Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Zico’

São paulinos, palmeirenses e atleticanos, por favor, não deixem de ler esta coluna pelo título dela. Não estou querendo dizer que o Fla seja campeão, e nem torcendo por ele aqui. Porém, não se pode deixar passar a data de 17 de novembro. No dia de hoje, completam-se 114 anos da fundação do Clube de Regatas do Flamengo. A data oficial de fundação foi, depois, alterada para o dia 15 de novembro, para ficar junto com a Proclamação da República e o aniversário do clube ser comemorado em um feriado nacional.

O clube foi fundado no ano de 1895, por um grupo de amigos da praia mais movimentada do Rio de Janeiro, a praia que, hoje, tem mais fama por levar o nome do time com a maior torcida do Brasil. Como era comum na época, o clube não foi fundado para participar de campeonatos de futebol. A paixão naquele final de século era o remo. Principalmente em uma cidade praina, como é a Cidade Maravilhosa.

O futebol no Flamengo só teve início em 1911. O esporte bretão já havia virado febre no país antes, e os torcedores flamenguistas de regatas iam assistir às partidas do rival Fluminense. Entretanto, após alguns desentendimentos, jogadores do Flu foram ao Flamengo e o clube decidiu começar um departamento de esportes terrestres, começando assim, a saga do futebol no Mengão. Logo na primeira partida oficial do rubro negro, o time venceu e convenceu. Uma goleada por 16 a 2 sobre o Mangueira. Não havia como começar melhor a história flamenguista no futebol.

Depois de muitos anos de história, glórias e títulos, o grande momento da história do time das multidões foi na década de 80. Naqueles anos, o time contou com o maior ídolo de sua história, o Galinho Zico. Em uma década, o time conseguiu um recorde de conquistar quatro títulos nacionais em dez anos, feito que ninguém quebrou ainda. O mais próximo disto é o São Paulo que, caso seja campeão este ano, igualará o rubro negro. Além disso, o clube venceu, em sua primeira participação, a Taça Libertadores da América e já se sagrou campeão mundial no mesmo ano.

Além de Zico, outros grandes craques passaram pelo Flamengo ao longo de seus 144 anos. Destaque para Romário, Paulo César “Caju”, Gérson, Fio Maravilha, Bebeto, entre muitos outros.

Atualmente, os grandes craques da equipe e ídolos da torcida são o meio campista sérvio Petkovic e o atacante Adriano. Com os dois, o Fla busca neste ano o título brasileiro, feito que não consegue desde 1992. Entretanto, vencendo ou perdendo, o Flamengo sempre será um dos clubes mais importantes do Brasil.

Anúncios

Read Full Post »

Grupo A

Uma das poucas surpresas da primeira fase ocorreu neste grupo. A Juvents, em casa, empatou com o Bordeaux. Resultado ruim, mas não deve impedir a Vecchia Signora de classificar-se. Talvez complique o primeiro lugar do grupo, pois o Bayern venceu, sem dificuldades, o Maccabi Haifa por 3×0.

Grupo B

Todos os gols da história do Wolfsburg na Liga dos Campeões foram marcados por um brasileiro. Grafite balançou as redes três vezes contra o CSKA Moscou, e ajudou o time alemão a liderar seu grupo. O ex-atacante do São Paulo nunca mereceu tanto uma chance com a camisa da seleção brasileira. No outro jogo do grupo, um gol solitário de Paulo Scholes deu a vitória ao Manchester United sobre o Besiktas, na Turquia.

Grupo C

Resultado espetacular do Milan. Venceu o Olympique de Marselha por 2×1, na França. Como o time francês é seu principal rival pela segunda vaga nas oitavas, Leonardo deu um grande passo rumo à classificação. Os dois gols foram feitos por Inzaghi, um caso a ser estudado. Na outra partida, Cristiano Ronaldo também marcou duas vezes e ajudou o Real Madrid a golear o Zurique por 5×2. Foi uma semana triste para os suíços.

Grupo D

Apenas um gol neste grupo. Anelka marcou para o Chelsea contra o Porto, em Stamford Bridge. Já Atlético de Madrid e Apoel empataram sem gols. Resultado péssimo para o time espanhol, pois dificilmente mais alguém perderá pontos para a equipe cipriota.

Grupo E

Os dois mandantes venceram pela contagem mínima. Kuyt garantiu a vitória do Liverpool sobre o Debrecien, primeiro time húngaro na fase de grupos desde 1995. Na outra partida, Lyon venceu a Fiorentina. Resultado importante para o time francês, que deve brigar com o italiano por uma vaga.

Grupo F

O jogo mais esperado da fase de grupos foi, de certa forma, decepcionante. Inter de Milão e Barcelona empataram em 0x0. Os catalães foram superiores a partida inteira. Incrível como os atuais tetracampeões italianos jogam sempre da mesma forma. Ainda por este grupo, o Dinamo de Kiev venceu o Rubin Kazan por 3×1 e saiu na frente pelo terceiro lugar, que dá direito a participar da Liga Europa. Um dos gols foi de Gérson Magrão.

