em seu time o Avaí contou com o ateador de fogo Eltinho, também tinha por lá o “bombeiro” Émerson. A bola foi cruzada na área, o zagueiro se atirou, acertou um belo peixinho e marcou um golaço… contra. Foi um balde d’água nas pretensões celestes. Mas Marquinhos, que parece ser eterno na Ressacada, fez questão de redimir o erro do companheiro e, após passe primoroso de Léo Gago fez justiça ao colocar o time que melhor jogava na frente. Na frente no placar, o Avaí segue na frente da tabela. Já o Naútico, disputa com o rival Sport pelo posto de pior time do Brasileiro. Disputa dura. De ser decidida e assistida.

Por que o Avaí ganhou?

Porque a fase do time catarinense é boa. E quando está em boa fase, a bola que ia para fora entra, o pereba vira craque e todas essas máximas que conhecemos. A retranca de Geninho não deu certo e sucumbiu em ótima cobrança de falta. Para o treinador do Náutico, no entanto, a vitória foi obra do juiz. Coisas do futebol, Geninho, coisas do futebol…

O que o jogo muda no campeonato?

Os catarinenses, pelas beiradas, vão chegando e já ocupam a quinta colocação. Silas mostra seu ótimo trabalho e o Avaí, cada vez mais, é dor de cabeça das boas para os grandes.

Avaí 2 x 1 Naútico

Local: Ressacada, Florianópolis (SC)

Avaí: Eduardo Martini; Augusto, Rafael e Émerson (Fabinho Capixaba). Luiz Ricardo (Roberto), Marcus Winícios, Léo Gago, Marquinhos e Eltinho; Muriqui e William (Anderson). Técnico: Silas

Náutico: Glédson; Patrick (Sidny), Nilson, Asprilla e Michel; Rudnei, Derley, Juliano e Anderson Santana; Carlinhos Bala e Márcio Barros (Márcio). Técnico: Geninho

Gols: Eltinho, aos 24 minutos do primeiro tempo e Marquinhos, aos 43 minutos do segundo tempo (Avaí); Émerson (contra), aos oito minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Marcus Winícius, Roberto, Anderson (Avaí); Anderson Santana, Juliano, Derley, Nilson, Rudnei (Náutico)

Cartões vermelhos: Rudnei (Náutico)

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (DF), auxiliado por Marrubson Melo Frentas e César Augusto de Oliveira Vaz

Read Full Post »

Buscando sua nona partida consecutiva sem derrota, o Avaí recebe neste sábado, em Florianópolis, o combalido Naútico, equipe que ocupa as últimas colocações deste Brasileiro. De olho na aproximação ao G4, o clube de Floripa entrará com tudo em campo para pressionar a pior defesa do campeonato (assim como rival Sport, o Timbu levou 35 gols até agora).

Outro combustível motivador para os comandados do técnico Silas será a aproximação de um recorde de Santa Catarina. Caso não perca hoje e na próxima rodada o Avaí igualará o rival Figueirense como time do estado que mais tempo ficou sem perder no Brasileirão: 10 jogos. O Figueira, hoje na série B, conseguiu o feito em 2004.

Já pelo lado do time pernambucano, muita preocupação. A ótima fase do adversário e a ausência do artilheiro Gilmar, que lesionado nem viajou para Florianópolis.

Avaí x Náutico

Local: Ressacada, Florianópolis (SC)

Horário: 18h30 (Brasília)

Avaí (3-5-2): Eduardo Martini; Rafael, Émerson e Augusto; Luis Ricardo, Marcus Winicius, Léo Gago, Marquinhos e Éltinho; Muriqui e William. Técnico: Silas

Náutico (4-4-2): Gledson; Patrick, Nilson, Asprilla e Michel; Rudnei, Derley, Anderson e Juliano; Carlinhos Bala e Márcio Barros. Técnico: Geninho

Arbitragem: Wilson Pereira Sampaio (DF), auxiliado por César Augusto Vaz e Marrubson Freitas.

Read Full Post »

Gléguer – Vitória

O goleiro teve que buscar a bola no fundo de suas redes por duas vezes, mas poderia ter sido muito mais. Em tarde inspirada, fez defesas espetaculares.

Nei – Atlético Paranaense

Jogador que vive momentos altos e baixos, fez bela partida diante do Botafogo, sendo fundamental para a vitória no Engenhão.

Miranda – São Paulo

Realmente merece uma vaga na próxima Copa do Mundo. Contra o Goiás, mostrou muita segurança e conseguiu parar, junto aos seus companheiros de zaga, o perigoso Iarley.

Renato Silva – São Paulo

Talvez por ter zagueiros do porte de Miranda e André Dias ao seu lado, o ex-botafoguense cresceu muito de produção neste ano, e mais uma vez fez boa partida.

Anderson Santana – Náutico

Jogador que vem se destacando desde o início do Brasileirão, mas acaba ofuscado pelo fraco time que defende. Na vitória contra o Santo André, mas uma vez se destacou, e ainda deu assistência para gol de Carlinhos Bala.

Sandro – Internacional

O meiocampista foi o melhor em campo no duelo contra o Sport, na segunda-feira. Além de tomar conta do setor, anotou um golaço.

Valência – Atlético Paranaense

Tendo a marcação como seu ponto forte, o volante do Furacão não deixou os armadores do Botafogo criarem chances de gol, e ainda teve suas chances de apoiar o seu ataque.

Henrique – Cruzeiro

Depois de sua aparição no Figueirense, o meiocampista chegou ao Cruzeiro e tomou conta de uma das posições do meio de campo. Na partida contra o Coritiba, mostrou o por que de ser titular de Adílson Batista.

Conca – Fluminense

Apesar de não ter conseguido levar os cariocas à vitória, o argentino esbanjou sua costumeira habilidade com a bola e foi o grande responsável pela armação de jogadas do seu time.

Marcelinho Paraíba – Coritiba

O Coritiba perdeu feio em pleno Couto Pereira, o experiente atacante nem realizou uma partida primorosa, mas o seu golaço, fazendo fila e driblando o goleiro mereceu um lugar na seleção da rodada.

Fernandinho – Barueri

Principal revelação do Campeonato Brasileiro até o momento, o veloz atacante mais uma vez surpreendeu a defesa rival. Diante do Grêmio, anotou novo gol, o da vitória paulista.

Técnico: Silas – Avaí

Depois de ver sua equipe sair perdendo por dois a zero, o comandante avaiano conseguiu mudar sua equipe, principalmente os brios de seus jogadores, que conseguiram reagir e levar um ponto para Florianópolis.

Craque da rodada

fernandinho-barueri

Fernandinho - Barueri

Read Full Post »

Older Posts »