Grupo G

Luis Fabiano e Renato ajudaram o Sevilla a vencer o Unirea por 2×0, no grupo mais equilibrado da Champions League. Equilibrado por baixo, claro, pois os outros dois times são Rangers e Stuttgart, que empataram em 1×1.

Grupo H

Com gol de Eduardo da Silva, o Arsenal conquistou uma virada espetacular sobre o Standard Liége, após estar perdendo por 2×0. Bendtner e Vermaelen marcaram os outros tentos da equipe londrina.  O Olympiakos, nova equipe de Zico, venceu o AZ Alkmaar, na Grécia, por 1×0.

Read Full Post »

Os grupos da Liga dos Campeões foram sorteados nesta tarde de quinta-feira, na bela Mônaco.

No grupo A, o cabeça-de-chave Bayern de Munique terá a companhia da Juventus, além do campeão francês Bordeaux e do israelense Maccabi Haifa. A Vecchia Signora tem todas as possibilidades de classificar-se em primeiro, seguida pelo Bayern que parece mais sério agora sob o comando de Loius Van Gaal.

Leonardo

Leonardo terá que quebrar a cabeça para classificar o Milan

Em seguida vem o grupo do tricampeão inglês. CSKA Moscou, Besiktas e o campeão alemão Wolfsburg jogarão com o Manchester United na primeira fase. Sir Alex Ferguson não deve ter dificuldades para classificar sua equipe, e a segunda vaga terá uma boa briga entre o time de Grafite e o de Zico.

A expectativa antes do sorteio era em qual grupo o Real Madrid cairia. Pelas más atuações nas ultimas Champions Leagues os madrilenos foram rebaixados ao segundo pote. O afortunado acabou sendo o Milan, do grupo C. Dessa forma, logo nos primeiros jogos pela competição européia, Kaká reencontrará seu ex-time, no qual obteve grande sucesso. O camisa 8, inclusive, tem todas as condições de bater a equipe de Leonardo nos dois duelos, pois esta, comandada pelo decadente Ronaldinho, promete uma temporada ruim. Os outros dois integrantes do grupo são Olympique de Marselha do novo contratado Lucho Gonzáles, e o coitado campeão suíço, o Zurique.

Carlo Ancelotti

Apostando na experiência de Carlo Ancelotti, o Chelsea não deve ter muitas dificuldades para passar de fase

O grupo D também promete uma grande disputa pela segunda vaga. A primeira deve ser do Chelsea, sob o comando do bicampeão da Liga, Carlo Ancelloti. Pela segunda, Porto e Atlético de Madrid farão bons duelos. O APOEL, do Chipre, deve fazer apenas figuração.

O Liverpool não terá vida fácil para classificar-se. Enfrenta o sempre chato Lyon e a Fiorentina, entretanto, Rafa Benitez deve conseguir a primeira colocação do grupo E. O Debrecen, primeiro time húngaro na fase de grupos desde a temporada 95/96, é o coitado da vez.

 

Barcelona e Inter de Milão prometem os melhores jogos dessa etapa da competição. Ambos foram sorteados no grupo F e devem classificar-se com muita facilidade. Esse duelo também terá reencontros. Eto’o joga contra sua ex-equipe, assim como Ibrahimovic, tetracampeão pelo time de Milão, agora no lado catalão. Rubin Kazan e Dínamo de Kiev brigam para chegar à Liga Europa.

Eto

Eto'o e Ibrahimovic trocaram de time, e agora enfrentam suas ex-equipes já na fase de grupo

O Grupo G é o mais equilibrado, porém por baixo. O Sevilla, recém-elevado ao primeiro pote do sorteio, recebeu a companhia de Rangers, Stuttgart e do romeno Urinea. Briga boa entre os três primeiros pelas duas vagas.

Quem se deve classificar facilmente é o Arsenal. De mais complicado em seu grupo H apenas o AZ Alkmaar, campeão holandês. Os outros dois são o Olympiakos e o Standard Liége.

Messi

Lionel Messi, artilheiro, melhor atacante e jogador da Liga dos Campeões 2008/09

O que também agitou a festa em Mônaco foi a premiação aos melhores jogadores da Liga dos Campeões passada.

Van der Sar, do vice-campeão Manchester United foi escolhido o melhor goleiro. John Terry, o melhor zagueiro. A nomeação do capitão do Chelsea é curiosa, pois os blues não chegaram nem à final. Os outros três prêmios ficaram com atletas do campeão Barcelona: Xavi foi o melhor meio-campista e Lionel Messi o melhor atacante e melhor jogador da Champions League 2008/09.

Confira os grupos e os premiados:

Grupo A: Bayern de Munique (ALE), Juventus (ITA), Bordeaux (FRA) e Maccabi Haifa (ISR)

Grupo B: Manchester United (ING), CSKA Moscou (RUS), Besiktas (TUR) e Wolfsburg (ALE)

Grupo C: Milan (ITA), Real Madrid (ESP), Olympique de Marselha (FRA) e Zurique (SUI)

Grupo D: Chelsea (ING), Porto (POR), Atlético de Madrid (ESP) e APOEL Nircosia (CHI)

Grupo E: Liverpool (ING), Lyon (FRA), Fiorentina (ITA) e Debrecen (HUN)

Grupo F: Barcelona (ESP), Inter de Milão (ITA), Dinamo de Kiev (UCR) e Rubin Kazan (RUS)

Grupo G: Sevilla (ESP), Rangers (ESC), Stuttgart (ALE) e Unirea (ROM)

Grupo H: Arsenal (ING), AZ Alkmaar (HOL), Olympiacos (GRE) e Standard de Liége (BEL)

Premiados:

Melhor goleiro: Van der Sar (Manchester United)

Melhor zagueiro: John Terry (Chelsea)

Melhor meio-campista: Xavi (Barcelona)

Melhor atacante: Messi (Barcelona)

Melhor jogador: Messi (Barcelona)

Read Full Post »

Como as competições mais importantes e disputadas do primeiro semestre do futebol brasileiro estão chegando às suas fases decisivas, muitos times estão sendo eliminados nos mata-matas. E, como sempre ocorre nessa época do ano, o mais falado não é aquele gol bonito, aquele passe genial, aquele drible desconcertante, aquela raça incomparável de um jogador. O mais falado em entrevistas coletivas de treinadores e jogadores, fora as rodinhas de torcedores, é a arbitragem. Que absurdo!

Colorados estão exagerando nas críticas ao árbitro Heber Roberto Lopes

Não quero inocentar, aqui, nenhum árbitro de futebol por erros cometidos, mas acho ridículo o foco central deixar de ser a bola, deixar de ser a beleza do nosso esporte. Desde que o futebol é disputado, há polêmica nas decisões dos “homens de preto”. Sempre ouvimos comentaristas dizendo que os juízes são seres humanos que erram, assim como todos os outros, mas dificilmente ouvimos e aceitamos isso.

Que equipe de futebol nunca foi beneficiada pela arbitragem? Não existe!

'La Mano de Diós' marcou a história

Ouvimos palmeirenses reclamando de um pênalti não marcado, no qual o jogador do Nacional colocou a mão na bola. Foi pênalti? Sim, mas o árbitro não viu e não deu, paciência…Não existe se no futebol. Suponho que os tais palmeirenses que estão criticando a arbitragem, dizendo que foram prejudicados, têm memória muito curta. As vítimas esqueceram que, nas duas últimas rodadas do Brasileirão, o time foi claramente ajudado pelos árbitros. Contra o Sport, no Palestra, o goleiro Marcos tirou uma bola de dentro do gol e o juiz não considerou gol. No jogo seguinte, contra o Cruzeiro, no mesmo local, o zagueiro Marcão cabeceou uma bola no travessão, que voltou em cima da linha, mas o juiz achou que a bola entrou e deu gol. Em ambos os jogos, o juiz errou feio em favor do time alviverde, mas é claro que os palmeirenses não vão reclamar disso.

Os colorados do Internacional estão reclamando acintosamente até hoje de um pênalti não marcado em uma partida contra o Corinthians, em 2005. A partida poderia, sim, definir o título e o juiz errou, sim. Porém, eles não se recordam dos gols irregulares de seu clube nas rodadas que antecederam aquela partida. Os mesmos colorados reclamam muito de uma falta que foi batida em movimento, pelo volante Elias, na final da Copa do Brasil deste ano. Foi irregular? Sim, mas quantas faltas não são batidas fora de posição, ou com a bola rolando durante a partida? Os jogadores falam que se a jogada tivesse sido anulada, o Inter poderia vencer a partida. O jogo de interesses dos treinadores e jogadores é medonho.

Grandes estrelas do futebol foram ajudadas e prejudicadas por árbitros. Imaginemos se o árbitro das semifinais da Copa do Mundo de 1970 tivesse expulsado o Rei Pelé após sua cotovelada em um uruguais. Se “la mano de Diós” de Diego Armando Maradona tivesse sido vista pelo árbitro e o gol anulado. Se o árbitro de Brasil e Suécia em 1978 tivesse deixado a bola sair de jogo antes de acabar a partida. Para quem não sabe, a bola foi cruzada na área e o juiz apitou o fim do jogo com a bola no ar. Na conclusão da jogada, Zico cabeceou e fez um gol que mudaria a história do Brasil naquela Copa.

Os erros de arbitragem sempre estiveram presentes no futebol e sempre estarão. Não há nada que possamos fazer. Há muitas coisas que podem ser melhoradas em relação aos árbitros, claro. A profissionalização deles é uma destas coisas, mas isso não eliminará o erro. Assim como o centroavante perde um gol feito, como o técnico faz uma substituição equivocada, o trio de arbitragem erra uma marcação, mas dificilmente é isso que decide um campeonato. Afinal de contas, todas as equipes são favorecidas e prejudicadas ao longo de todas as partidas, isto é inegável.

Chega de “chororô”, vamos jogar bola!

Read Full Post »